PUBLICIDADE

Resenha: Testament – “Titans Of Creation” (2020)

“Titans Of Creation” é o décimo segundo full lenght da banda americana de Thrash Metal, Testament.

   

Nesse registro, o Testament demonstra que é a banda veterana de Thrash que melhor “envelheceu”.

Em uma excelente fase desde “The Formation OF Damnation”, disco de 2008, o quinteto californiano soa cada vez mais convincente para seus admiradores.

Apesar do antecessor, “Brotherhood Of Snake”, não ter sido uma unanimidade entre os fãs, os mesmos não têm do que reclamar em relação aos últimos anos da banda.

O quinteto conseguiu a proeza que poucos artistas da velha guarda conseguem, modernizou sua sonoridade sem torná-la desinteressante, pelo contrário, ainda a deixando mais pesada, técnica e intensa.

Divulgação / Instagram / TESTAMENT

“Children Of The Next Level”, início matador:

O disco começa atropelando todos com a matadora canção “Children Of The Next Level”. Só essa faixa já teria feito valer à pena a audição, mas ela é somente o começo do que ainda está por vir.

Alex Skolnick continua arrasador na guitarra, sustentando a posição de melhor guitarrista do subgênero Thrash Metal, enquanto Chuck Billy aperfeiçoa seu vocal a cada novo registro e Gene Hoglan faz toda a diferença, como sempre fez. Steve DiGiorgio está entre os melhores baixistas da história do Metal, assim sendo, não são necessários maiores comentários sobre ele. Eric Peterson segue sendo o líder desse Dream Team do Thrash Metal mundial, ao mesmo tempo que é o principal compositor do Testament.

A pancadaria continua com “WW III”

“WW III” dá sequência à matança de ouvidos despreparados, desse modo, declarando a terceira guerra mundial contra os posers do planeta Terra. “Dream Deceiver” tem um riff mais arrasador, embora seja discretamente mais cadenciada que suas duas antecessoras, ela compensa essa mínima diferença em peso e agressividade. Enquanto isso, a violência sonora, praticada velozmente, predomina em “Night Of The Witch”. Não surpreendentemente, Hoglan dá uma verdadeira aula de como tocar bateria em Thrash Metal.

O didático da vez é DiGiorgio, que detona seu baixo em “City Of Angels”, como se fosse uma brincadeira infantil. Chuck intercala seu vocal com momentos mais melódicos que dão a essa canção um clima sombrio. Skonick arrebenta no seu solo, usando efeito wah wah.

“Ishtars Gate” proporciona uma atmosfera mística. A faixa fala da deusa Istar dos sumérios, Astarte dos Fenícios, Asterote dos filisteus, assim como Easter, deusa do amor na mitologia nórdica.

Um belo trabalho conjunto das guitarras e do baixo introduz “Symptons”.

   

O mais lindo solo de Skolnick do disco encontra-se nessa música, a qual é conduzida com um riff, similarmente, empolgante.

Reprodução / Facebook / TESTAMENT

“False Prophet”

“False Prophet” volta a acelerar o andamento como no princípio do full-lenght. Está aqui uma canção digna de set list, assim como também são os dois singles “Children Of The Next Level” e “Night Of The Witch”.

”The Healers” abusa de peso e brutalidade, musicalmente falando. Incrível como Gene Hoglan parece uma máquina de espancar tambores nessa e nas demais faixas gravadas por ele desde o moderno clássico, “Dark Roots On The Earth”, de 2012.

Um lindo riff de baixo incendeia “Code Of Hammurabi”, música que debulha dente por dente, olho por olho, arrancando-os das almas posers.

Pra finalizar, o maravilhoso solo melódico de Alex Skolnick é um momento mais que especial que faz parte dessa canção.

Reprodução / Facebook / TESTAMENT

Logo após, a maldição continua a aniquilar os posers em “Curse Of Osiris”, Deus egípcio que os condenou ao eterno sertanejo universitário (rs), brincadeiras a parte, trata-se de mais uma canção matadora quase no fim dessa obra prima. Enfim, o disco termina com um tema instrumental de curta duração, “Catacombs”, o qual possui uma sonoridade voltada para o épico.

Só a resistência ao teste do tempo é que confirmará se estou diante de um novo clássico do Testament, mas minhas audições me deixaram bastante empolgado.

Dedico e indico esse fabuloso registro aos fãs de Thrash Metal. Audição mais que obrigatória para todos eles.

Nota 9,4

Integrantes:

  • Eric Peterson (guitarra)
  • Chuck Billy (vocal)
  • Steve DiGiorgio (baixo)
  • Gene Hoglan (bateria)
  • Alex Skolnick (guitarra)

Faixas:

  • 1.Children Of The Next Level
  • 2.WW III
  • 3.Dream Deceiver
  • 4.Night Of The Witch
  • 5.City Of Angels
  • 6.Ishtars Gate
  • 7.Symptons
  • 8.False Prophet
  • 9.The Hearlers
  • 10.Code Of Hammurabi
  • 11.Curse Of Osiris
  • 12.Catacombs

Redigido por Cristiano “Big Head” Ruiz

   

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -