PUBLICIDADE

Resenha: Vomitory – “All Heads Are Gonna Roll” (2023)

“All Heads Are Gonna Roll” é o nono full lenght da banda sueca de Death Metal, Vomitory.

   

Formada em 1989, na cidade de Karlstad/Värmland, a banda sueca de Death Metal, Vomitory, lançou o seu debut, “Raped in Their Own Blood”, em 1996. Desde então, foram oito fulll lenghts, sendo o mais recente deles, “Opus Mortis VIII”, de 2011.

Após 12 anos de jejum, o álbum número nove do quarteto, “All Heads Are Gonna Roll”, chega próximo dia 26/5 pelo selo Metal Blade Records.

VOMITORY / Divulgação / Facebook / Instagram

NÓS, QUE JÁ TIVEMOS ACESSO ANTECIPADO AO CONTEÚDO DO REGISTRO, VAMOS TENTAR MENSURAR ESSAS TONELADAS DE PESO PARA DEIXAR OS FANÁTICOS PELO METAL DA MORTE, MAIS ANSIOSOS.

Vamos nessa?

O primeiro single a ser liberado, há cerca de três semanas, foi da canção que intitula o disco, “All Heads Are Gonna Roll”, a qual ganhou um videoclipe que intercala imagens da banda executando-a, intercalando com cenas de uma história de terror de um psicopata, do estilo Jason Vorhees, que assassina as pessoas com o seu facão, fazendo com que o sangue jorre, abundantemente. Ao final, prepare-se para limpar a tela do seu aparelho.

EIS O EXCELENTE CARTÃO DE VISITAS DO VOMITORY QUE PÕE FIM AO SEU HIATO DE 12 ANOS!

Bruto, violento e formidável!

“Decrowned”

Soando ainda mais old school, “Decrowned” segue impondo sua velocidade que desperta a adrenalina no ouvinte. A dupla de guitarristas, Urban Gustafsson e Peter Östlund, distribui, ao mesmo tempo, riffs e solos avassaladores. Discretamente mais cadenciada, “Ode To The Meat Saw”, ainda assim, evidencia a poderosa cozinha formada pelo baixista, que também é o vocalista, Erik Rundqvist, e o baterista Tobias Gustafsson.

VOMITORY / Reprodução / Facebook

O gutural do frontman/baixista, o já supracitado Erik Rundqvist, me faz lembrar o de Dave Ingram do Benediction, não só a parte vocal, mas também a parte instrumental remete a sonoridade da banda britânica, exceto pelos solos de guitarra que são muito mais abundantes nas composições do Vomitory.

“The Deepest Tomb”

“The Deepest Tomb”, uma das minhas favoritas, tem variações rítmicas que a tornam diferenciada de suas antecessoras. Destaque absoluto para a bateria de Gustafsson. Chegando a quinta faixa, “Piece by Stinking Piece”, concluo que a música do Vomitory é ausente de modernidade e quaisquer experimentalismos. Devo acrescentar que não há demérito algum nessa característica, pelo contrário, o quarteto sueco representa com sucesso o período que nasceu.

VOMITORY / Reprodução / Instagram / Facebook

“Raped, Strangled, Sodomized, Dead”

A música “Raped, Strangled, Sodomized, Dead” introduz tem alguns momentos de arranjos diferenciados de guitarra, contendo um pouco de melodia, o que não é suficiente para descaracterizar o compromisso da sonoridade com a velha escola, mas tão somente torna a canção única no contexto do registro. “Dead Man Stalking” começa a la “Hell Awaitz”, ganhando aceleração, em seguida, com pitadas de Thrash. Seu solo de guitarra, apesar de curto, está entre os meus preferidos.

VOMITORY / Reprodução / Facebook
   

A melhor sequência ainda vem, posteriormente: A trinca formada por “Disciples Of The Damned”, “Dead World” e “Beg For Death” incendeia ainda mais a audição em sua reta final. A violência sonora e o peso se intensificam e se torna impossível não bater a cabeça ao alucinante ritmo das três canções. Pois enm os break downs não são suficientes para amenizar o calor causada pela energia do Death Metal praticado pelo Vomitory. Audições despreparadas certamente imploram pela morte, exatamente, como ordena “Beg For Death”, a música saideira do ótimo “All Heads Are Gonna Roll”.

FELIZMENTE, MINHA CABEÇA NÃO ESTÁ ENTRE “TODAS QUE VÃO ROLAR”, MAS ESSA JOIA DO METAL DA MORTE NÃO VAI PARAR DE ROLAR TÃO CEDO EM MINHAS PLAYLISTS

PARABÉNS PELO RETORNO TRIUNFAL!

Grattis till den utmärkta skivan! Vomitory!

Nota: 9,2

Integrantes:

  • Urban Gustafsson (guitarra)
  • Erik Rundqvist (vocal e baixo)
  • Tobias Gustafsson (bateria)
  • Peter Östlund (guitarra)

Faixas:

  • 1.All Heads Are Gonna Roll
  • 2.Decrowned
  • 3.Ode To The Meat Saw
  • 4.The Deepest Tomb
  • 5.Piece by Stinking Piece
  • 6.Raped, Strangled, Sodomized, Dead
  • 7.Dead Man Stalking
  • 8.Disciples Of The Damned
  • 9.Dead World
  • 10.Beg For Death

Redigido por: Cristiano “Big Head” Ruiz

PUBLICIDADE

Comentários

  1. Som brutal e brutal nas letras…só tenho elogios a essa banda!!!! Conheci o som da banda folheando alguma revista de metal, era uma época em que a internet ainda começava a evoluir…lembro!!!! Fico na expectativa sobre o album, valeu!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -