PUBLICIDADE

Resenha: Uriah Heep – “Living The Dream” (2018)

“Living The Dream” é o novo full lenght do Uriah Heep.

   

Com mais de 50 anos de existência, o Uriah Heep lançou o seu vigésimo e quinto álbum de estúdio, chamado “Living The Dream”, em 2018. Na minha opinião, eles são a banda mais injustiçada e subestimada entre os dinossauros do Hard Rock clássico.

Reprodução / Facebook / Uriah Heep

Se o Uriah Heep pudesse ser definido com uma única palavra, essa palavra seria resistência, pois, resistiu:

As pedras no caminho de um sonho

  • Á morte de Gary Thain; aos conflitos internos no período de gravações do “High & Mighty”; à saída do vocalista David Byron; às desconfianças de como a banda ficaria sem ele.
  • À saída de John Lawton, após o segundo período clássico da banda; às críticas ao “Conquest” com Jonh Sloman nos vocais; à saída do guitarrista, tecladista e um dos principais compositores da banda, Ken Hensley.
  • Às mudanças sonoras com a entrada do vocalista Peter Goalby; à rejeição ao álbum “Equator”, considerado o pior da história da banda;
  • À entrada de Bernie Shaw, após muitas frustrantes mudanças no line-up; à aposentadoria repentina do saudoso baterista Lee Kerslake, motivado por seus problemas de saúde e á morte repentina de mais um baixista clássico da banda, Trevor Bolder.

Mick Box sempre manteve o Uriah Heep

O “mago” guitarrista Mick Box sempre manteve o Uriah Heep em pé, independentemente, dos problemas pelos quais a banda passou, por mais difíceis que eles tenham sido.

Mick Box é o responsável pelo Uriah Heep não ter paralisado suas atividades até hoje e, decerto, a banda só parará com a sua morte.

Reprodução / Facebook / Mick Box

“Living The Dream”

O album, “Living The Dream”, tem canções que se destacam mais que outras. A faixa de abertura, “Grazed By Heaven”, que também é single desse trabalho, é excelente e de qualidade similar as melhores da era Shaw, que é vocalista desde 1986.

Mick Box faz mais um daqueles lindos solos com pedal Awah, pois, sempre foram sua marca registrada. A faixa título “Living The Dream” possui uma atmosfera completamente setentista, a qual remete a uma mistura do próprio Uriah Heep mais antigo com Deep Purple.

“Take Away My Soul” e “Knocking At My Door”

Similarmente, “Take Away My Soul” e “Knocking At My Door”são Hard Rocks mais intensos, sendo canções de fácil assimilação com refrãos grudentos. Ou seja, aquela mescla de Uriah Heep e Deep Purple volta ser notada em “Rocks In The Road”.

Bernie Shaw

As baladas geralmente são destaques na interpretação vocal de Bernie Shaw, “Waters Flowin’” não é exceção a essa regra.

“It’s All Been Said” começa com uma introdução de teclado de Phil Lanzon, ao passo que varia para um Hard Rock Prog com toda a energia psicodélica comum nos anos 70, linda canção, que remete inclusive as duas fases clássicas da banda com Byron e Lawton.

Davey Rimmer

Em seguida, “Goodbye To Innocence” traz a tona o Hard Rock novamente e o baixista Davey Rimmer se destaca uma linha de baixo que nada deixa a desejar em relação as de Thain, Wetton ou Bolder, de outros tempos.

“Falling Under Your Spell”

   

“Falling Under Your Spell” é fantástica e a minha preferida do full-lenght, pois, essa canção me lembra as melhores sonoridades do “Demons & Wizards” e “Magician’s Birthday” com uma impecável e energética performance de Shaw e também do baterista Russell Gilbrook, que ficou muito parecida com as que usava Kerslake.

Mick Box gravou, ao mesmo tempo, dois tipos diferentes de solo, um fazendo papel dele mesmo e outro tentando lembrar os solos de saudoso Hensley.

“Dreams of Yesteryear”

“Dreams of Yesteryear” é a segunda balada do “Living The Dream”, uma canção bonita, mas talvez não fosse ideal para fechar um trabalho que tanto buscou resgatar a identidade Hard Rock setentista da banda. Em suma, indico o novo trabalho do Uriah Heep a todos os fãs da banda, do Hard Rock anos 70 e da música tocada com a alma.

Nota: 8,8

Integrantes:

  • Bernie Shaw (vocal)
  • Mick Box (guitarra)
  • Phil Lanzon (teclados)
  • Russell Gilbrook (bateria)
  • Davey Rimmer (baixo)

Faixas:

  • 1.Grazed By Heaven
  • 2.Living The Dream
  • 3.Take Away My Soul
  • 4.Knocking At My Door
  • 5.Rocks In The Road
  • 6.Waters Flowin’
  • 7.It’s All Been Said
  • 8.Goodbye To Innocence
  • 9.Falling Under Your Spell
  • 10.Dream Of Yesteryear

Redigido por Cristiano “Big Head” Ruiz

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -