PUBLICIDADE

Clássicos: Whitesnake – “Whitesnake” (1987)

Ainda me lembro da primeira vez que escutei o sétimo álbum do Whitesnake, o homônimo que é conhecido no Brasil como 1987, e fiquei deslumbrado instantaneamente. A introdução de “Crying In The Rain” me fez arrepiar e entrar em êxtase. Essa canção foi gravada pela primeira vez no quinto álbum da banda, “Saints & Sinners” de 1982, tomando Coverdale uma feliz decisão de regravá-la dois discos depois, pois essa nova versão nem se compara com a original em termos de peso e qualidade. Um Hard’N’Blues interpretado por David no auge de sua voz e John Sykes solando com toda sua técnica e feeling. Não tinha como não ser incrível.

“Bad Boys” abre com um riff matador. Um Hard Rock do mais alto nível se encontra nessa faixa. Uma música ideal para a abertura de qualquer set list e que já nasceu clássica absoluta, porém ela é só uma preparação para o que está por vir. Se algum alienígena visitasse a Terra e perguntasse: “o que é Hard Rock?”, o melhor exemplo para mostrar a ele seria “Still Of The Night”. Essa canção possui todos os ingredientes para uma audição feliz, um riff pegajoso, uma interpretação perfeita, o teclado de Don Airey dando aquela atmosfera fantástica e Sykes destruindo tudo no solo.

   
Divulgação / WHITESNAKE / Whitesnake

Além de “Crying In The Rain”, o Whitesnake regravou mais um canção do álbum “Saints & Sinners”, “Hero I Go Again”. A balada romântica, que é uma das marcas registradas de Coverdale, também superou sua versão original em qualidade e a considero uma das melhores baladas de todos os tempos. O solo dela ficou por conta de Adrian Vandenberg, o qual se tornaria guitarrista efetivo da banda a partir do próximo álbum, “Slip Of The Tongue” de 1989, juntamente com o gênio Steve Vai.

“Gimme All Your Love” inicia o Lado B do álbum com uma vibe altíssima. Essa faixa fez parte de um comercial de cigarros na televisão quando tais publicidades ainda eram permitidas. Na sequência vem a canção mais famosa da banda, “is This Love”, que inclusive foi tema de novela aqui no Brasil. Coverdale abusa de sua veia AOR nessa faixa. Não há nada melhor para momentos íntimos do que Whitesnake na play list. Quem discorda?

“Children Of The Night” é mais um Hard Rock perfeito do homônimo com a marca registrada do Whitesnake. Nesse trabalho, como um todo, David superou e muito sua atuação no álbum “Burn” do Deep Purple de 1974, o qual o tornou famoso. Ele conseguiu ser bem mais pesado sem abandonar a sua influência no Blues. “Straight For The Heart” resgata a sonoridade do “Slide In”, disco anterior de 1984, porém foi uma variação interessante. O sétimo full-lenght de Coverdale e seus comandados se encerra com mais uma balada, “Don’t Turn Away”. Uma bela música, apesar de nem chegar aos pés de “Here I Go Again” e “Is This Love”.

Divulgação / WHITESNAKE / DAVID COVERDALE

“Whitesnake” do Whitesnake é um item obrigatório no acervo de qualquer um que se diz apreciador de Hard Rock.

Não há como amar esse estilo e ignorar esse álbum fundamental.

Nota 9,5

Integrantes:

  • David Coverdale (vocal )
  • Neil Murray (baixo)
  • John Sykes (guitarra)
  • Aynsley Dunbar (bateria)
  • Adrian Vandenberg (guitarra em “Here I Go Again”)
  • Vivian Campbell (guitarra em “Gimme All Your Love”)
  • Don Airey (teclado)

Faixas:

  • 1.Crying In The Rain
  • 2.Bad Boys
  • 3.Still Of The Night
  • 4.Hero I Go Again
  • 5.Gimme All Your Love
  • 6.Is This Love
  • 7.Children Of The Night
  • 8.Straight For The Heart
  • 9.Don’t Turn Away

Redigido por: Cristiano “Big Head” Ruiz

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
194SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações