PUBLICIDADE

[ Vale a pena ouvir de novo! ] Metal Church – “Blessing in Disguise” (1989)

Fevereiro de 1989: Após os lançamentos de “Metal Church” (1984) e “The Dark” (1986), o quinteto americano Metal Church lançou, em 7 de fevereiro de 1989, “Blessing in Disguise”, terceiro (e excelente) álbum de sua carreira.

Contendo nove faixas inéditas divididas em aproximadamente 55 minutos de duração, o disco marca a estreia do novato Mike Howe (ex-Heretic) substituindo Dave Wayne, vocalista original que havia deixado a banda após o lançamento de “The Dark”, segundo registro do quinteto, lançado em outubro de 1986.

   

A escolha de Mike Howe para assumir os vocais no Metal Church deu-se através do guitarrista Kurdt Vanderhoof, que ao produzir “Breaking Point”, álbum de estreia do Heretic, banda na qual Howe era o vocalista, percebeu o quanto seu timbre era perfeito para o grupo, bem como era o substituto ideal de David Wayne.

Sobre “Blessing in Disguise”: O disco dividiu opiniões, recebendo algumas críticas pesadas com relação a troca de vocalista e do “novo” direcionamento musical. Por outro lado, críticas positivas também aconteceram e estas enalteciam o trabalho num todo, além da voz de Howe e também o novo estilo adotado pelo quinteto.

Trazendo uma sonoridade calcada nos dois trabalhos anteriores, porém visto como um álbum “diversificado”, o disco figurou na parada da Billboard 200 Americana em 8 de abril de 1989, dois meses após seu lançamento, alcançando a 75a posição (a segunda posição mais alta do grupo nas paradas até hoje, um recorde quebrado apenas 27 anos depois com “XI”, que alcançou a posição 57 da mesma parada) onde permaneceu por 15 semanas.

Na época de seu lançamento, o grupo foi comparado ao Metallica e Queensryche, já que sua música foi classificada (à época) como uma mistura de Heavy, Thrash, Speed, Power Metal e Progressivo.

Apesar de primoroso em todas as nove faixas, destaques para “Badlands” e “Anthem to The Estranged”, esta última, a faixa mais longa gravada pelo quinteto em toda sua carreira.

Após o lançamento de “Blessing in Disguise”, o Metal Church embarcou numa turnê pelos Estados Unidos da América ao lado do Meliah Rage e do W.A.S.P, que na época divulgava o excelente “The Headless Children”.

Em outubro de 1989, tocaram na Alemanha ao lado das bandas Toranaga e Fates Warning.

Em abril de 1990, fizeram abertura para os ingleses do Saxon e em maio do mesmo ano, abriram o show do Metallica no famoso The Marquee em Londres.

A frente do Metal Church, Howe também gravou os excelentes ” The Human Factor” (1991), “Hanging in The Balance” (1993), “XI” (2016), ” Classic Live” (2017) e “Damned If You Do” (2018), este último lançado em 16 de dezembro de 2018.

Em fevereiro do ano passado, foi lançado “The Elektra Years 1984-1989”, um Boxed Set contendo os três primeiros trabalhos, gravados na época em que fizeram parte da gravadora Elektra Records.

Em abril de 2020, foram lançadas duas compilações.

A primeira intitulada “From The Vault” contendo 14 faixas, incluindo duas instrumentais, duas gravadas ao vivo do Japão, além dos covers “Please Don’t Judas Me (Nazareth), “Green Eyed Lady (Sugarloaf) e “Black Betty (Lead Belly).

A segunda intitulada “Return of The Fake Healer”, que apresenta 12 faixas, incluindo uma nova versão para “Fake Healer”, gravada originalmente em “Blessing in Disguise”, aqui trazendo a participação especial de Todd La Torre do Queensryche.

O grupo também lançou uma revista em quadrinhos contendo 22 páginas em Edição Limitada, apresentando uma história ilustrada por Andrew Owens, famoso por ilustrações ligadas ao Velho Oeste.

A revista também vem com um CD de compilação adicional, apresentando um mix das faixas de “XI” , “Damned If You Do“, além de duas mixagens inéditas de “Killing Your Time” e “Needle & Suture“.

Além do Heretic, Mike Howe integrou a banda Snair, com quem gravou uma Demo (em 1988), contendo três faixas inéditas e uma versão para “Hell Bent for Leather” do Judas Priest.

Nascido em 21 de agosto de 1965 em Taylor, Michigan, Mike Howe faleceu em 26 de julho de 2021 aos 55 anos de idade.

Em homenagem a Mike Howe… Vale a pena ouvir de novo!

   
  • Faixas:
  • 1. Fake Healer
  • 2. Rest In Pieces (April 15, 1912)
  • 3. Of Unsound Mind
  • 4. Anthem To The Estranged
  • 5. Badlands
  • 6. The Spell Can’t Be Broken
  • 7. It’s A Secret
  • 8. Cannot Tell A Lie
  • 9. The Powers That Be
  • Integrantes:
  • Mike Howe (vocal) (R.I.P)
  • Craig Wells (guitarra)
  • John Marshall (guitarra)
  • Duke Erickson (baixo)
  • Kirk Arrington (bateria)
  • Redigido por: Geovani Vieira
PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
194SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações