Sessão Dualidade: Pantera

PUBLICIDADE

Aqueles menos familiarizados com o Metal, tendem a ver o gênero como única e exclusivamente um combinado de violência, agressividade, vulgaridade, morte e, segundo alguns, até mesmo ‘nazismo’ (vai vendo!) Até aí ‘tudo bem’, é só metade do cachê, né…

Mas para quem aprecia, em específico, os sub gêneros principais, sabe muito bem da amplitude instrumental e lírica dos mesmos. A capacidade dos caras em escrever e tocar verdadeiros petardos arrasa quarteirões, aqueles socos na cara e tiroteios sonoros, mas ainda conseguir conceber uma baladinha calma, introspectiva, leve e harmoniosa, é incrível!.

Hoje, cito um dos melhores exemplos dessa dualidade, que em um minuto te põe em estado de calmaria e reflexão, para no instante seguinte te agarrar pelo pescoço, te sacudir e grita na sua cara.

Estreando nosso novo quadro, temos:

Pantera – “The Great Southern Trendkill” (1996)

“Suicide Note Pt.I”:

“Suicide Note Pt. II”:

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,663SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
152SeguidoresSeguir
960InscritosInscrever

Mais Acessadas

Últimas Publicações