PUBLICIDADE

Resenha: Scrupulous – “Ostia And Genocide” (2021)

“Ostia And Genocide” é o debut da banda de Thrash/Death Metal, Scrupulous.

   

Quase duas décadas após sua formação, a banda de Thrash/Death, Scrupulous, finalmente, lançou o seu debut, “Ostia And Genocide”. O full lenght saiu em junho de 2021, pelo selo Heavy Metal Rock. Fundado na cidade de Itabuna/BA, em 1992, o quarteto havia lançado, até então, duas demos, “Souls in Agony” (1992), “Shadows Of Pain (1993), além disso, “The Abyss”, em 1994. No ano de 1996, eles participaram do split “Death or Glory Vol. 2”, juntamente, com as bandas: Corpse Grinder e Blessed.

Scrupulous / Reprodução / Facebook

Embora o estilo do Scrupulous conste como Death/Thrash, os guturais “podreras” executados por Crispim Skullcrusher, somados ao instrumental pancadaria, dão a sonoridade uma veia Black/Thrash, que é um híbrido que tem se difundido muito nos últimos anos. Temos aqui nove canções coesas e bem executadas dentro da proposta, já que a número um, “In The Begins…”, é tão somente uma pequena introdução para a real faixa de abertura, “Ius Divinium Schizo/Crown of Rubble”. A música que intitula o debut, “Ostia And Genocide”, se destaca pelo solo de guitarra. A propósito, seus riffs cortantes são fundamentais para caracterizar os elementos já supracitados, que são referentes as composições.

Primeira impressão

Na primeira vez que o escutei, tive a impressão de estar diante de um “disco mais plano”, sem muitas variações e com a maioria das músicas parecidas umas com as outras, porém, após mais algumas audições, pude reconhecer as variações da sonoridade.”Dark Womb”, por exemplo, minha música favorita, tem um clima Symphonic/Doom, que é fomentado por seu ritmo sombrio e cadenciado, além da presença do teclado. Scrupulous se saiu muito bem nesse tipo de composição mais macabra e eles deveriam investir mais nesse estilo lento e ainda mais pesado.

Antes que eu me esqueça, a cozinha composta pelo baterista Fabiano HammerHand Sousa e o baixo que também foi gravado por Arthur ajuda a construir essa massa sonora e pesada. Assim como a expressão comumente utilizada no futebol, “onde passa um boi, passa uma boiada”, espero que o Scrupulous, de agora em diante, comece a oferecer mais registros a serem lançados em futuro breve.

Dessa forma, e você é fã de uma veia Thrash “extrema”, você deve experimentar a audição desse full lenght.

Nota 8,0

Integrantes:

Crispim Skullcrusher Jr (vocal)
Arthur Azagthothinho Mozart (guitarra)
Fabiano HammerHand Sousa (bateria)
Leandro Kastiphas (teclado)
(Participação especial no disco)
*Logo após o lançamento, Yago Carvalho se integrou como baixista na banda

Faixas:

1.In The Begins… (Intro)
2.Ius Divinium Schizo / Crown of Rubble
3.Ostia And Genocide
4.The Contestation Knock On Your Door
5.Dark Womb
6.There’s An Emptines That Weighs On My Shoulders
7.Souls Cut To Brunoise
8.Rotten Primacy
9.Causing The Rascal To Fury
10.In The Crow’s Beak

Redigido por: Cristiano “Big Head” Ruiz

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -