PUBLICIDADE

Resenha: Headspawn – “Parasites” (2023)

“Parasites” é o primeiro full lenght da banda de Groove Metal paraibana, Headspawn, lançado no dia 17 de novembro de 2023, em formato independente e que chegou dois anos após o EP “Pretty Ugly People”. Headspawn nasceu no ano de 2019, na cidade de João Pessoa.

   
HEADSPAWN / Divulgação / Assessoria: JZ PRESS

A abertura de “Parasites”

Apesar de “Terra Solis” ser somente um tema de abertura do álbum, já é possível notar a competência da cozinha formada pelo baterista Marconi Jr e o baixista João Paulo Cordeiro. Assim que a primeira canção, propriamente dita, “Butchers”, começa a tocar, de pronto me deparo com a minha faixa preferida do disco. Alf Cantalice, que é ao mesmo tempo, vocalista e guitarrista, reveza entre vocais guturais e limpos, o que é muito normal nesse subgênero. Porém, o que me fez apreciar ainda mais “Butcher” é que no momento dos vocais limpos, a voz de Alf se assemelha as também vozes limpas de Mikael Åkerfeldt, vocalista, guitarrista e líder da banda sueca de Progressive Metal, Opeth.

Single/lyric video “Sinking Jetsam”

Em seguida, temos a canção que foi single, em formato de lyric video, “Sinking Jetsam”. Essa faixa, que remete a sonoridade do Soulfly, tem um dos riffs mais avassaladores do disco, além de que, o vocal é gutural do início afim, dessa forma, soando mais extrema que a música que lhe antecede.

“Failure, Death and Decay” –

Mais uma vez, eu me impressiono com a performance de bateria na canção “Failure, Death and Decay”, pois os blast beats são usados no momento correto, dando peso e dinâmica à parte instrumental, como deve ser. As vozes de Cantalice variam mais um vez, no entanto, sem lembrar Åkerfeldt dessa vez.

Mais um single que ganhou versão em lyric vídeo, “Everybody Hates Somebody“

Ainda que inicie com vocais limpos, “Everybody Hates Somebody“ está no time das músicas mais pesadas do disco. Assim como “Sinking Jetsam”, ela ganhou a sua versão em lyric vídeo.

“Ghost to Myself”

“Fili Caating” é um pequeno tema acústico instrumental que serve de ponte para a faixa que vem logo após, “Ghost to Myself”. Sua guitarra é intensamente carregada de groove e seu ritmo acelera tanto que chega ao Thrash Metal em alguns momentos.

HEADSPAWN / Divulgação / Assessoria: JZ PRESS

Trinca de encerramento

“You are” é a canção que abre a trinca final do álbum “Parasites”, nela o baixista João Paulo Cordeiro demonstra que também sabe usar slaps com competência. Logo depois, em “Brought into This World”, que tem uma introdução um tanto quanto sombria, o trecho mais limpo do vocal lembra o saudoso Layne Stanley, vocalista original da banda americana Alice in Chains, principalmente no refrão. Mais riffs pesados e que pegam na veia.

O clima Alice in Chains volta a se repetir, inicialmente, na canção “The Grotesque Factory of Flies”. Entretanto, suas variações rítmicas fazem com que a sonoridade tome uma cara mais Groove Metal, rapidamente. Dessa maneira, com essa faixa, encerro a audição de uma produção, que embora seja independente, é digna de elogios em todos os sentidos. Oxalá, esse ótimo power trio paraibano permaneça com esse seu poderio sonoro em seus registros lançados, posteriormente.

Parabéns pelo primeiro full lenght, Headspawn!

Nota 8,8

Integrantes:

  • João Paulo Cordeiro (baixo)
  • Alf Cantalice (vocal e guitarra)
  • Marconi Jr (bateria)

Faixas:

  • 1.Terra Solis
  • 2.Butchers
  • 3.Sinking Jetsam
  • 4.Failure, Death and Decay
  • 5.Everybody Hates Somebody
  • 6.Fili Caatinga
  • 7.Ghost Of Myself
  • 8.You Are
  • 9.Brought into This World
  • 10.The Grotesque Factory of Flies

Redigido por Cristiano “Big Head” Ruiz

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -