PUBLICIDADE

Música & Letra: Nanking (Exodus)

  • Canção: Nanking
  • Álbum: Exhibit B: The Human Condition
  • Ano: 2010
  • Gravadora: Nuclear Blast
  • Banda: Exodus
  • Subgênero: Thrash Metal
  • Localidade: Estados Unidos da América
  • Idioma: Inglês

Integrantes:

  • Rob Dukes (vocal)
  • Gary Holt (guitarra)
  • Lee Altus (guitarra)
  • Tom Hunting (bateria)
  • Jack Gibson (baixo)
Música & Letra: Nanking (Exodus)

Sobre a música

“Nanking” é a faixa número sete do álbum “Exhibit B: The Human Condition”, que é, ao mesmo tempo, o nono full lenght do Exodus e o último a contar com o vocal de Rob Dukes. Anteriormente, Dukes lançou o Exodus, “The Atrocity Exhibition: Exhibit A” (2007) e “Shovel Headed Kill Machine” (2005). Além disso, ele gravou também “Let There Be Blood”, regravação que deu uma nova roupagem ao clássico debut do Exodus, “Bonded By Blood”.

   
ROB DUKES / EXODUS / Reprodução / Acervo WEB

Se tratando da música, ela possui uma atmosfera naturalmente densa e sombria. Com um andamento cadenciado, é como se fechássemos os olhos e estivéssemos presentes nesse triste episódio da história. Riffs pesados, arrastados e aliados à uma cozinha do mesmo nível, assim como os vocais ultra agressivos de Rob Dukes, é uma música marcante no trabalho do quinteto.

Sobre a letra

Atenção: o texto a seguir contém relatos brutais e reais, não leia se tiver sensibilidade ao tema.

“Nanquim” é o nome de uma cidade chinesa, que foi palco de um dos episódios, inegavelmente, mais repulsivos da história da humanidade. Presente no álbum “Exhibit B: The Human Condition, “Nanking” aborda de forma direta e realista esse acontecimento. A fim de entender um pouco mais, voltemos ao Japão entre dezembro de 1937 e fevereiro de 1938, durante a Segunda Guerra Sino-Japonesa.

Nesse período, para que a hegemonia japonesa se ampliasse e estivesse de acordo com a visão imperialista que havia na época, o exército organizou uma invasão na China que aconteceria entre as cidades de Xangai e Nanquim, que eram duas cidades importantes para a economia do país. Segundo eles, após conquistar essas cidades, todo o restante seria mais fácil. No entanto, nem tudo saiu como planejado, e para a surpresa de todos, os próprios habitantes de Xangai ofereceram enorme resistência à invasão japonesa. Porém, não o suficiente para evitar a queda da cidade. De qualquer forma, incrédulos com o que viram, os japoneses se reorganizaram e foram para a cidade de Nanquim, o objetivo final da missão e também palco de atos de extrema covardia e violência que veremos a seguir.

“Soldados sádicos do sol nascente / 1937 foi quando o estupro começou / A cidade ancestral caiu sob a ordem imperial / Pela máquina da guerra e luxúria, selvagem e cruel / Eficiência na linha de montagem das máquinas de matar / Fúria desenfreada dos doentes e obscenos / Degradação sexual sistemática / Quanto mais perverso maior a exaltação”

Após a vitória japonesa

Logo após ser vencido pelos japoneses, o exército chinês propôs um acordo onde estava disposto a reconhecer a derrota. Porém foi nesse ponto que as coisas pioraram muito mais. Seguindo orientações do general Asaka Yasuhiko, os soldados japoneses foram ordenados para que matassem todos os inimigos aprisionados em Nanquim, pois segundo sua tradição, os soldados japoneses eram influenciados pela cultura militar do bushidô, que dizia que um verdadeiro guerreiro teria que lutar até a morte. Além disso, a superioridade numérica dos chineses era encarada como uma constante ameaça aos invasores.

Assim sendo, estima-se (de maneira até hoje incerta) que os japoneses mataram 300 mil chineses em um período de apenas 6 semanas. Muitos não foram apenas assassinados, mas também torturados, e milhares de mulheres foram estupradas e transformadas em escravas sexuais do exército japonês.

Muitas das inúmeras atrocidades cometidas nesse período foram registradas em documentos e também relatadas por sobreviventes. Alguns deles relatam acontecidos assustadores, como civis sendo decapitados em praças, enterrados vivos e, claro, os estupros sistemáticos. Um sobrevivente também relatou que viu a mãe e o irmão serem mortos a facadas.

“Sem lugar para se esconder, sem lugar para correr / Eles transformaram as águas do Yangtze vermelhas de sangue / Deixados de lado e brutalizados / Incrível horror feito para aterrorizar / Bestial e violento, seis semanas de sofrimento / Escuro foi o dia em que marcharam pelos portões / Seu futuro foi escrito.”

Desde o final da Segunda Guerra Mundial, entidades chinesas e coreanas exigem que o Japão assuma e se retrate por esse episódio, que ficou conhecido como ”Estupro de Nanquim”, tão brutal e sangrento cometido por eles, porém ainda sem sucesso.

“Milhares forçados a se prostituir / Tantos anos e ainda não houve restituição / A carnificina de Carthage esquecida tão facilmente /Adicione todo o sangue e você terá 1200 toneladas / Massacre removido dos livros de história / Não houve menção sobre os homens pendurados em ganchos de ferro / Tudo de acordo com as regras da guerra /
Eles fizeram da cidade um prostíbulo do exército / Sem lugar para se esconder, sem lugar para correr / Eles transformaram as águas do Yangtze vermelhas de sangue /
Deixados de lado e brutalizados / Incrível horror feito para aterrorizar / Bestial e violento, seis semanas de sofrimento / Escuro foi o dia em que marcharam pelos portões / Seu futuro foi escrito / Foi o estupro de Nanquim.”

Agora é hora de sentir toda essa história com a alma através da audição dessa excelente canção do Exodus.

“Nanking”

“Sadistic soldiers of the rising sun
1937’s when the rape had begun
The ancient city fell under imperial rule
By an engine of war and lust, savage and cruel”

“Assembly line efficiency of killing machines
Unbridled fury of the sick and obscene
Systematic sexual degredation
The more perverse the greater exaltation”

“Nowhere to hide, nowhere to run
They turned the waters of the Yangtze red with blood
Cast aside and brutalized
Terrific horror made to terrorize”

“Bestial and violent, six weeks of suffering
So black was the day they marched through the gates
Their fate was beckoning”

“Tanks ran over men nailed to boards
Decapitations with an officer’s sword
Gang rape of women, both the young and the old
Frozen to death in waters ice cold”

“Disembowelment, some are buried alive
Suicide’s preferred for those who survive
The stench of corpses everywhere in the streets
Dogs feast on the rotting meat”

“Nowhere to hide, nowhere to run
They turned the waters of the Yangtze red with blood
Cast aside and brutalized
Terrific horror made to terrorize”

“Bestial and violent, six weeks of suffering
So black was the day they marched through the gates
Their fate was beckoning
It was the rape of Nanking”

“Thousands forced into prostitution
So many years and still no restitution
The carnage of Carthage so easily outdone
Add all the blood you get 1200 tons”

“Massacre removed from history books
No mention of men hung from iron hooks
All counter to the rules of war
They made a city an army’s whore”

“Nowhere to hide, nowhere to run
They turned the waters of the Yangtze red with blood
Cast aside and brutalized
Terrific horror made to terrorize”

“Bestial and violent, six weeks of suffering
So black was the day, they marched through the gates
Their fate was beckoning
It was the rape of Nanking”

Interpretação e Redação: Lucca Ferreira

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -