PUBLICIDADE

Mundo Metal: talvez seja esta a hora do nosso adeus!

Infelizmente, o Mundo Metal já vinha sofrendo com algumas sanções, restrições e cortes por parte do Facebook e Instagram. Nossa página principal do Facebook está com uma restrição pesada há meses e não existe previsão de quando ou se realmente vão retirar. Eles cortaram nosso engajamento e nosso alcance em mais de 90% da capacidade. Além disso, os seguidores têm reclamado e nos relatado que não tem recebido notificações. A página Mundo Metal não é indicada mais para pessoas novas e nas configurações há um “aviso” fixado com os dizeres: “a página está em risco de ser tirada do ar”. Há meses este aviso está lá, as restrições estão lá e parece que é permanente.

   

Veja qual foi a restrição que o Mundo Metal sofreu

Detalhe importante: a restrição não foi aplicada devido a nenhum post impróprio ou conteúdo nocivo, foi imposta por causa de um meme postado por um dos editores em um comentário de um post no seu perfil pessoal e, pasmem, isso não foi recente, eles buscaram este meme em 2017!!! Sim, é isso mesmo! A desculpa para nos restringir foi pegar um meme do Mickey que jamais foi publicado na página, mas sim em um comentário no perfil pessoal de um editor, e relacionar esse meme a “automutilação”. No dia 20 de novembro de 2021, essa restrição absurda foi aplicada e, desde então, um trabalho de quase dez anos em uma página com 30 mil seguidores, com um alcance de 500 mil pessoas a cada 28 dias e subindo a cada mês, foi simplesmente reduzida ao pó.

Obs: as “violações contínuas” que eles mencionam são todas relacionadas a perfil pessoal e nenhuma é relacionada a página. A maioria delas são absurdas. Exemplo 1: na época em que estourou o escândalo sexual com o ex-baixista do Megadeth, David Ellefson, recebi um block por explicar a uma pessoa que as acusações de pedofilia eram falsas e que a garota em questão possuía mais de 19 anos. Somente por usar a palavra “pedofilia”, me bloquearam por 7 dias. Exemplo 2: ao mencionar em um comentário também no perfil pessoal o nome/apelido do deputado federal, “Hélio Negão”, levei outro block. Desta vez por 15 dias, por que usei a palavra “Negão”. Mesmo que o próprio deputado utiliza esse “codinome”, mas para a plataforma, o termo é “racista”. Estes são alguns exemplos de como estão as coisas no Facebook e como as políticas da comunidade estão sendo aplicadas.

Fizemos “outro Mundo Metal”

Bem, somos brasileiros e não desistimos fácil… Montamos outra página, começamos a fazer todo o trabalho do zero. Dessa forma, seguimos em frente mesmo sabendo que fazer com que uma página nova atinja o tamanho da anterior seria bem difícil.

Na última semana, o nosso Instagram que já havia sido censurado em duas ocasiões, as duas por posts de capas de discos (Sodom – “Till Death Do Us Unite” e Led Zeppelin – “Houses Of The Holy”), recebeu a terceira censura e, desta vez, absolutamente, injustificada. Vou colocar os prints abaixo para vocês olharem e tirarem as suas próprias conclusões.

A gota d’agua

Enfim, sem a nossa página principal do Facebook e com o Instagram restrito, as coisas já estavam difíceis. Mas aí veio o golpe de misericórdia e, de verdade, está nos fazendo repensar e reavaliar a situação no sentido de valer a pena ou não continuar com o trabalho. Na última sexta feira, dia 18 de março, fiz o login na conta do Instagram através de nossa plataforma de streaming para poder transmitir a nossa tradicional live “Papo de Boteco” também no Instagram.

A plataforma do Instagram achou que foi um “login incomum”. Assim sendo, bloquearam a conta e pediram para que confirmássemos a nossa identidade. Confirmei, pediram que alterássemos a nossa senha, alterei. Quando fomos fazer o login com a senha nova, mandaram um código de verificação para um e-mail que nós não utilizamos e, inclusive, nem temos mais acesso ao domínio (era o e-mail de nossa loja que não está mais no ar há quase um ano). Ou seja, não temos mais acesso a conta do Instagram.

Censura

Este é o pior tipo de censura, por que não age de uma forma explícita, apenas retira a sua relevância aos poucos e depois retira o seu acesso a coisas que você criou e trabalhou duramente tantos anos. Nossa página antiga continua no ar, porém se tornou um peso morto, nosso perfil do Instagram vai seguir ali no ar também, mas não vamos mais conseguir atualizá-lo e nem acessá-lo.

Depois de quase uma década trazendo resenhas, indicações, matérias, quadros, notícias e muito conteúdo de qualidade relacionado ao Rock e ao Heavy Metal, o Facebook e o Instagram nos colocaram em cheque. Vocês podem pensar: “poxa, não desistam, montem perfis novos e sigam em frente”.

E isso é realmente o que nós queremos fazer, apesar da decepção e do sentimento de injustiça. O Heavy Metal é algo que amamos e nós sempre fizemos esse trabalho por amor. Mas não é tão simples. Nós colocamos um portal no ar e, quem já teve um portal sabe que isso gera custos de hospedagem e domínio (entre outras coisas). Nós pagamos um plano de streaming para o canal do Youtube. Estamos fazendo sorteios de CDs e temos pelo menos mais dois projetos muito bons em andamento que também geram custos. Nossa única fonte de receita no momento é o Adsense do Google. Mas, sem o Facebook e o Instagram (que eram as nossas maiores redes), os acessos ao site despencaram e não vamos conseguir receber o Adsense mensalmente.

O que fazer perante tudo isso?

Estamos diante de uma encruzilhada:

   

bancar todos estes custos do nosso bolso por tempo indeterminado sem perspectivas concretas de um retorno ou simplesmente entregar os pontos e dizer: “ok, Zuckerberg. você venceu!”.

Honestamente, ainda não nos decidimos, mas se por um acaso nós continuarmos, vamos precisar de vocês mais do que nunca. E não, nós não vamos vir aqui pedir dinheiro e nem nada do tipo. Mas precisamos que todos que gostam deste trabalho e dão algum tipo de valor pra ele nos ajude a engajar a nova página do Facebook e o novo perfil do Instagram. Precisamos que vocês curtam os posts, comentem, indiquem para os amigos e compartilhem esta mensagem. A única forma de continuarmos com o Mundo Metal é engajar rapidamente estes novos perfis. Caso contrário, será o fim.

Nova página no Facebook: https://www.facebook.com/MundoMetalOficial

Novo perfil no Instagram: https://www.instagram.com/mundometal.oficial/

Alternativa ao Facebook (NetRock): https://www.netrock.com.br/pages/mundometal

Um outro ponto que precisa ser colocado é: hoje está acontecendo conosco, mas não se iludam, é assim que estas plataformas tratam o público e as mídias relacionadas ao Rock e ao Metal. Lembre-se, amanhã quem pode estar nesta situação é você. Se não fizermos nada com relação a isto, em pouco tempo você não poderá postar nem os discos que você gosta de ouvir por que será “ofensivo demais”.

Estamos organizando uma movimentação pra tentar trazer algum tipo de solução ou alternativa. Logo vamos marcar algum tipo de live conjunta com outras mídias especializadas para falar sobre isso. Por enquanto é isso. Agradecemos a todos que sempre nos ajudaram e, caso acabe, foi muito bom estar com todos vocês durante todo esse tempo. Se realmente decidirmos pelo fim, eu (Fábio) vou deixar todas as redes sociais. Enquanto o Mundo Metal será apenas uma lembrança dos bons momentos que vivemos. Abraços!

PUBLICIDADE

Comentários

  1. Estamos juntos, faltou os links novos pra que a gente possa engajar!
    Aliás, tb faltou o convite para a nossa plataforma, deixemos essas bigtechs de lado e vamos construir algo nosso !!! hehehe
    A NETROCK está lá de braços abertos a todos !!! venham todos

  2. Bom é que podemos “editar” posts na internet, se fosse impresso você tava lascado mano !! Mete os link ae mano !!! Grande abraço !! E o que precisar pode contar conosco !!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -