Metal sem fronteiras: Obsidian Tide

PUBLICIDADE

O universo da música é algo fascinante e de fato um labirinto infinito de informações. Com o advento da internet, ficou muito mais fácil explorar, conhecer um pouco da música regional de um país ou continente e isso acontece em poucos minutos de pesquisas.

Se no passado lidamos com a ausência dessas informações rápidas, hoje, em um piscar de olhos é possível saber se em Marte, Netuno ou Saturno, existe bandas de Heavy Metal, que tipo de músicas fazem, em qual idioma cantam e numa pesquisa mais detalhada, somos capazes de saber “O Que Elas Fizeram No Verão Passado”.

Senhoras e senhores, sejam muito bem vindos ao….Metal Sem Fronteiras.

Nossa viagem prossegue e chega até Israel. Mais precisamente em Tel-Aviv, cidade situada nos arredores da antiga cidade de Jaffa, banhada pelo Mar Mediettâneo e conhecida mundialmente como “A Metrópole do Mediterrâneo Que Nunca Dorme”. Aqui, nasceu em 2012 o Obsidian Tide. banda de Progressive Metal que lançou em 2019 seu álbum oficial de estréia.

Trazendo em sua formação Oz Avneya (guitarras, vocais “limpos”), Shachar Bieber (baixo, vocais “guturais”) e Erez Nadler (bateria), o grupo deu os primeiros passos em 2015 quando lançaram de forma independente “Debri”, EP de estréia contendo 05 faixas de um Progressive Metal muito bem executado.

Após a boa aceitação e repercussão positiva do EP, principalmente fora de Israel, a banda lançou em 2019 o ótimo “Pilars Of Creation”, álbum conceitual trazendo 07 faixas inéditas, divididas em 55 minutos de duração.

Aclamado pela crítica mundial, o disco atingiu um número expressivos de vendas dentro e fora de seu país, traçando um novo patamar na carreira do trio, dando-lhes a oportunidade de se apresentarem por toda a Israel, conseguindo assim uma legião de fãs aficionados e apaixonados por sua música.

Por ter sido gravado em vários locais diferentes, o disco conta com algumas participações especiais, dentre elas o baixista Mike LePond (Symphony X, Mike LePond’s Silent Assassins). Em suas apresentações ao vivo, a banda inclui backtracks de instrumentos adicionais usados nas gravações de “Pilars Of Creation” e segundo os músicos: “Isso garante que o som único do Obsidian Tide seja preservado onde quer que toque e atenda aos altos padrões da banda em seus shows”.

Em sua musicalidade o trio transita entre o Prog Metal Tradicional com suas variações e virtuoses, flertando com a agressividade do Death e Doom Metal, através dos vocais guturais do baixista Shachar Bieber.

Vale à pena conhecer o trabalho desses israelenses, cuja música atravessou o mediterrâneo, quebrou barreiras e chamou a atenção de “novos” súditos. Se continuarem com a mesma qualidade musical apresentada em seu álbum de estreia, é fato que trilharão a estrada do sucesso tal qual fizeram seus compatriotas do Desert, Melechesh e Orphaned Land.

Redigido por Geovani Vieira

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,663SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
151SeguidoresSeguir
960InscritosInscrever

Últimas Publicações