PUBLICIDADE

Judas Priest: às vésperas de completar 35 anos sóbrio, Halford dá uma entrevista emblemática

Em recente entrevista ao Across The Board, o vocalista do Judas Priest, Rob Halford foi questionado sobre como é estar limpo (sem fazer uso de drogas ou álcool) e ter que conviver no meio do entretenimento onde outras pessoas fazem uso de tais substâncias. Às vésperas de completar 35 anos sóbrio, Halford fez um relato forte e surpreendente, confira abaixo os melhores momentos.

“Não é fácil”, disse Halford. “É quase como um dia de cada vez. Você recebe todas as ferramentas e recursos na sua experiência de reabilitação, eu as uso todos os dias. Muito disso é como se fossem notas mentais, eu conversando comigo mesmo sobre coisas. Às vezes eu penso que muito disso é algo interno. Fazer isso é realmente vital para manter o nível de sobriedade do dia a dia. Quando eu estava na reabilitação, em 1986, existia o anonimato na reabilitação, mas ao mesmo tempo, eu tinha que contar a todos que estavam lá a história da minha vida, para que todos soubessem o que eu fiz. E lembro que falamos sobre o fato de que eu sou desse meio e vou voltar a este mundo de sexo e drogas e Rock And Roll e bebida. Não sei como vou conseguir lidar com isso, porque não será uma reintegração gradual na sociedade. Falando de como lido com meu vício, eu sei que não sou capaz de dar pequenos passos, se eu uso, vou direto ao fundo do poço. Não posso ir trabalhar e dizer aos meus colegas de banda, ‘vocês não podem beber. Não podem fazer isso ou aquilo’. Não posso fazer pois é uma questão de controle, Aceitar a minha impotência.”

   

O Metal God seguiu com o relato dizendo: “Acho que nunca na banda sentamos em uma mesa e tivemos uma conversa sobre isso, mas acho que houve carinho e compreensão, como ainda há. Mas eu seria a última pessoa a dizer que tenho que definir um conjunto de regras, porque então todo esse negócio de viver minha vida nos meus moldes se transforma em algo que você empurra para as outras pessoas, ficaria algo como ‘bem, agora, você não pode fazer isso e aquilo.’ Isso é apenas hipocrisia no nível mais alto. Mesmo agora, quando estamos voando depois de um show e os caras estão tomando uma cerveja ou um coquetel ou qualquer outra coisa, cara, eu adoraria aquela cerveja gelada, eu adoraria um gole de Jack com Coca. Posso sentir o cheiro, porque estamos em um avião juntos. É como se existisse um anjinho de um lado e o diabo do outro lado. Meu pensamento instantâneo é “eu nunca quero ficar doente de novo. Eu nunca, nunca quero me sentir tão mal, nunca mais. Eu nunca quero estar naquele lugar terrível, escuro e solitário’, por isso é fugaz. Mas, novamente, isso está sempre lá.”

“Quando estou em casa, especialmente durante essa coisa do covid-19, meu parceiro de longa data Thomas não bebe. Quando conheci Thomas, ele parou de beber. Isso é um apoio para mim. Nunca estou perto de álcool ou drogas quando não estou trabalhando. Mas, sim, quando meus fãs, ou quando os fãs do Priest vierem nos ver, sim, eles vão tomar alguns drinques, eles podem até fumar alguns baseados e fazer tudo de forma recreativa. Eles têm direito a isso. E estão vivendo suas vidas, estão festejando e se divertindo muito, como deveriam. Eles não têm problemas com o álcool, não têm uma dependência de drogas. Existem pessoas que podem desfrutar dessas coisas na vida e isso não tem efeito sobre elas, tanto em um sentido físico como em um sentido mental.”

“Sobre mim, é um milagre absoluto. Só posso dizer que é um milagre eu ter ficado tão longe de 6 de janeiro de 1986 a 1 de dezembro de 2020 sem escorregar uma vez sequer. E não estou me gabando, porque é tudo passado, isso é passado. Vivo o momento. Não penso sobre ontem ou amanhã, estou vivendo agora. Mas sou grato por ter conseguido chegar até aqui sem falhar. E sem falhar pode ser a palavra errada aqui. Eu diria sem um deslize do vagão ou seja qual for o termo. Estou grato por ter conseguido chegar até aqui e ficar limpo e sóbrio. Porque, se não o fizesse, quem sabe para onde teria ido e onde teria acabado?”

O cantor do Judas Priest ainda falou um pouco sobre suas crenças e como isso o ajuda a ficar sóbrio: “Quando eu fiquei limpo e sóbrio, foi uma grande mudança na minha vida, E parte da minha recuperação é apenas ter essa crença no poder superior. E funciona. Funciona de verdade, cara. É realmente, realmente importante. Provavelmente haverá pessoas ouvindo este podcast e que não têm nada parecido com isso em suas vidas, e isso é ótimo, é tudo uma questão de aceitação. Mas eu sempre digo às pessoas, se você estiver passando por isso, a coisa mais simples que faço é orar. Na verdade, eu oro bastante. E mesmo que você não acredite em oração, experimente. Ore durante um dia por um bom tempo, ou apenas ore por seu amigo ou pelo que for, irá servir. E é incrível, cara, porque funciona perfeitamente. Eu garanto, realmente funciona. E agora estou parecendo Billy Graham (um evangelista cristão evangélico americano), mas estou apenas tentando expressar um pouco das coisas que são importantes para mim no dia a dia, que me tornam capaz de subir naquele palco todas as noites e fazer meu trabalho sem me destruir depois disso.”

Opinião Mundo Metal

Halford é o tipo de músico que quanto mais você busca informações à respeito, quanto mais vê entrevistas e posicionamentos, mais você o admira. É uma espécie rara de músico em que além do talento imensurável e importância para o gênero, você não precisa separar a obra do artista. Temos total respeito e admiração e este cara.

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
221SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações