PUBLICIDADE

Baseado em Fatos: Judas Priest – “The Ripper”

Jack, the Ripper (Jack, o estripador) famoso por ser o assassino frio e sanguinário que ceifou a vida de várias prostitutas na periferia de Whitechapel, em Londres, no ano de 1888, continua assombrando o mundo até os dias de hoje, tornando-se uma figura quase folclórica que de tempos em tempos ressurge em fóruns da internet, roda de amigos, seções de jornais, grupos de contos de terror e também, claro, em letras de músicas de bandas de Rock e Metal.

   

Jack, o estripador, espalhou o terror pelo distrito de Whitechapel, chamando a atenção de toda a imprensa da época pela brutalidade de seus crimes.

imagem meramente ilustrativa

Sua identidade nunca foi descoberta e apesar da polícia local da época ter considerado alguns suspeitos, nada foi provado contra eles e, portanto, o envolvimento deles com os crimes foi descartado e ninguém jamais foi preso.

Imagem meramente ilustrativa

Conta-se que origem do nome “Jack, the Ripper”, se deu ao fato de uma carta ter sido redigida por alguém que dizia ser o assassino que a polícia procurava, porém, não foi possível confirmar a veracidade da tal carta.

Jack, o estripador, atacava prostitutas que trabalhavam e residiam na região de East End, um bairro pobre de Whitechapel. De acordo com as fontes históricas, ao menos três, das cinco vítimas conhecidas como “as cinco canônicas”, tiveram suas gargantas cortadas e seus abdomens abertos por longos cortes e tiveram seus órgãos removidos, o que levava os investigadores a acreditarem que o assassino possuía conhecimentos de anatomia e dominava técnicas cirúrgicas.

Imagem meramente ilustrativa

Nos anos que se seguiram, após os cinco assassinatos ocorridos entre 31 de agosto e 9 de novembro de 1888, uma brutal série de ataques aconteceu em Whitechapel, porém, a polícia não consegui correlacionar estes crimes aos 5 praticados em 1888 e eles nunca foram solucionados. As fontes históricas dizem que cerca de 100 homens já foram considerados suspeitos de serem “Jack, the Ripper”.

imagem meramente ilustrativa

Além da forma bárbara e cruel com que Jack, o estripador, matava suas vítimas, a identidade nunca descoberta do misterioso e frio assassino, talvez seja um dos fatores que faça com que esta trágica história continue despertando o interesse de tantas pessoas até os dias de hoje. Infelizmente, nunca pôde haver justiça para as vítimas de Jack, the Ripper.

imagem meramente ilustrativa

Os nomes das vítimas foram revelados na época dos crimes, elas eram: Mary Ann Nichols, Annie Chapman, Elizabeth Stride, Catherine Eddowes e Mary Jane Kelly. Duas delas tiveram as fotos divulgadas após serem encontradas mortas, e estas fotos estão disponíveis na internet.

divulgação

A figura e história imortalizada de Jack, the Ripper, está retratada em livros, cinema, documentários, contos, revistas, jornais e também na música. Como é o caso da lendária banda de Heavy Metal, Judas Priest, que compôs um de seus maiores clássicos, “The Ripper”, em seu álbum antológico intitulado “Sad Wings of Destiny”, lançado em 1976. A música, escrita por Glenn Tipton, tem menos de três minutos de duração e relata da perspectiva do assassino os abomináveis atos cometidos em Londres.

Govar

Veja a letra traduzida que diz:

“Você vai se surpreender
Você vai ter um choque
Nas ruas da cidade de Londres
Onde há escuridão e névoa
Quando você menos esperar por mim
E você virar as costas
Eu atacarei

“Eu sorrio enquanto me esgueiro
Pelas sombras rente à parede
Eu rio enquanto rastejo
Mas você não vai me ouvir

“Escutem todos o meu aviso
Nunca virem suas costas
Para o Estripador

“Você logo tremerá de medo
Nunca sabendo se estou por perto
Eu sou furtivo e insensível
Noturno e sem nome

“Exceto por O Estripador
Ou se você preferir
Jack, A Faca

“Em qualquer viela estreita
É onde provavelmente nos encontraremos
Debaixo de uma lâmpada de gás
Quando o ar está frio e úmido
Eu sou uma surpresa desagradável
Eu sou um demônio disfarçado
Eu sou um passo na noite
Eu sou um grito de pavor

“Escutem todos o meu aviso
Nunca virem suas costas
Para o Estripador
O Estripador
O Estripador”

Letra original:

“You’re in for surprise
You’re in for a shock
In London town streets
When there’s darkness and fog
When you least expect me
And you turn your back
I’ll attack

Smile when I’m sneaking
Through shadows by the wall
I laugh when I’m creeping
But you won’t hear me at all

All hear my warning
Never turn your back
On the ripper

You’ll soon shake with fear
Never knowing if I’m near
I’m sly and I’m shameless
Nocturnal and nameless

Except for the ripper
Or if you like
Jack The Knife

Any back alley street
Is where we’ll probably meet
Underneath a gas lamp
Where the air’s cold and damp
I’m a nasty surprise
I’m a devil in disguise
I’m a footstep at night
I’m a scream of the fright

All hear my warning
Never turn your back
On the ripper
The ripper
The ripper”

   

Assista também ao vídeo do Judas Priest tocando “The Ripper”:

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -