PUBLICIDADE

Resenha: Xentrix – “Bury The Pain” (2019)

“Bury The Pain” é o quinto disco da banda britânica de Thrash Metal, Xentrix.

   

A cena britânica de Thrash Metal não é tão relevante quanto à americana ou a alemã, porém algumas bandas têm importância na história do subgênero.

Só para exemplificar, vou citar as três principais, Onslaught, que é a mais conhecida delas, Acid Reign e Xentrix, que após um hiato de 23 anos, lançou o seu quinto álbum completo, “Bury The Pain”, em 2019, pelo selo Listenable Records.

XENTRIX / Divulgação / Facebook

Embora a banda tenha suas raízes na velha escola 80’s, é inegável que o Thrash do Xentrix está influenciado pela sonoridade atual. O atual full-lenght contém dez canções recheadas de variações dinâmicas, que priorizam o peso a velocidade.

O longo hiato

A longa espera de mais de duas décadas foi compensada por um lançamento que enriqueceu a história desse quarteto inglês fundado em 1986, a princípio como Sweet Vengeance (em 1988 passou a se chamar Xentrix). Por outro lado, os temas líricos abrangem vários assuntos como sociedade, loucura, corrupção, sarcasmo, humor, assim como o politicamente incorreto.

Falando das composições, os riffs e solos de guitarra são, ao mesmo tempo, os principais pontos fortes desse registro. No entanto, em relação as composições, meus destaques ficam por conta da canção “The Truth Lies Buried”, minha favorita do álbum; “Bleeding Out”, primeiro single disponibilizado no perfil do selo Listenable Records no Youtube; A canção título do álbum que caracteriza a fórmula usada nas demais faixas; “World Of Mouth”, por seu riff musicalmente violento; “The One You Fear”, pela diferenciada introdução acústica e dedilhada, e por um belo e impressionante solo de guitarra, o melhor do disco; e “Evil By Design”, por ser a faixa mais acelerada e old school.

XENTRIX / Divulgação / Facebook

De maneira geral, “Bury The Pain” do Xentrix me agradou ligeiramente mais do que os três primeiros álbuns do Onslaught após o seu retorno, deixando claro que ambas as bandas não me decepcionaram. Não é segredo para quem me conhece pessoalmente ou acompanha minhas resenhas que o Thrash Metal está entre meus subgêneros favoritos, assim sendo, a última década tem me presenteado com excelentes novos títulos para o meu acervo e certamente, o atual lançamento do Xentrix estará entre eles. Ouça e comprove a qualidade.

Nota 8,6

Integrantes:

  • Dennis Gasser – (bateria)
  • Kristian “Stan” Havard (guitarra)
  • Chris Shires (baixo)
  • Jay Walsh (vocal e guitarra)

Faixas:

  • 1.Bury the Pain
  • 2.There Will Be Consequences
  • 3.Bleeding Out
  • 4.The Truth Lies Buried
  • 5.Let the World Burn
  • 6.The Red Mist Descends
  • 7.World of Mouth
  • 8.Deathless and Divine
  • 9.The One You Fear
  • 10.Evil by Design

Redigido por: Cristiano “Big Head” Ruiz

CLIQUE NO LINK ABAIXO, A FIM DE CONFERIR A RESENHA DO CLÁSSICO “SHATTERED EXISTENCE” (1989)

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -