PUBLICIDADE

Indicação: Toledo Steel – “No Quarter” (2018)

Indubitavelmente, a Inglaterra é o berço do Heavy Metal tradicional. Lá surgiram bandas como Black Sabbath, Judas Priest, Saxon, Iron Maiden, Motorhead, entre outras. Entre o final da década de 70 e a metade da década de 80, o Metal britânico apresentou ao mundo a NWOBHM (New Wave Of Britisth Heavy Metal), movimento musical que promoveu o Heavy Metal ao mainstream.

Vinte anos depois do fim do NWOBHM, na década de 2000, surgiu um outro importante movimento, a NWOTHM (New Wave Of Traditional Heavy Metal), que apesar de não ter trazido o Heavy Metal tradicional novamente ao mainstream, revelou excelentes nomes no estilo, como por exemplo: Air Raid, Enforcer, Ambush, Visigoth, Night Demon, Skull Fist, Screamer, entre outros. A bem da verdade é que um grande nome britânico estava fazendo falta a este seleto grupo de grandes bandas de Heavy Metal tradicional. Eis que, em 2011, na cidade de Southampton era fundado o Toledo Steel. O nome da banda faz referência a uma cidade espanhola na qual espadas tem sido fabricadas desde o ano 500 AC, e o aço de Toledo é conhecido historicamente por ser extraordinariamente duro.

   
TOLEDO STEEL / Reprodução / Facebook

Após dois EP’s, a banda lançou, em 2018, seu primeiro full-lenght, “No Quarter”, um verdadeiro candidato a clássico do estilo. “Behold The Machine” abre o disco de maneira fantástica, uma canção 100% tradicional, sem firulas ou frescuras. Um riff violento com o vocal marcante de Rich Rutter, claramente influenciado no Metal God, Rob Halford. Na sequência a canção que intitula o álbum, que também foi o tema do single. Essa música tem todos os elementos os quais fazem sonhar os amantes de Heavy tradicional, um riff simples, matador e uma letra que é facilmente assimilada. Basta escutar uma única vez e pelo menos o refrão já está memorizado. “Cemetery Lake” é mais pesada que as duas anteriores em sua introdução, o baterista Matt Dobson se destaca através de seus repiques insanos. “Visions In The Fire” é um Heavy Hard que mescla anos 70 e 80 e possui influência em Judas Priest.

O vocal de Rutter é agradável e envolvente durante toda a audição do debut.

“Sight Of The Sniper” é a canção mais rápida e pesada do álbum e também minha preferida. O refrão é simplesmente excitante e todas as vezes que a escuto, repito em seguida pelo menos uma ou duas vezes. Uma música com uma energia envolvente. Ela se destaca também pelo esplêndido solo de guitarra de Tom Potter. “Rock Nights” tem um daqueles riffs a la Tony Iommi na fase Dio do Black Sabbath e Rick Rutter dá um daqueles agudos a la Ian Gillan no início da canção. “Heavy Metal Headache” também é sinônimo de música perfeita. A letra traduz o perfeito sentimento de quem ama o Rock’n’Roll, o Heavy Metal e todas as suas baladas. “Heavy Metal Headache” é absurdamente fantástica. O álbum se encerra com “When The Night Draws In”, outro Hard/Heavy destruidor com o vocal intercalando variações que vão dos agudos rasgados para partes mais melódicas.

“No Quarter” terminou tão incrível como começou, debut impecável esse do Toledo Steel.

TOLEDO STEEL / Photo By: Volker Bruns


Analisei aqui diversos full-lehgts da NWOTHM lançados em 2018: Against Evil, Dust, Sacred Leather, entre outros, todos ótimos álbuns, mas nenhum deles me impressionou com este “No Quarter” dos ingleses do Toledo Steel.

Nota: 9,2

Integrantes:

  • Rich Rutter (vocal)
  • Tom Potter (guitarra)
  • Matt Dobson (bateria)

Faixas:

  • 1.“Behold The Machine”
  • 2.“No Quarter”
  • 3.“Cemetery Lake”
  • 4.“Visions In The Fire”
  • 5.“Sight Of The Sniper”
  • 6.“Rock Nights”
  • 7.“Heavy Metal Headache”
  • 8.“When The Nights Draws In”

Redigido por Cristiano Ruiz

CONFIRA A RESENHA DO ÁLBUM “HEADING FOR THE FIRE” (2021):

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
222SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações