PUBLICIDADE

Resenha: Sacred Leather – “Ultimate Force” (2018)

“Ultimate Force” é o debut da banda americana de Heavy tradicional, Sacred Leather.

   

Vivemos um momento histórico no Heavy Metal e esse pensamento é quase unânime entre os adoradores do estilo, pois além dos excelentes lançamentos de veteranos como o Accept, Saxon e Judas Priest, temos também os trabalhos cada vez melhores das bandas pertencentes ao NWOTHM ( New Wave of Traditional Heavy Metal), a nova onda do Heavy Metal tradicional que tem representantes em praticamente todas as mais importantes escolas de Metal do mundo.

Nascido em Indianápolis, América, o Sacred Leather, em 2018, debutou lançando o seu full lenght batizado como “ Ultimate Force”.

A sonoridade das canções tem claras influência no NWOBHM dos primeiros anos da década de oitenta e a exemplo do que ocorre na audição de outras bandas norte americanas do estilo (Night Demon, Satan’s Hollow e etc), suas canções nos transportam em pensamento para essa época.

Iniciando “Ultimate Force”

O full abre com a faixa que o intitula. “Ultimate Force” é uma canção que nos faz lembrar os melhores anos do Judas Priest, principalmente pelo estilo de cantar do vocalista Wrathchild.

Em seguida, vem “Watcher”. Ainda que ela possua uma cadência diferenciada da faixa título, segue a mesma linha de influência. Já “Power Thrust” é um Hard’n’Heavy extremamente empolgante, pois tem daqueles tipos de riff que grudam feito chicletes na mente.

A quarta faixa é a balada chamada “Dream Searcher”, a qual faz viajar a um tempo anterior as três primeiras faixas, já que nos remete àquelas canções mais cadenciadas dos primeiros álbuns do Judas Priest nos anos 70 (“Dream Receiver”, por exemplo).

A música “Master is Calling” eleva novamente a temperatura do álbum e, dessa forma, pode se dizer que é uma mistura de influências oitentistas que dão uma personalidade própria ao trabalho do Sacred Leather.

A temperatura permanece bem alta em “Prowling Sinner”, pois trata-se de uma canção pesada, com variações de andamentos e com o uso marcante em algumas passagens de bumbo duplo do baterista Jailhouse. Além disso, a faixa remete a segunda fase do NWOBHM na qual os bateristas começaram a utilizar essa técnica com maior frequência.

Grande Finale

Enfim, o álbum encerra com duas canções em uma , “The Lost Destructor” e “Priest of the Undoer”. Na introdução o baixista Magnus Ironlust faz uma linha de baixo no estilo Steve Harris e a primeira parte explode logo em seguida e somos premiados com uma belíssima sequência duradoura de solos de guitarra da dupla Highway e Carloff Blitz.

Divulgação / Facebook / SACRED LEATHER

O álbum “Ultimate Force” do Sacred Leather não traz nenhuma grande inovação sonora, mas é essencial que todos os amantes do Heavy Metal tradicional, principalmente, do inicio do NWOBHM, conheçam esse trabalho.

   

Ou seja, ele faz valer à pena cada segundo da audição.

Nota 8,7

Integrantes:

  • Wrathchild (vocal)
  • Jailhouse (bateria)
  • Magnus Ironlust (guitarra)
  • Carloff Blitz (baixo)
  • Highway (guitarra)

Faixas:

  • 1.Ultimate Force
  • 2.Watcher
  • 3.Power Thrust
  • 4.Dream Searcher
  • 5.Master is Calling
  • 6.Prowling Sinner
  • 7.a) The Lost Destructor
  • b) Priest of the Undoer

Redigido por Cristiano “Big Head” Ruiz

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -