PUBLICIDADE

Resenha: Angel Witch – “Angel Of Light” (2019)

“Angel Of Light” é o quinto álbum da banda britânica de Heavy Metal, Angel Witch.

   

Das raízes do NWOBHM, nasceu o quinto full-lenght do Angel Witch, “Angel Of Light”, o qual sucede “As Above, So Below”, lançado em 2012. Kevin Heybourne e seus liderados agem como cometas, passando de tempos em tempos, impressionado a quem tem a sorte de observá-los. Embora a banda nunca tenha conseguido registrar nada que alcançasse o nível de seu debut homônimo de 1980, eles jamais decepcionam.

“Don’t Turn Your Back”

O single “Don’t Turn Your Back” recepciona os seus ansiosos ouvintes com a elegância vocal de Heybourne, o qual possui uma voz única e inconfundível, somada a uma sonoridade que reúne peso e suavidade em forma de Heavy Metal. Não há como não se envolver. “Death From Andromeda” impulsiona ainda mais os sentimentos captados na faixa de abertura. O Metal não é limitado ao físico, ele vai além do espírito e da alma.

“We Are Damned”

“We Are Damned” e sua atmosfera épica transportam a mente para lugares inimagináveis. Cada um vai para onde seu coração deseja e ao contrário do que clama o refrão da canção, somos todos abençoados por viver esse momento especial. A viagem segue com os primeiros acordes dedilhados de “The Night Is Calling”. Chego a me sentir como se o disco estivesse me resenhando, pois um retrato do meu interior mais profundo está sendo descrito.

Art by @fatrolf

“Condemned”

Ainda que o álbum não seja conceitual, tenho a impressão que as faixas se complementam musicalmente. “Condemned” é uma canção com a cara do Heavy britânico, pois caberia em qualquer clássico do NWOBHM, mas foi o Angel Witch que a trouxe a luz. “Window Of Despair” dá uma pitada essencial de aceleração ao andamento, tornando ainda mais interessante o que já estava estupendo. Todas as faixas desse disco são igualmente fantásticas.

“I Am Infamy” introduz com um riff que beira o sombrio. O ritmo semelhante a uma cavalgada sintoniza à frequência energética da minha paixão pelo Heavy Metal. A música se agiganta até ser muito maior do que eu, pois é dessa forma que a assimilo. A canção que intitula o full-lenght também o finaliza de forma triunfal.

“Angel Of Light”

O cometa Angel Witch passa mais uma vez deixando seu rastro de luz e ansiedade por sua próxima passagem. “Angel Of Light” é sinônimo de canção perfeita. Geralmente, elejo a minha favorita do álbum, mas nesse caso, todas as músicas são minhas favoritas.

Tanto o Angel Witch, quanto Kevin Heybourne são criminosamente subestimados. Eles mereceriam muito mais reconhecimento dentro do Metal, porém como os critérios subjetivos das pessoas são inexplicáveis, esse e outros casos permanecerão sendo um mistério. Indico esse álbum a todos aqueles que amam Heavy Metal com o corpo e com a alma.

Nota 9,4

Integrantes:

  • Kevin Heybourne (vocal e guitarra)
  • Jimmy Martin (guitarra)
  • Fredrik Jansson-Punkka (bateria)
  • Will Palmer (baixo)

Faixas:

  • 1.Don’t Turn Your Back
  • 2.Death From Andromeda
  • 3.We Are Damned
  • 4.The Night Is Calling
  • 5.Condemned
  • 6.Window Of Despair
  • 7.I Am Infamy
  • 8.Angel Of Light

Redigido por: Cristiano “Big Head” Ruiz

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -