PUBLICIDADE

Grandes Vozes: Episódio 13: Ronnie James Dio (Segunda Parte)

Artigo: Grandes Vozes – Capítulo 13 (PT.2)
Nome: Ronald James Padavona
Codinome: Dio
Data de Nascimento: 10 de julho de 1942
Local: Portsmouth, (EUA)
Banda Principal: DIO
Função: Vocalista
Outras Funções/Instrumentos: Compositor, Trompete, Piano e Baixo.
Outras Bandas: ELF, Rainbow, Black Sabbath, Heaven & Hell
Estilo: Heavy Metal / Hard Rock
Ano de Atividade: 1957 – 2010

   

Discografia:

ELF: Elf (1972), Carolina County Ball (1974), Trying to Burn The Sun (1975)

Rainbow: Ritchie Blackmore’s Rainbow (1975), Rising (1976), Long Live Rock ‘n’ Roll (1978).

Black Sabbath: Heaven and Hell (1980), Mob Rules (1981), Dehumanizer (1992).

Dio: Holy Diver (1983), The Last in Line (1984), Sacred Heart (1985), Dream Evil (1987), Lock Up the Wolves (1990), Strange Highways (1994), Angry Machines (1996), Magica (2000), Killing the Dragon (2002), Master of The Moon (2004).

Heaven & Hell: Live from Radio City Music Hall (2007), The Devil you Know (2009), Neon Nights: 30 Years of Heaven & Hell (2010) (DVD).

Divulgação / Ronnie James Dio – Grandes Vozes: Episódio 13: Ronnie James Dio (Segunda Parte)

Logo depois de deixar o Rainbow, Dio se juntava ao Black Sabbath, onde substitui o recém demitido Ozzy Osbourne.

Após um encontro ocasional de Tony Iommi e Ronnie James Dio no The Rainbow on Sunset Strip em Los Angeles, os dois perceberam que estavam coincidentemente na mesma posição, já que o vocalista buscava uma nova banda enquanto o guitarrista buscava um novo vocalista. Dias depois, ambos estiveram juntos para uma Jam Session. Como resultado, eles escreveram a música “Children Of The Sea”, presente no vindouro trabalho da banda.

“Deve ter sido o destino, porque nos conectamos tão instantaneamente” (Dio, sobre o encontro com Tommy Iommi).

BLACK SABBATH / Photo By? Fin Costello / Direitos Reservados: Redferns – Grandes Vozes: Episódio 13: Ronnie James Dio (Segunda Parte)

Black Sabbath

Em abril de 1980, Black Sabbath lançava “Heaven and Hell”, 9º álbum da carreira e o disco que marcava a estreia de Ronnie James Dio como vocalista oficial.

Bem recebido, o álbum figurou na 28a posição da Billboard 200 Americana, onde foi certificado com disco de platina pelas vendagens superiores a 1 milhão de cópias. No Reino Unido, o trabalho repetiu o mesmo feito e, dessa forma, foi certificado com disco de ouro pela British Phonographic Industry e disco de ouro também no Canadá.

A escalada de sucesso de “Heaven and Hell” levou a banda a figurar nas paradas de sucesso de:

   

Canadá (23a posição), Alemanha (37a posição), Noruega (22a posição), Suécia (25a posição), Reino Unido (9a posição), Nova Zelândia (44a posição), Estados Unidos (28a posição) e Polônia (47a posição).

Singles

Os singles “Neon Nights” e “Die Young” atingiram respectivamente a 22a posição e a 41a posição da UK Singles Charts.

Logo após excelente repercussão (e aceitação) de seu disco anterior, o grupo lança em outubro de 1981, “Mob Rules”, 10º trabalho de estúdio e o segundo a contar com Dio nos vocais.

BLACK SABBATH / Divulgação / 1981 – Grandes Vozes: Episódio 13: Ronnie James Dio (Segunda Parte)

Seguindo a mesma trilha de seu antecessor, o disco foi sucesso de crítica e vendas, figurando na 29a posição da Billboard 200 Americana.

Os singles “Mob Rules”, “Turn Up The Night” e “Voodoo” atingiram posições importantes nos Estados Unidos (24a e 46a posição) e no Reino Unido (46a e 37a posição).


O disco também figurou nas paradas de sucessos (e vendas) no:

Canadá (19a posição), Alemanha (47a posição), Nova Zelândia (45a posição), Suécia (30a posição) e Reino Unido (12a posição).

Por suas vendagens expressivas, “The Mob Rules” foi contemplado com disco de prata no Reino Unido, disco de ouro no Canadá e disco de ouro nos Estados Unidos.

DIO, carreira solo

Ainda que o Black Sabbath se encontrasse em boa fase e os números positivos de vendas dos recentes trabalhos, Dio resolve deixar a banda em 1982. Posteriormente, sua saída foi descrita por Tony Iommi como um “conflito de personalidade” entre os músicos.

Enquanto Iommi buscava um substituto para Dio, este por sua vez investia em sua carreira solo e, em 25 de maio de 1983, nascia seu primeiro filho (musicalmente falando), batizado de “Holy Diver”.

Divulgação / DIO / 1983

Holy Diver

   

Os anos de estrada, as bandas por onde passou e evidentemente seu talento como vocalista deram a certeza de que a carreira solo de Dio seria um sucesso e assim o fora.

“Holy Diver” recebeu disco de platina nos Estados Unidos (vendagens superiores a um milhão de cópias), disco de prata no Reino Unido, figurou na 56a posição da Billboard 200 Americana, assim como acabou sendo destaque também na Alemanha, Suécia, Nova Zelândia e Reino Unido.

Os singles “Holy Diver” e “Rainbow In The Dark” alavancaram as vendas atingindo posições de destaque em países como Estados Unidos, Suécia e Reino Unido.

“The Last in Line”

Em julho de 1984, chega ás lojas “The Last In Line”, segundo álbum de inéditas e, o disco que literalmente consolida a banda. Seguindo os passos de “Holy Diver”, o novo registro igualmente obteve excelente repercussão e praticamente repete o mesmo feito de seu antecessor em números.

Além disso, os singles “We Rock”, “Mysterye “The Last In Line” atingiram posições de destaque nos Estados Unidos e Reino Unido.

Reprodução / Facebook / DIO

O álbum ainda seria sucesso no Japão, Alemanha, Noruega, Reino Unido, Suécia, assim como nos Estados Unidos e no Canadá.

Como resultado, mais uma vez a banda foi contemplada com disco de prata (Reino Unido) e disco de platina pelas vendas superiores a 1 milhão de cópias nos Estados Unidos.

Em seguida, em agosto de 1985, e surge mais um disco de inéditas (3º da carreira solo), o excelente “Sacred Heart”. Mais uma vez o músico colhia os frutos de um trabalho brilhante que, alavancado pelos singles “Rock ‘n Roll Children”, “Hungry For Heaven”, funcionou muito bem, principalmente, no Reino Unido, onde obteve excelentes posições nas paradas musicais.

O disco figurou na 29a posição da Billboard 200 Americana, ganhou disco de ouro e obteve números expressivos e positivos de vendas na Austrália, Suécia, Suíça, Noruega, Alemanha, Canadá assim como no Japão.

NÃO PERCA A TERCEIRA PARTE DO “GRANDES VOZES: RONNIE JAMES DIO

Redigido por: Geovani “Dentadura no Copo” Vieira

   
PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -