PUBLICIDADE

Covers Que Fizeram História no Rock e no Metal

Esse é o primeiro capítulo da série “Covers Que Fizeram História No Rock e No Metal”.

   

Introdução

Durante a história da música, na imensa maioria das vezes, o artistas e bandas chegam ao êxito com suas próprias composições, mas, ao mesmo tempo, sempre há exceções. Se refletirmos sobre esse mesmo tema em relação ao Rock e ao Metal, como resultado, chegaremos a essas mesmas conclusões.

Há artistas que ganham destaque, pela primeiras vez, através de algum cover, enquanto há outros que o fazem em algum momento de sua carreira. Assim sendo, que tal conhecermos alguns desses casos, agora mesmo?

Deep Purple – “Hush”

DEEP PURPLE / MARK I / Reprodução / Acervo WEB

Não há como discutir que a primeira formação do Deep Purple, a Mark I, teve poucos momentos de relevância. O lançamento do primeiro single da história do quinteto britânico, “Hush”, canção originalmente gravada pelo vocalista/guitarristas americano, Joe South, marcou, com certeza, um desses momentos importantes desse line-up inicial.

Após a entrada de Gillan e Glover e o início da Mark II, poucas faixas gravadas pela formação anterior tiveram lugar no setlist. Houve duas exceções: o cover “Hush” e o tema instrumental, “Wring That Neck”. Por conta desse sucesso, Deep Purple tentou, ainda inicialmente, emplacar outros covers de artistas como Beatles, Neil Diamond, Ike & Tina Turner, etc, porém nenhum deles chegou ao mesmo patamar.

Nazareth – “Love Hurts”

Nazareth / Original line-up / Reprodução / Acervo WEB

A balada “Love Hurts” obteve tanto sucesso com a banda de Hard Rock escocesa, Nazareth, que, certamente, pouca gente sabe que ela é de autoria de uma dupla americana Pop Country, The Everly Brothers.

Nazareth lançou sua versão em seu sexto full lenght, “Hair of the Dog”, que não por acaso é o registro de maior sucesso de sua carreira. Nesse mesmo disco, Nazareth gravou mais um cover, “Beggar’s Day”, da banda americana Crazy Horse, e apesar dela ser uma das faixas cultuadas do “Hair of the Dog”, nunca obteve o mesmo destaque de “Love Hurts”.

Judas Priest – “The Green Manalishi (With the Two-Pronged Crown)”

Judas Priest / 1978 / Reprodução / Acervo WEB

O lançamento do quinto álbum do Judas Priest, “Killing Machine”, aconteceu no Reino Unido e na Europa em 1978, entretanto, na América, o disco recebeu outro nome, “Hell Bent for Leather”, e só saiu no ano seguinte.

Essa versão do registro, a fim de agradar ao mercado americano, possui uma faixa a mais, um cover da canção “The Green Manalishi (With the Two-Pronged Crown)” da banda Fleetwood Mac, a qual fez sucesso nos Estados Unidos. Contudo, isso deu tão certo que a banda executa esse cover até hoje quando realiza suas apresentações. Aliás, diga-se de passagem, essa versão combinou tanto com o Heavy Metal tradicional, que ela parece ser mesmo uma composição autoral do Judas Priest.

Aguarde por mais covers que fizeram história no Rock e Metal no próximo capítulo.

Redigido por: Cristiano “Big Head” Ruiz

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -