Clássicos: Malevolent Creation – “The Ten Commandments” (1991)

PUBLICIDADE

Existia algo presente na água do estado da Flórida entre o final da década de 80 e o inicio dos anos 90, não sabemos de fato o que era, porém podemos afirmar que estimulava e aguçava a apreciação e a curiosidade por um gênero de música específico, o Metal. Porém, um Metal carniceiro e sanguinário que ainda caminhava em direção a sua manifestação definitiva, um Metal que expandia o que foi feito pelos gigantes do Thrash americano e o Thrash teutônico. No ano de 1991, ainda na Flórida, alguns dos registros mais importantes e edificadores deste “Metal Açougueiro” haviam sido lançados pelos 4 cavaleiros do apocalipse que dispensam apresentações aqui, digamos que muitos dos padrões a serem seguidos e refinados posteriormente estavam estabelecidos, correto? Corretíssimo, porém ainda faltava uma ratificação, algo que pregasse o prego do caixão, uma criação maligna.

Em abril de 1991, o Malevolent Creation lançava seu magistral álbum de estreia, “The Ten Commandments”, um dos marcos do Death Metal mundial, gravado no lendário Morrisound Studios e produzido por ninguém menos do que o reverenciado Sr. Scott Burns.

O debut do Malevolent Creation se encontra numa posição intrigante entre as pérolas do gênero lançados na mesma época, não tem a mesma atenção ou reconhecimento, porém é louvado, renomado e citado como um dos melhores registros da história do Metal extremo pelo ávido público mais voltado para o Underground. Em “The Ten Commandments”, temos basicamente todos os ingredientes presentes em um álbum de Death Metal old school, riffs extremamente devastadores e psicologicamente agressivos (cortesia do sr. Phil Fasciana) mudanças de tempo surpreendentes aliadas a sequências insanas de blast-beats, e é claro a alma desse registro, Sr. Brett Hoffmann (R.I.P). Faltam adjetivos pra descrever a intensidade animalesca dos vocais do Sr. Hoffmann, era uma junção de Jeff Becerra (Possessed) e John Tardy (Obituary) porém tinha seu diferencial.

Dando inicio aos Dez Mandamentos Malignos. Primeiro mandamento: “Tu serás deixado para apodrecer, para nunca ser livre, para nunca retornar” presente em “Memorial Arrangements”. Segundo mandamento: “Implore pela morte, ao ser enterrado vivo” presente em “Premature Burial”, aqui encontramos extrema agressão e desespero, e os primeiros gritos de aflição do Sr. Hoffmann. Terceiro mandamento: “Tu deverás presenciar a decadência humana em seu ápice” presente em “Remnants of Withered Decay”, aqui temos os primeiros sinais dos riffs insanos do Sr. Phil Fasciana a todo vapor. Quarto mandamento: “Tu deverás presenciar a morte ao teu lado” presente em “Multiple Stab Wounds”, toda a insanidade e brutalidade continuam a transcorrer pelo vale das sombras e gritos de desespero continuam a nos atormentar. Quinto mandamento: “Tu deverás presenciar o inicio do fim da existência” presente em “Impaled Existence” aqui se encerra os cinco primeiros capítulos com uma atmosfera apocalíptica e ameaçadora, e se sucedem os gritos aterrorizantes.

Sexto mandamento: “Tú matarás!” presente em “Thou Shall Kill!”, aqui é o momento onde todos os valores adotados e mantidos por puro medo do divino são jogados no chão e execrados, e permanece apenas a necessidade de matar sem nenhum remorso ou possíveis consequências. Sétimo mandamento: “Tu verás a manifestação do próprio mal surgir” presente em “Sacrifial Annihilation”, aqui onde tudo está em ruínas, apenas dezenas de corpos largados pelo caminho, onde o pânico e o caos reinam, surge agora a necessidade de fugir de tudo isso. Oitavo mandamento: “Tu irás sentir a decadência em ti próprio!” presente em “Decadence Whitin”, aqui existe a apenas a insanidade e falta de discernimento entre o que é e o que não é, apenas os gritos de desespero e angústia são escutados, aparentam emanar da mesma pessoa esse tempo todo. Nono mandamento: “Tu deverás encontrar a salvação que existe na agulha” presente em “Injected Sufferage”, aqui já foram perdidas todas as esperanças e só restam o medo e a ansiedade, então é encontrado uma forma de “fugir da realidade” de maneira ilícita e com grande tendência ao desenvolvimento de uma dependência fatal… Os gritos de desespero ficam mais estridentes e intimidadores. Décimo Mandamento: “Tu encontrarás conforto na presença do maligno” presente em “Malevolent Creation”, aqui onde finalmente é aceitado o alvorecer da criação maldita surgir, onde todos participaram de maneira fiel e perseverante durante do inicio ao fim da existência, ouvimos então o último, mais tenebroso e devastador grito de desespero e angústia bem próximo porém dessa, vez clama impiedosamente que NINGUÉM PODE DESTRUIR ESSA CRIAÇÃO MALÍGNA.

Sem sombra de dúvidas, “The Ten Commandments” é um dos mais excepcionais clássicos do Death Metal, e apesar do instrumental ser devastador, extremamente brutal e desvairado, quem brilha nesse registro é o saudoso e demandado Brett Hoffmann, seu desempenho vocal e seus “gritos de dor e angustia” são marcas registradas, e foi um dos vocalistas pioneiros do Death Metal americano. Um fato curioso sobre esse aspecto vocal tão destacado, é a produção e mixagem deste álbum, de certa maneira o instrumental é levemente abafado, dando muito mais impacto aos vocais, um aspecto da produção muito perspicaz.

Nota:9,0

Integrantes:

  • Brett Hoffmann (vocal, composição) **R.I.P**
  • Phil Fasciana (guitarra, composição)
  • Jason Blochowicz (baixo)
  • Jeff Juszkiewicz (guitarra)
  • Mark Simpson (bateria)

Faixas:

  1. Memorial Arrangements
  2. Premature Burial
  3. Remnants of Withered Decay
  4. Multiple Stab Wounds
  5. Impaled Existence
  6. Thou Shall Kill!
  7. Sacrificial Annihilation
  8. Decadence Within
  9. Injected Sufferage
  10. Malevolent Creation

Redigido por: Vaz

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,663SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
151SeguidoresSeguir
960InscritosInscrever

Últimas Publicações