PUBLICIDADE

Suicidal Tendencies: “faremos um disco que as pessoas provavelmente não vão gostar, e ficarei muito feliz”

Os veteranos do Suicidal Tendencies conceberam seu último disco de inéditas no já longínquo ano de 2016. O competente “World Gone Mad” recebeu boas críticas em todo o mundo e parecia que o grupo voltaria aos lançamentos recorrentes, mas não foi o que aconteceu e os motivos são muitos.

   

Mike Muir, icônico vocalista da banda, falou durante a conferencia do tradicional Hellfest, em Clisson, sobre a possibilidade do Suicidal Tendencies entrar em estúdio e, finalmente, gravar novas músicas. Ele foi bastante sincero em sua resposta e disse que isso está muito próximo de acontecer:

“Quando fizemos o último disco, foi ‘World Gone Mad’ em 2016, eu meio que disse, parece ruim, mas é porque não gosto de fazer discos, porque é algo totalmente mental. mas foda-se, é a hora. Mas agora temos o guitarrista Ben Weinman na banda, o baterista Jay Weinberg na banda…. depois de fazermos alguns shows, eles disseram, ‘Cara, eu quero gravar um disco.’ E a maneira como ele e Ben disseram isso, Ben falou: ‘Quando eu tinha 12 anos eu ouvia SUICIDAL E outras músicas, eu ouvi muito a música da banda’, Ele disse, ‘Eu quero fazer um disco como aqueles que eu ouvia’. E foi a mesma coisa que Jay disse. Obviamente, tendo o baixista Tye Trujillo, o filho de Robert Trujillo lá, o próprio Robert disse, ‘Cara, vocês precisam fazer um disco.’ E então acho que estamos definitivamente inclinados a fazer isso.”

Reprodução

Sobre como ele espere que este disco toque as pessoas, Mike revela uma forma de pensar bastante peculiar:

“Percebemos que para muitas pessoas, na música, você olha em volta e vê o que é popular, o que está na moda, e voltamos ao que era popular e na moda quando gravamos nosso primeiro disco, e não fizemos nada disso lá trás, todos os comentários eram terríveis. E então faremos um disco que as pessoas provavelmente não vão gostar, e ficarei muito feliz por isso. Mas acho que daqui a alguns anos as pessoas estarão sentadas, e muitas que não gostam de tendências ou coisas comuns dirão, ‘Esse é um álbum realmente foda.’ E é isso que eu quero fazer. Como digo, gosto de gostar das pessoas, mas não me importo se as pessoas gostam de mim. Isso torna minha vida mais fácil.”

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -