Slayer: Gary Holt concorda com os comentários de Kerry King sobre ter parado “cedo demais”

PUBLICIDADE

No início de outubro, o guitarrista do Slayer deu uma declaração que levantou diversas especulações sobre o futuro do hoje aposentado Slayer. Quando gravou um vídeo parabenizando o Machine Head por seus 30 anos de existência, Kerry disse o seguinte:

“Então, ouvi dizer que tinha que dar os parabéns aos meus amigos do Machine Head. Aparentemente, são 30 anos de estrada, o que é uma grande conquista. Poucas bandas chegam lá. Nós chegamos e então paramos muito cedo. Xinguem-nos. Xinguem-me. Eu odeio a porra da idéia de não tocar.”

Em uma nova entrevista concedida a revista Metal Hammer, Gary Holt comentou sobre a fala de Kerry King, o guitarrista disse:

“Eu tenho que concordar. Ainda estávamos tocando no auge do nosso potencial, estávamos totalmente matadores ainda. A banda tinha muitos anos de estrada pela frente, mas acho que quando chega a hora, é a hora. Quando você decide se afastar de alguma coisa, se afasta. Não posso dizer a ninguém que eles tomaram a decisão errada. Melhor sair por cima do que sair sem conseguir tocar suas próprias músicas, e essa merda não é fácil. Tocar ‘Angel Of Death ‘ aos 70 anos seria muito difícil. Mas naquele momento era hora de encerrar, vamos colocar dessa forma. Eu estava realmente sentindo falta da minha primeira família.”

Será que ainda veremos o Slayer em ação num futuro próximo ou Tom Araya seguirá irredutível quanto a sua decisão de abandonar os palcos? Só o tempo dirá!

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,663SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
151SeguidoresSeguir
960InscritosInscrever

Últimas Publicações