PUBLICIDADE

Slash: qual ícone do Rock ele mais queria que participasse de seu novo disco solo?

No próximo dia 17 de maio, através do selo Gibson Records, chegará às lojas de todo o mundo o mais novo disco de estúdio do guitarrista Slash.

   

O projeto reúne 12 faixas e tem musicalidade voltada inteiramente ao Blues. Ele conta com diversas participações especiais: Brian Johnson do AC/DC, Steven Tyler do Aerosmith, Iggy Pop, Chris Stapleton, Chris Robinson do The Black Crowes, Billy F. Gibbons do ZZ TOP, Paul Rodgers do Bad Company, além de Demi Lovato e Gary Clark Jr.

A banda de Slash conta com os talentos de Johnny Griparic (baixo) e Teddy Andreadis (teclados), assim como Michael Jerome (bateria) e Tash Neal (guitarra).

Em uma nova entrevista concedida ao Rock Antenne, Slash foi questionado sobre como foi juntar todos estes nomes estelares em um único disco. Ele respondeu:

“É difícil. Quero dizer, você basicamente precisa pegar o telefone e ligar para cada um deles, e se eles disserem ‘sim’, então está tudo bem. Essa é realmente a parte mais difícil, ligar para as pessoas, fazer a pergunta e ver se elas farão isso por você. E eu tive sorte em fazer isso, porque eu escolhi músicas que… bem, deixe me explicar, o que eu faço é: quando eu tenho uma música pronta, eu me pergunto: ‘ok, quem deveria cantar isso?’. E quem vem na minha cabeça como o cantor adequado, eu então ligo para essa pessoa, mas, felizmente, escolhi a música certa para cada um deles cantar e assim eles se identificaram automaticamente. Eles se envolveram e cantaram corretamente. Mas foi ótimo porque todos os diferentes artistas estavam muito abertos ao material e isso realmente significou algo para eles. Então, o que aconteceu foi que a entrega vocal realmente veio do coração. Eles estavam realmente cantando a partir de uma conexão com o material.”

O guitarrista foi perguntado se existiu um artista em específico que ele gostaria de ter colocado em seu álbum e não pôde. Foi então que Slash abriu o seu coração:

“Bem, teve sim, o maior deles, na verdade, aquele que me desanimou bastante foi o Lemmy. Isso foi porque havia um momento ali onde eu estava compondo e pensei, ‘porra, cara, Lemmy seria perfeito aqui’. Eu ainda não me acostumei com o fato de ele não estar mais aqui, porque estou tão acostumado com ele andando por aí, sabe? Então esse foi o meu grande problema. Eu não pude entrar em contato com ele e convidá-lo.”

Reprodução
PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -