PUBLICIDADE

Sebastian Bach: “Eu dou ao público o que eu quero, sou um filho da puta!”

O novo álbum do ex-vocalista do Skid Row, Sebastian Bach, foi lançado oficialmente na última sexta-feira, 10 de maio. O disco se chama “Child Within The Man” e para quem apostou suas fichas que este não seria um grande álbum, parece que perdeu alguns trocados.

   

O trabalho possui singles fortes como as ótimas “Everybody Bleeds”, “What Do I Got to Lose?” e “(Hold On) To the Dream”, mas não fica apenas nisso. É descontraído, pesado, remete aos bons tempos do passado e traz canções interessantíssimas como “Freedom”, “Vendetta”, “F.U.” e a baladinha “To Live Again”.

Fica nítido que aqui Bach acerta a mão, traz uma banda de apoio afiadíssima e investe na sua especialidade: Hard Rock despojado!

Em uma nova entrevista concedida a Kyle Meredith, Bach deixa claro que esse é o espírito que ele queria resgatar para “Child Within The Man”. Ele inclusive menciona que seria o vocalista do Velvet Revolver antes de Scott Weiland, veja a declaração completa:

“Bem, o som da minha voz remonta ao Skid Row. Eu seria o vocalista do Velvet Revolver antes de Scott Weiland entrar. Você pode pesquisar no Google entrevistas com Duff McKagan e ele diz: ‘queríamos Sebastian, mas o problema com Sebastian é que você só pensa em Skid Row quando ouve a voz dele’. E não tomei isso como um insulto, porque é verdade.

E fica a dúvida. Você dá a eles o que eles querem? Não acho que o público saiba o que quer. Eu dou ao público o que eu quero (risos), sou um filho da puta, fico conseguindo as coisas do jeito que quero. E para ‘What Do I Got To Lose?’, a primeira música e vídeo, eu queria diversão. Eu queria um vídeo como Whitesnake ou Van Halen ou RATT, onde Nikki Sixx e Tommy Lee interpretam os policiais e Bobby Blotzer os prende e os joga na prisão. Algo divertido. Quero colocar um sorriso no rosto das pessoas quando tudo estiver tão miserável. Quero que as pessoas riam e se divirtam, e é isso que eu quero até o segundo vídeo, que é um assunto difícil, porque eu escrevi sobre perder minha casa durante um furacão, e então a gravadora disse, ‘mas queremos um vídeo dessa música’. E eu pensei, ‘Droga, isso não é muito divertido’ (Risos). Mas eu mudei e fiz sobre o comercial da fita Maxell, e isso sim é divertido. E no final, estou assistindo todas as imagens da minha casa sendo destruída e das mudanças climáticas, e desligo o noticiário. Eu coloquei meu novo disco e comecei a tocar e ainda é divertido.

É minha missão trazer de volta a diversão no Rock and Roll, que considero extremamente carente. Não consigo encontrar diversão na Internet. Não importa o quanto eu tente, não consigo encontrar. É tudo negativo. As pessoas estão brigando. Esse cara disse isso sobre esse cara. Isso não é Rock, isso não deveria estar acontecendo, e eu gostaria que as coisas fossem como sempre foram antes de tudo ir para a Internet e agora é tudo clickbait, brigas e brigas. Quero apenas trazer de volta a diversão. É tudo o que estou tentando fazer.”

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -