PUBLICIDADE

[Ruidos & Sonidos] ADVENTUS (Espanha)

É fato que alguns países tornaram-se referências quando o assunto é Heavy Metal.

Em alguns casos, algumas bandas conseguem chamar a atenção não apenas por sua música de qualidade, mas principalmente por seu país de origem, cuja tradição é revelar grandes nomes dos mais variados gêneros. Alemanha, Suécia, Dinamarca, Reino Unido, Finlândia, Noruega, Estados Unidos da América fazem parte da lista de países denominados “berços”, quando estes revelam novos nomes.

Porém, na maioria das vezes, os grupos que despontam e ganham notoriedade, usam o inglês (idioma) como linguagem principal, caso queiram explorar outras fronteiras e atingir o maior número possível de ouvintes e admiradores de sua arte.

   

Isso é regra? Não, definitivamente, não é! No entanto, está claro que são poucos os grupos que conseguiram um lugar mais alto do podium cantando em sua língua mãe, principalmente se o estilo escolhido for o Heavy Metal. Por inúmeros motivos, as bandas se abstêm de seu idioma e passam a usar o inglês como conexão direta com seus fãs e claro, visando o sucesso.

Como exceção é algo que se aplica a tudo e a todos, na música não poderia ser diferente e “regras” foram quebradas. Nadando contra a maré e conseguindo se firmar em sua proposta e principalmente, sendo fiéis à sua sonoridade e aos seus fãs, alguns desses grupos foram ou ainda são grandes nomes dentro de seu país de origem. Em alguns casos, a banda consegue ser grande também em outros países.

Algumas delas carregam consigo status de “Grande”, lotando arenas, vendendo milhares de discos e, principalmente, sendo muito bem reconhecidos por seus fãs devotos.

Para falar um pouco sobre estas bandas e suas trajetórias, mergulhamos no mundo do RUIDOS & SONIDOS. De lá, trouxemos discos (ainda) desconhecidos por muito, mas que a partir de agora podem ser conferidos através de nossas dicas e recomendações.

Em nosso quinto capítulo, falemos do ADVENTUS, quinteto espanhol formado em 2020, trazendo em sua formação músicos experientes com passagens por grupos renomados como WarCry, Sauze e Avalanch.

Trazendo em seu line up Víctor García (voz), Fernando Mon (guitarra), Luis Melero (baixo), Alberto Ardines (bateria), e Manuel Ramil (teclados), o grupo foi formado após o WarCry, banda oficial do vocalista Víctor Garcia, anunciar uma pausa (sem previsão breve de retorno) nas atividades, após quase trinta anos de estrada e nove álbuns oficiais de estúdio lançados.

Após o anúncio inesperado em janeiro de 2020, Garcia juntou forças com outros músicos e rapidamente formaram o Adventus, lançando em dezembro do mesmo ano “Más Fuerte Que el Dolor”, single que antecipou o aguardado álbum de estreia.

Não demorou muito e em janeiro deste ano, o grupo editou “Morir y Renacer”, álbum oficial de estreia e um dos melhores discos de Heavy/Power Metal do chamado “Metal Espanhol”.

Em sua sonoridade, o disco não difere do estilo dos grupos os quais os músicos participaram. Ou seja, temos aqui a mesma fórmula musical apresentada nos trabalhos brilhantes dos grupos WarCry, Sauze e Avalanch.

Musicalmente, o quinteto lançou um disco imponente, bem produzido, contendo letras inteligentes, composições maduras e vocais daqueles que prendem o ouvinte da primeira à última faixa. De fato, Víctor García é um dos melhores vocalistas da Espanha e isso já foi mostrado nas bandas por onde passou, principalmente no já citado WarCry.

Em seus 12 temas, “Morir y Renacer” investe em melodias cativantes apresentando uma banda formada por músicos experientes executando canções que transitam entre o Heavy, Power e Melodic Power Metal.

Situando o estilo abraçado pelo Adventus, direi que suas melodias transportam o ouvinte aos trabalhos magníficos lançados por nomes como WarCry, Sauze, Avalanch, Tálesien, Alderaan, Nexxo, Väldhemar, Débler, Alquimia, Punto de Mira, Saratoga, Mägo de Oz, entre outros.

Apesar de um disco onde todas as faixas merecem menção especial, canções como, “Dame Una Razón”, “Sólo uno Más”, “Donde Diga el Corazón”, “Agua en el Desierto”, “Parte de tu Vida”, “Más Fuerte que el Dolor”, ” Luces y Sombras” e “Trozos de Hielo” fazem as honras e representam este, que é apenas o primeiro trabalho de uma banda que certamente escreverá de forma brilhante seu nome na história do Heavy Metal Espanhol.

Algumas observações acerca do álbum e banda:

*Aclamado por fãs, críticos e mídias especializadas (blogs, sites, revistas, etc), o disco tem colecionado elogios através de críticas positivas, enaltecendo a grandiosidade de um trabalho coeso, imponente e surpreendente.

* Em 15 de julho, o grupo lançará uma edição especial em Vinil Duplo de “Morir y Renacer”.

*A banda garantiu presença na 15a edição do Festival Leyendas Del Rock 2022, a ser realizado nos dias 04, 05 e 06 em Villena, Alicante, na Espanha.

N do R: Não é de hoje que a Espanha tem mostrado a qualidade de suas bandas, seja cantando em inglês ou em castelhano.

   

Numa lista de nomes relevantes onde poucas bandas são divulgadas como de fato mereciam, o Adventus é mais uma grata surpresa e grande representante do metal espanhol, despontando como nova promessa e quem sabe se torne referência para futuros grupos.

Competência, qualidade musical e músicos excepcionais, o quinteto já provou que tem de sobra.

Vida longa ao Adventus e ao metal feito em espanhol. “Hacia Arriba y Adelante”.

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
220SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações