PUBLICIDADE

Resenha: Vhäldemar – “Straight To Hell” (2020)

“Straight To Hell” é o sexto full lenght da banda espanhola de Power/Heavy Metal, Vhäldemar, sucessor do álbum “Against All Kings” de 2017. Assim como nos anos anteriores, a árvore do Power Metal deu seus bons frutos em 2020 e“Straight To Hell” do Vhäldemar não é uma exceção. Já que sua sonoridade é uma mescla de Manowar pós “Kings Of Metal” com o clássico Power Metal europeu dos anos 90, ou seja, dificilmente poderia dar errado.

   

Introdução

“Death To The Wizard!” é a abertura desse épico disco, que demonstra todas as características sonoras supracitadas no parágrafo inicial, evidenciadas pela competência de cada um dos músicos e do vocalista Carlos Escudero. Os riffs invadem a mente e, dessa forma, não desgrudam dela tão cedo e os solos são riquíssimos em feeling e técnica.

Em seguida, “My Spirit” atua como complemento de sua antecessora, transbordando a bela musicalidade que de praxe é proporcionada pelas melhores bandas de Power Metal do mundo. Embora o Vhäldemar não seja considerado parte dessa elite, possui um trabalho que não deve nada a ela.

Por outro lado, “Afterlife” evidencia a potência melódica dos vocais de Escudero. Pois, aquela veia Manowar, que mesclava as duas músicas anteriores, é deixada de lado, e as influências no Power dos anos 90 ficam mais nítidas. Como resultado, um refrão que mais parece um hino e que é facilmente absorvido e decorado.

VHÄLDEMAR / Divulgação / Facebook

“Straight To Hell”

A faixa título, por sua vez, é mais cadenciada, explorando outros universos não percorridos ainda dentro do álbum. Novamente, Pedro J. Monge se destaca com seus incríveis solos que dão mais poder a música do Vhäldemar. “Damnation’s Here” volta a tornar o ritmo acelerado, sutilmente. Na sequência, chega a vez do tecladista Jonkol Tera se destacar com os seus solos, o que me causou uma surpresa, pois eu esperava novamente pelos solos de guitarra, porém me surpreendi positivamente.

Heavy Power Metal

“Fear” tem uma sonoridade mais voltada ao Heavy Metal na maior parte de seu tempo de duração, porém a veia Power Metal ressurge a cada refrão. Guitarra e teclado, ao mesmo tempo, promovem um fantástico dueto de solos.

“Hell Is On Fire” introduz ainda mais Heavy que faixa anterior. O som encorpado do baixo de Raúl Serrano incrementa o peso da canção, possivelmente essa escolha seja proposital, pois a banda tem uma única guitarra e o peso do baixo pode segurar a onda nas apresentações ao vivo.

Destaco a elogiável produção do disco, que equilibra peso, nitidez de todos os instrumentos e timbres bem selecionados.

VHÄLDEMAR / Divulgação / Facebook

“Black Mamba”

Já “Black Mamba” tem alguns do riffs mais pesados do disco. O ritmo se mantém mais cadenciado, deixando de lado a aceleração de seu início. Os vocais de Escudero seguem transmitindo melodia e feeling.

Ainda faltava uma balada no disco. “When It’s All Over” chega para preencher esse vazio e dá um toque especial ao sexto full lenght do Vhäldemar, pois uma balada é sempre bem vinda no subgênero Power Metal, ainda mais quando tem essa qualidade de “When It’s All Over”. Bela canção em um belíssimo trabalho.

Pedro J. Monge tampouco deixou a desejar nessa faixa, executando alguns dos solos mais bonitos de sua performance nesse registro. “Old Kings Vision (Part VI)” bota um ponto final em “Straight To Hell’. Ela é parte de uma saga que tem outras cinco partes, das quais não posso comentar, pois ainda não tive a oportunidade de conhecer, porém, sobre a parte VI posso dizer que ela é um encerramento a altura do alto nível do atual lançamento do Vhäldemar, que é agradável da primeira a última canção.

   

Se você já conhece Vhäldemar, vai se deliciar com esse novo trabalho, mas se ainda não, não perca mais tempo e coloque em sua playlist com extrema urgência.

Aprovado e indicado, portanto, para todos os fãs de um primoroso Power Metal.

Nota 8,9

Integrantes:

  • Carlos Escudero (vocal)
  • Pedro J. Monge (guitarra)
  • Raúl Serrano (baixo)
  • Jandro (bateria)
  • Jonkol Tera (teclado)

Faixas:

  • 1.Death To The Wizard!
  • 2.My Spirit
  • 3.Aferlife
  • 4.Straight To Hell
  • 5.Damnation’s Here
  • 6.Fear
  • 7.Hell Is On Fire
  • 8.Black Mamba
  • 9.When It’s All Over
  • 10.Old Kings Vision (Part VI)

Redigido por Cristiano “Big Head” Ruiz

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -