PUBLICIDADE

Ozzy: cancela compromisso, mas ainda quer tocar ao vivo, “e se eu cair morto no final, morrerei feliz”

Infelizmente, tem se tornado cada vez mais constante esse tipo de notícia. Em um comunicado oficial, a esposa de Ozzy Osbourne, Sharon Osbourne, precisou cancelar uma aparição do Madman na Mad Monster Party, em Phoenix, EUA, no último dia 25 de junho.

   

O motivo é que o lendário cantor do Black Sabbath está com a saúde tão fragilizada que não pode fazer longas viagens no momento. Abaixo a nota:

“Lamentavelmente, a família Osbourne teve que cancelar nossa próxima aparição na Mad Monster Party em Phoenix, porque Ozzy não pode viajar desta vez, porém, Jack estará lá hasteando a bandeira dos Osbournes.

Todos que compraram o pacote Osbourne receberão, é claro, reembolso total.

Gostaríamos de agradecer a todos pelo apoio constante. Isso significa muito para ele, vocês não têm ideia. E tudo o que posso fazer é pedir desculpas por não estarmos lá e peço desculpas pelas pessoas que deixamos tristes.

Então, Deus abençoe a todos. Muito obrigado.”

Divulgação

Em uma recente entrevista para a Rolling Stone UK, Ozzy comentou abertamente sobre todas as dificuldades que tem passado e sua luta para retornar aos palcos. Ele disse:

“Estou levando no modo ‘um dia de cada vez’, e se eu puder me apresentar novamente, farei isso. Mas parar de tocar ao vivo foi como dizer adeus ao melhor relacionamento da minha vida. No início da minha doença, quando parei de fazer turnês, eu estava realmente chateado comigo mesmo, com os médicos e com o mundo. Mas com o passar do tempo, eu simplesmente pensei: ‘bem, talvez eu tenha que aceitar esse fato’.

Eu não vou sair por aí e fazer parecer que sou um Ozzy indiferente em busca de simpatia. Qual é o sentido disso? Eu também não vou tocar em uma maldita cadeira de rodas. Eu vi Phil Collins se apresentar recentemente, e ele tem praticamente os mesmos problemas que eu. Ele chega lá em uma cadeira de rodas, mas não, eu não poderia fazer isso.”

Reprodução

Ozzy ainda menciona que gostaria muito de realizar ao menos alguns últimos shows para poder se despedir de seus fãs com dignidade. Ele comenta:

“Essa é uma das coisas que mais me chateia: nunca tive a chance de dizer adeus ou agradecer. Porque meus fãs são o que importa para mim. Se eu pudesse fazer alguns shows… Eles têm sido leais a mim há anos. Eles escrevem para mim, eles sabem tudo sobre meus cães. Na verdade, é minha grande família, e eles foram os responsáveis por nos dar o estilo de vida que temos. Por alguma razão, esse é o meu objetivo de continuar trabalhando. Fazer esses shows, seja no Ozzfest ou em algum lugar, ou até mesmo em um maldito show no Roundhouse, em Londres.

Se não posso continuar fazendo shows regularmente, só quero estar bem o suficiente para fazer um show onde possa dizer: ‘oi pessoal, muito obrigado pela minha vida’. É para isso que estou trabalhando, e se eu cair morto no final, morrerei feliz.”

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -