PUBLICIDADE

California Jam’ 74 está completando 50 anos

California Jam foi um mega festival open air de Rock que teve a presença dos gigantes E,L & P, Deep Purple e Black Sabbath, tendo sido realizado no Ontario Motor Speedway em Ontário, Califórnia, no dia 6 de abril de 1974. Era sábado.

   

O evento teve a produção da ABC Entertainment, por Sandy Feldman e Leonard Stogel. A Pacific Presentations.Uma empresa de shows com sede em Los Angeles dirigida por Sepp Donahower e Gary Perkins, coordenou o evento, reservou todo o talento musical, assim como dirigiu a campanha publicitária.

Don Branker trabalhou para Leonard Stogel e foi responsável pela facilitação do local do concerto, banheiros, cercas e assistência médica.

California Jam atraiu entre 200 a 400 mil fãs pagantes, existem informações conflitantes sobre o total de público pagante. Dessa forma, o festival bateu recordes no que diz respeito ao sistema de amplificação mais alto já instalado e também de maior arrecadação de bilheteria da história.

Foi um dos últimos da onda original de festivais de Rock, bem como um dos mais bem executados e financeiramente bem-sucedidos, e pressagiou a era da consolidação da mídia e da corporativização da indústria do Rock.

O evento contou com a participação dos artistas: Rare Earth, Earth, Wind & Fire , Eagles, Seals and Crofts, Black Oak Arkansas, Emerson, Lake & Palmer, Black Sabbath e Deep Purple.

As tretas de Blackmore (Deep Purple) no California Jam’74

As tretas de Ritchie Blackmore, na ocasião guitarrista do Deep Purple, no California Jam’74 foram épicas.

Em primeiro lugar, na semana que antecedeu o evento, Deep Purple disputava com Emerson, Lake e Palmer a posição de headliner do festival. No entanto, a organização não abriu mão de sua decisão a favor do renomado power trio de Progressivo. Foi então que Deep Purple exigiu que sua apresentação acontecesse no crepúsculo.

Black Sabbath, a fim de não se envolver nessa polêmica, iria se retirar do Cal Jam. Porém, o empresário deles recebeu um telefonema da produção do evento, dizendo que haveria confusão, se eles não tocassem. Black Sabbath tocou em antepenúltimo, fazendo épica apresentação, indo em seguida para a Inglaterra para turnê.

Deep Purple, que exigiu tocar no crepúsculo, fez uma das primeiras apresentações com sua Mark III, que tinha Glenn Hughes no baixo/vocal e David Coverdale no vocal. O show foi, surpreendentemente, épico e levou o imenso público ao delírio com o setlist da turnê de divulgação do “Burn”.

A banda fez os fãs esperarem quase uma hora até o anoitecer. O guitarrista Ritchie Blackmore disse que o acordo era para o Purple subir no palco ao anoitecer, e que os promotores estavam violando o acordo assinado. Apesar desse atraso, o show não acabou atrasado.

Segunda treta do Cal Jam

   

“Reza a lenda” que o fest foi tão bem organizado, tudo funcionou tão direitinho, que o show do Black Sabbath acabou uma hora antes do previsto. Assim sendo, um representante da produção do evento procurou o Deep Purple, requisitando sua entrada antecipada. Porém, Blackmore disse que iria cumprir o contrato, o representante insistiu.

Blackmore o trancou no camarim e o deixou quase uma hora lá até que o horário do contrato chegasse, deixando o público esperar por todo esse período.

O setlist apresentado pelo Deep Purple foi:

1.Burn / 2.Might Just Take Your Life / 3.Lay Down, Stay Down / 4.Mistreated / 5.Smoke on the Water / 6.You Fool No One/The Mule/Lazy / 7.Space Truckin’

Treta no começo, no final e Deep Purple fugiu da polícia

No final do show do Deep Purple, Blackmore causou um acidente com um efeito pirotécnico e fez com que um dos amplificadores explodisse em “Space Truckin'”, o que colocou fogo no palco por um breve período. Logo depois do encerramento do show, a banda deixou a área do show de helicóptero para evitar um possível confronto com autoridades e executivos da ABC-TV. O dano causado à câmera de vídeo ABC, estimado em US$10.000, foi resolvido pelos empresários da banda.

Guitarist Ritchie Blackmore performing in front of a TV camera during Deep Purple’s performance at the California Jam rock festival, Ontario Motor Speedway, Ontario, California, 6th April 1974. Parts of the festival are being broadcast live on the ABC TV network. (Photo by Fin Costello/Redferns/Getty Images)

“Deep Purple” set:

Black Sabbath, que ainda estava divulgando seu quinto disco, “Sabbath Bloody Sabbath”, tocou antes do Deep Purple com o sol ainda bem forte.

Seu setlist foi composto por:

1.Tomorrow’s Dream / 2.Sweet Leaf / 3.Killing Yourself to Live / 4.War Pigs / 5.Snowblind / 6.Sabbra Cadabra / 7.Guitar Solo / 8.Sometimes I’m Happy.

Cal Jam’74 / Black sabbath

A apresentação do Black Sabbath

Black Sabbath, a princípio, não queria tocar no evento. Mas o empresário da época, além de querer que eles tocassem, também exigia mais um álbum, que veio a ser o “Sabotage”. Como resultado, Iommi, com raiva, demonstrou isso no peso de sua guitarra na gravação do disco. Em suma, quem saiu ganhando com essa confusão todos foram os fãs.

   

Black Sabbath no California Jam

Video A:

Video B:

Posteriormente, ocorreu a continuação do festival, California Jam II, no dia 18 de março de 1978, contando com as bandas:

Aerosmith, Foreigner, Heart, Mahogany Rush, Dave Mason, Jean-Michel Jarre, Rubicon, Santana, Bob Welch e Ted Nugent participaram dessa segunda edição.

O evento repetiu o sucesso de sua primeira edição.

PUBLICIDADE

Comentários

  1. O Ego de algumas estrelas dessas bandas era grande demais para caber no palco. Sim eram muito bons no que faziam sem dúvida, mas é lamentável esse comportamento pois os fãs são a razão dessas bandas existirem. Ficaram milionários e famosos graças a receptividade que os fãs lhes deram, comprando seus discos e lotando seus shows. Sempre fui fã do Deep Purple, até hoje não entendi os motivos que levaram o Blackmore a abandonar a banda, o som da guitarra não ficou o mesmo com a saída dele. Os fãs não mereceram isso.

  2. Os americanos sempre foram exemplos em organização de eventos ainda mais com tanta gente envolvida e bandas de altíssimo nível, era a nata do rock pesado da época. No Brasil foi uma avacalhação o Rock in Rio pois juntou um monte de bandas de m….e cobraram caro os ingressos, aqui só sabem avacalhar as coisas e não estão nem aí para o público. O negócio é faturar. De rock só tinha o nome.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -