PUBLICIDADE

O que seria das bandas de Hard Rock sem suas famosas baladas?

As baladas no Hard Rock

   

Começo este artigo com a seguinte pergunta: o que seria das bandas de Hard Rock e do Heavy Metal sem suas famosas baladas?

Quem curtiu a fase áurea do Hard Rock na metade dos anos 80, e início dos anos 90, decerto lembra de como as bandas apostaram alto em suas baladas ao emplacar canções que muitas vezes foram grandes responsáveis pelas vendas dos discos.

Numa época onde a MTV investiu pesado na divulgação de videoclipes, era comum ligar a TV e dar de cara com videoclipes açucarados de artistas como Aerosmith, Bon Jovi, Cinderella, Danger Danger, Europe, Firehouse, Guns ‘n Roses, Heart, Poison, Scorpions, Skid Row, Van Halen, Whitesnake, assim como tantos outros.

Baladas de Hard Rock e suas ferramentas de divulgação

Extintos programas como Clip Clip, Som Pop, Realce, Clip Trip, etc igualmente contribuíram para a propagação dessas lamentações em forma de música, contribuindo inclusive com a criação de temas como “Hit Parade”, “As Mais Pedidas”, “As Mais Votadas” e “Escolha da Audiência”, além das listas de “Melhores do Ano”, “As 100 Mais”, e por aí vai.

Em todos estes quadros, era comum assistir mais de uma vez em um único dia videoclipes dos referidos artistas, que por vezes se tornavam a identidade do programa.

Numa época onde a internet ainda era desconhecida e ferramentas como o Youtube nem existiam, coube às telenovelas a missão de “agregar” algumas baladas em suas tramas e isso evidentemente teve seu lado bom. Principalmente para os fãs de bandas do estilo que nem sempre tinham condições de encontrar e/ou comprar discos destes grupos.

As baladas nas novelas

A fórmula era sempre a mesma: o galã bonitão dava uns pegas na mocinha, enquanto de fundo rolava uma canção romântica de um determinado grupo.

Dependendo do sucesso o qual a música atingia, os discos originais da banda traziam um adesivo com os dizeres:

“incluindo a faixa “X”, tema de “Joãozinho e Maria” (hipoteticamente falando) na novela “tal”.

Apesar de renegadas, as baladas sempre fizeram os barbados chorarem debaixo do chuveiro. Principalmente, após aquele acordo onde a garota entra com o sapato e o cara entra com o traseiro.

As baladas retratando os casos de amor

   

Tem também o mais famoso deles, o chifre (e não venha dizer que isso nunca aconteceu contigo). Negado veementemente por qualquer cidadão “macho alfa” que nem sob torura admite essa hipótese (felizmente um dia a verdade bate a porta e expõe o cidadão).

Quem nunca abriu a janela do quarto e madrugada, abraçando o porta retrato contra o peito com a foto do(a) amado(a) ao som de uma balada? Derramou lágrimas em silêncio, olhando fixamente o horizonte na direção da casa dele(a) e convidou a insônia para lhe fazer companhia?

Quem nunca olhou fixamente pro aparelho de telefone (aqueles de discar) e pensou em ligar para se desculpar. Pedir desculpa pela “pisada de bola”, ouvindo de fundo Bon Jovi, Bryan Adams, Patrick Swayze, Foreigner, ou Chris Isaak?

A real é que o mundo mudou, e o que um dia conhecemos como “Dor de Cotovelo” , hoje é chamado de “Sofrência”. Ou seja, nem os “chifrudos” foram poupados da gourmetização dos dias atuais.

Porém, um pequeno detalhe faz toda a diferença entre o passado e o presente. O que ouvimos atualmente em nada se compara a qualidade musical que ouvíamos em um saudoso passado não tão distante.

É importante salientar que o conteúdo aqui descrito, bem como as canções e bandas, estão relacionados ao gosto pessoal do autor. Dito isto, é hora de conferir as “Dez baladas mais açucaradas de todos os tempos -Parte 1”.

Don’t Know What You Got (Till It ‘s Gone):

Em julho de 1988 o quarteto americano Cinderella lançou o ótimo “Long Cold Winter”, segundo álbum da carreira. Trazendo, ao mesmo tempo, uma dose cavalar de melodia e sentimento, “Don’t Know What You Got (Till It’s Gone), que em bom português quer dizer “Você Não Sabe O Que Tem (Até Perder)”, é aquela típica canção onde o sujeito precisa ser muito forte e tentar segurar as lágrimas. Ou…..morrer tentando.

“…Você não sabe o que tem até perder/Não sei o que é isso, eu fiz tão errado/Agora eu sei o que eu tenho/É apenas essa música/E isso não é fácil de se ter de volta/Precisa de muito tempo…”

When I See You Smile:

Lançado em junho de 1989, “Bad English” é o álbum homônimo do super projeto formado por:

John Waite (vocais), Neal Schon (guitarras), Jonathan Cain (teclados), Rick Phillips (baixo) e Deen Castronovo (bateria).

Apresentando um excelente Hard Rock, o disco conta com 13 faixas, destacando as açucaradas:

   

“Price Of Love” e “When I See You Smile”, duas baladas não indicadas a quem tem problemas de diabetes (por motivos óbvios).

Duvida? então se liga nisso aqui!

“…. Quando eu vejo você sorrir/Eu posso enfrentar o mundo/Você sabe que eu posso fazer qualquer coisa/Quando eu vejo você sorrir/Vejo um raio de luz, oh oh/Vejo-o brilhando através da chuva/Quando eu vejo você sorrir/Baby, quando eu vejo você sorrir para mim…”

Every Rose Has Its Thorn:

Em maio de 1988, o quarteto americano Poison lançou o bem sucedido “Open And Up And Say…Ah”, segundo álbum da carreira. Quatro singles alavancaram as vendas do disco, dentre eles, a melosa e grudenta “Every Rose has Its Thorn” (Toda rosa tem seus espinhos).

Ao que tudo indica, parece que Bret Michaels pisou feio na bola com sua garota. Parece que isso lhe custou um chute no traseiro, como bem descreve a letra.

“Agora eu ouço que você achou alguém novo / E que eu nunca signifiquei muito pra você/Ouvir aquilo me rasga por dentro/E ver você me corta como uma faca”.

“…Toda rosa tem seus espinhos/ Como toda noite tem sua madrugada/Como todo cowboy canta sua triste, triste canção /Toda rosa tem seus espinhos / Sim tem…”

Only Time Will Tell:

Lançado em 26 de junho de 1990, “After The Rain” é o álbum de estreia da banda americana de Hard Rock, Nelson, formada pelos irmãos gêmeos Gunnar e Matthew Nelson.

Quatro singles foram responsáveis pelo sucesso do dico, incluindo a ultra melosa “Only Time Will Tell” (Só o tempo irá dizer). A letra fala de um “chega pra lá” por parte da mocinha, mas parece que bateu o arrependimento e agora ela quer mais uma chance. O problema é que o cara não foi claro se o lance vai rolar ou não.

Por favor, pegue a caixa de lencinhos e confira parte do refrão. Ou seria um desabafo?

“…Olá, minha amiga, com certeza faz um tempo / Não sei para onde foi o tempo / Mas eu realmente senti falta do seu sorriso / Tem sido muito tempo / Eu tenho muito a dizer / Que eu não sei por onde começar / Desde que seguimos caminhos separados / Tem havido um grande buraco no meu coração…. Mas pelo que me lembro/ foi você quem disse adeus / Agora você está me pedindo para tentar mais uma vez”

“..Só o tempo irá dizer / Se você vai ficar ao meu lado / Através do céu e do inferno / Eu quero saber que você está atrás de mim / Mas só o tempo dirá / Se o que temos juntos / Vai durar para sempre mais…”

Alone:

Lançado em junho de 1987, “Bad Animals” é o 9º registro da carreira do Heart, grupo liderado pelas irmãs Ann & Nancy Wilson. Bem sucedido, o disco foi responsável por 4 singles de sucesso, dentre eles a excelente “Alone”, faixa gravada originalmente em 1983 pela banda I-Ten, no álbum “Taking A Cold Look”.

Analisando sua letra e melodia, é provável que estejamos falando de uma canção mais doce que 30 barris de mel.

“…Eu escuto o tic-tac do relógio / Eu estou deitada aqui, o quarto está muito escuro / Eu me pergunto onde você está essa noite / Nenhuma resposta no telefone / E a noite passa tão lentamente/O h, eu espero que ela nunca termine sozinha…”

“…Até agora eu sempre vivi sozinha / Eu realmente nunca me importei até que eu conheci você / E agora isso me arrepia até a espinha / Como encontro você sozinha? / Como encontro você sozinha?…”

*Eis aqui a trilha sonora perfeita para se ouvir a dois. Ou a três (sei lá).

I Live My Life For You:

Após os excelentes “Firehouse” e “Hold Your Fire”, respectivamente, primeiro e segundo disco, os americanos do Firehouse editaram “3”, terceiro álbum da carreira.

   

O ano era 1995 e o Hard Rock já não era o estilo mais importante da época, como bem mostra o disco que musicalmente não apresenta o Hard Rock vigoroso dos discos supracitados.

Porém, a amizade do vocalista C. J Snare com um executivo da Rede Globo de televisão fez com que a canção “I Live My Life For You” integrasse a trilha sonora da novela “A Próxima Vítima”, exibida na emissora no referido ano.

Vale lembrar que naquela época, fazer parte da trilha sonora de uma novela era praticamente um passaporte rumo ao estrelato, haja visto que a execução contínua daquela determinada canção figurava nas ondas sonoras do rádio e também da extinta MTV.

Voltando a canção: o resultado foi mais do que positivo para o disco (e banda) que assistiu de camarote o sucesso de uma música que pode não ser a melhor balada de sua carreira, mas tornou-se até então por conta do sucesso da novela.

Sobre sua letra? bem, acho que o refrão dirá por si.

“…Eu vivo minha vida por você / Eu quero estar ao seu lado em tudo que você faz / E se há algo em que você pode acreditar é verdade / Eu vivo minha vida por você…”

Miles Away:

Logo após estrear com “Winger”, excelente registro de inéditas lançado em agosto de 1988, o quarteto americano Winger viu seu nome subir tal qual um foguete dois anos depois ao lançar seu segundo registro de inéditas, o não menos excelente “In The Heart Of The Young”, álbum cuja canção “Miles Away” foi sem dúvidas a grande responsável pelo sucesso comercial da banda. Merecido, diga-se passagem!

Inegavelmente, “Winger” (o álbum) é um ótimo cartão de visitas (musicalmente falando), e se perguntarmos para algum aficionado pro Hard Rock sobre o disco, ele dirá que temos aqui um registro obrigatório na coleção de qualquer apreciador do estilo. Porém a sorte grande do quinteto veio através de um comercial do Hollywood, marca de cigarros famosa da época e também responsável por trazer em seus comerciais músicas de nomes do Hard/Rock. A propósito, escrevemos um artigo sobre temas musicais extraídos de filmes e comerciais.

Voltando ao Winger: “Miles Away” estourou nas rádios, na extinta MTV onde seu clipe era apresentado a cada 30 segundos e é bem provável que os habitantes da Lua, Marte, Saturno, assim como Netuno, tenham visto e cantado seu refrão.

“…Milhas distante, não, você nunca vai voltar / E eu não posso mais esperar / Milhas distante, nada restou do que tínhamos / Justamente quando eu mais precisei de você / Você estava a milhas distante…”

I Believe In You:

Aqui temos dois detalhes incríveis relacionados a canção do Stryper, banda americana de Hard Rock, capitaneada pelo incansável Michael Sweet.

  • 1-Uma banda do chamado Hard Rock Cristão, integrando a trilha sonora de uma novela global.
  • 2-A canção cuja mensagem aqui no Brasil foi totalmente equivocada, haja visto que a mesma foi trilha sonora da paixão entre dois personagens da referida novela, quando na verdade sua letra é uma declaração de amor à crença religiosa de Michael Sweet a sua religião, claramente exposta em sua tradução.
   

Lançado em 28 de junho de 1988, “In God We Trust” é o quarto registro oficial do quarteto californiano, sucessor do excelente “To Hell With The Devil” (1986), e certamente o disco que catapultou a carreira do Stryper aqui no Brasil.

Curiosamente (e equivocadamente), a canção embalou os bons momentos dos personagens (e par romântico), Clotilde e Sassá Mutema, papéis interpretados por Maitê Proença e Lima Duarte na novela A Próxima Vítima, exibida na Rede Globo de televisão no período de 09 de janeiro a 12 de agosto de 1989.

O sucesso estrondoso de “We God In Trust”, e consequentemente o sucesso de “I Believe In You”, elevou não somente o nome do Stryper aos quatro cantos do mundo, proporcionando a banda números gigantes de vendas, posições importantes nas “Hits Parades” em diversos países, além da 32a posição da US Billboard 200, e 5a posição na Billboard Christian Albums.

“…Eu acredito em você / Completamente / Sempre e para sempre seremos / Você e eu / Vou cantar para você / E tudo que você faz / Sempre e para sempre seremos / Você e eu juntos…”

Forever:

A parceria entre Paul Stanley e Michael Bolton rendeu ao Kiss, banda americana de Hard Rock, um de seus grandes hits nos já citados programas voltados à música pesada, assim como nas programações da MTV, onde qualquer pessoa que viveu até aquele momento no planeta Terra, certamente teve seus ouvidos perfurados pelas melodias e refrão grudento de “Forever”, faixa extraída do disco “Hot In Shade”, décimo quinto registro oficial da banda, lançado em outubro de 1989.

Assim como algumas bandas citadas neste artigo, “Forever” foi mais uma canção a integrar a trilha sonora da telenovela “Rainha da Sucata”, exibida pela Rede Globo de televisão no período de 02 de abril a 26 de outubro de 1990.

Lançada como faixa “single”, a canção atingiu a 8a posição da Billboard Hot 100, enquanto, “Hot in Shade” (o disco), atingiu a 92a posição da US Billboard Album Rock Tracks.

“E vivi por tanto tempo acreditando que todo amor é cego / Mas tudo sobre você está me dizendo que desta vez…”

“…É para sempre / Desta vez eu sei e não há dúvida alguma em minha mente / Para sempre / Até minha vida acabar, garota, amarei você para sempre…”

“Forever” teve sua sua versão em português através da banda carioca Yahoo.

Loves Bites:

Lançado oficialmente em 03 de agosto de 1987, “Hysteria”, quarto álbum da carreira do Def Leppard, marca o retorno do quinteto inglês após o acidente que deixou Rick Allen (baterista) sem um de seus braços.

Bem recebido por fãs e críticos, “Love Bites”, sexto single extraído do álbum, emplacou inúmeros sucessos, quebrou recordes, colocou a banda definitivamente no mainstream, e fez de “Love Bites”, uma das “baladas” mais notáveis e certamente uma das músicas mais cantada dos ingleses.

O sucesso meteórico de “Hysteria” (o disco), garantiu ao quinteto a 1a posição da Billboard 200.

Apesar de falar sobre os “perigos” do amor, Joe Elliot deixa claro que ainda assim, ele precisa disso (confira o refrão).

   

“….O amor morde, o amor sangra / Está me deixando de joelhos / O amor vive, o amor morre / O amor morde, o amor sangra / Está me deixando de joelhos / O amor vive, o amor morre / Surpresa nenhuma / O amor mendiga, o amor implora / É o que eu preciso…”

Assim como aconteceu com os americanos do Kiss, “Love Bites” teve uma versão brasileira, adaptada pelo guitarrista Robertinho do Recife e sua banda Yahoo.
Intitulada “Mordidas de Amor”, a música integrou a trilha sonora da telenovela “Bebê A Bordo”, exibida no período de junho de 1988 a fevereiro de 1989.

Never Say Goodbye:

Falar de baladas e não citar Bon Jovi é o mesmo que ir a um aniversário e não cantar o famoso “Parabéns a você” ou ir a um churrasco e perceber que algum maldito esqueceu a cerveja. Porém, esqueça as melodias chicletes de “I’ll Be There For You”, “Bed Of Roses”, “Always”, “Lie To Me”, “Living In A Sin”, “This Ain’t A Love Song”, e tantas outras baladas ultra açucaradas do agora “jovem senhor” americano. Já que tudo começou no longínquo ano de 1986, quando a banda lançou “Sleep When We Wet”, terceiro álbum oficial de sua extensa e longa carreira.

Após os excelentes “Bon Jovi” (1984) e “7800ºFahrenheit” (1985), o quinteto americano lançou seu terceiro e impactante registro de inéditas, e particularmente falando, um dos melhores (senão o melhor) trabalho de grupo.

Catapultado pelos singles de “You Gimme Love a Bad Name”, “Livin’ On A Prayer” e “Wanted Dead Or Alive”, o disco também revelou ao mundo a power ballad “Never Say Goodbye”, single que tornou-se um dos grandes momentos musicais da banda, atingido a 11a posição da US Mainstream Rock (Billboard), 21a posição na UK Singles Official Chart Company e 28a posição da US Hot 100 Airplay (Billboard).

No Brasil, a canção integrou a trilha sonora da novela “Mandala”, exibida pela Rede Globo de televisão em outubro de 1987.

“As lembranças do que viveram juntos, e o receio de terminar o relacionamento, é o pano de fundo para a história de amor que envolve os personagens da canção.”

“…Nunca diga adeus / Nunca diga adeus / Você e eu e meus velhos amigos / Esperando que isso nunca acabasse / Diga adeus / Nunca diga adeus / Segurando firme, temos que tentar / Segurando firme para nunca dizermos adeus…”

Continua…

D do R: (Dica do Redator): Para dar uma disfarçada e não ser pego no flagra, enquanto assiste aos videoclipes acima, recomenda-se deixar uma cebola próxima, caso alguém adentrar no quarto sem bater (mãe, irmão mais novo, ou alguém que quer te chantagear com algo).

Caso isso aconteça, pegue a cebola rapidamente e finja estar descascando-a. Chore a vontade, pois dificilmente alguém irá notar que a música é na verdade a lâmina que está dilacerando seu coração.

Aviso: em hipótese alguma cante o refrão e oou coloque no último volume, pois isso pode ser uma prova terrível contra você.

Redigido por: Geovani “Farofa” Vieira

PUBLICIDADE

Comentários

  1. Já vi muita gente dizer que a banda Scorpions é rock romântico, fala sério!!!! Infelizmente esse é o mal das baladas, sendo que depois determinada banda ficará marcada para sempre como rock romântico!!!! O ¨cueca¨da minha irmã diz ser fã de Guns, na verdade ele é fã de November Rain…não sabe nem dizer de que disco é a música November rain, entenderam????!!!! Withesnake é outra banda marcada pela a música ¨Is This Love¨, conhecida como música de motel para alguns…fora as outras baladas e assim vai!!!! Metallica mesmo já fi forrozeiro dizer que gosta da ¨Lentinha¨, que seria a ¨Nothing Else Matters…por incrível que pareça o forrozeiro comprou o Black Album por causa da Lentinha, fala sério!!!! Outra coisa que vou questionar, seria Elton John dizer qual a melhor música do Metallica…ele disse, Nothing Else Matters, porque será né???? Vcs conseguem imaginar ver Elton john ouvindo Battery ou Sad But True???? São coisas da vida de quem não tem costume de ouvir o Rock em toda a sua raiz, vão pelas as baladas, novelas e aquelas rádios que tocam músicas românticas para ouvir e amar!!!! As bandas Scorpions, Whithesnake e Heart exploraram bem essa fase ¨Rock Romântico¨, bom para eles que ganharam e ainda ganham muito dinheiro por causa desses clássicos suaves do Rock pesado, Valeu!!!!

  2. Este post é simplesmente excepcional! Com uma
    abordagem envolvente e informações relevantes, é uma
    leitura obrigatória para quem busca conhecimento de
    qualidade. Parabéns pela excelência na apresentação do
    conteúdo, continuem elevando o padrão!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -