PUBLICIDADE

Metallica: “tocar, escrever músicas, gravar e sair em turnê. Não sinto que haja o suficiente disso na minha vida”, desabafa Kirk

É natural em uma banda que esteja na estrada há tanto tempo como o Metallica, que em determinados momentos algum integrantes sintam-se um pouco infeliz.

   

Na época do lançamento do álbum “72 Seasons”, o guitarrista Kirk Hammett recebeu diversas críticas à respeito de sua performance. Muitos críticos e fãs acharam que os solos do novo trabalho não estavam tão bem elaborados ou, ocasionalmente, não eram tão icônicos como poderiam ser. Apesar do disco ter recebido muitos elogios, no geral, a performance individual de Kirk foi bastante questionada.

Devido a isso, o músico atualmente com 61 anos, foi bastante questionado em entrevistas sobre técnicas de guitarra utilizáveis, sobre o que ele considera um bom solo, sobre o processo de composição e sua participação efetiva nas novas músicas e coisas do tipo. Algumas respostas de Kirk geraram certa polêmica, mas o principal é focar em outro ponto.

Photo: Jeremy Saffer

Temos aqui uma evidência de que uma peça primordial para a engrenagem Metallica funcionar como se deve está demonstrando um pouco de insatisfação com alguns processos naturais da banda. Durante o 45º episódio do “The Metallica Report”, o guitarrista demonstra mais um pouco dessa pequena insatisfação. Ele foi questionado se gostou de estar retornando para a “M72 world tour”:

“Estou muito feliz por estar aqui e levar a música para as pessoas, como sempre fiz. E estou feliz por ter a sensação de que o Metallica é uma banda que trabalha e está em turnê, porque às vezes sinto falta desse sentimento, não acredito que façamos turnês o suficiente. Mas é assim que as coisas são. Então, o que posso tirar disso é que estou sempre pronto para isso. É tipo, ‘sim, vamos lá’. Porque é disso que se trata, tocar guitarra, escrever músicas, gravar e sair em turnê. E eu não sinto que haja o suficiente disso na minha vida agora.”

Questionado se retornar para “M72 tour” parece algo novo depois de uma pausa de seis meses, Kirk discorda:

“Não, não parece uma coisa totalmente nova. Fomos a Alemanha pela primeira vez em cerca de seis meses, mas parecia uma continuação do que já estávamos fazendo. Tudo parece super familiar, sabe. O palco é familiar, os monitores são familiares, o que está nas telas são familiares, a equipe é familiar, os rostos são familiares, as guitarras são familiares, as músicas são familiares. É fácil me colocar no lugar certo.”

Reprodução

Sobre seu estilo de vida ter que mudar quando está em turne, Kirk disse:

“Bem, de qualquer maneira, continuo com meu estilo de vida bastante ativo fisicamente. Quando estou em casa, estou continuamente caminhando, nadando ou andando de bicicleta. Eu realmente corro ou surfo hoje em dia por causa do problema no joelho. Mas espero que seja apenas uma coisa de transição, na verdade, eu sei que é uma coisa de transição, Mas indo para essa turnê, eu estava totalmente pronto e em forma, o que é bastante notável, considerando que tenho muitas responsabilidades em casa e outras coisas. Mas consegui juntar tudo milagrosamente, realmente, foi milagrosamente. E então foi tipo, ‘sim, estamos saindo em turnê.’… Quer dizer, vamos encarar isso. Eu sou um músico, sou um guitarrista e então isso se torna uma grande oportunidade, porque eu toco minha guitarra todos os dias para poder ser pago por isso. E sim, claro, claro que vou tocar minha guitarra de qualquer maneira, mas é melhor ser pago por isso (risos).”

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -