Memória: Há 9 anos, Paul Di’Anno batia boca com um fã que gritava “Bruce Dickinson” incessantemente.

PUBLICIDADE

Paul Di’Anno foi o primeiro vocalista do Iron Maiden, gravando a famosa demo “The Soundhouse Tapes” (de 1979), o debut homônimo (de 1980), o maravilhoso “Killers” (de 1981) e o EP ao vivo “Maiden Japan” (também de 1981), além de diversos singles de sucesso naquela época. É um fato que Paul foi peça chave para que o Iron Maiden chegasse onde chegou, mas também é um fato que o gênio forte, o pavio curto, a língua afiada e o apetite voraz por confusões, contribuíram e muito para que o cantor, ao longo dos anos, ganhasse fama de bad boy, desajustado e falastrão.

Sabendo disso, não é incomum ouvir histórias de fãs e haters que causaram a ira de Paul. Foi exatamente o que aconteceu em 14 de novembro, em um show na Ucrânia.

Di’Anno estava fazendo um show consistente e tocando músicas de sua fase na velha Donzela. Enquanto desfilava seus clássicos para uma plateia pequena, mas animada, um fã (ou seria um hater?), gritava incessantemente o nome do atual vocalista do Maiden nos intervalos de cada música. A cada composição executada, Di’Anno ouvia o coro de uma única voz gritando “Bruce Dickinson, Bruce Dickinson, Bruce Dickinson…”. Foi então que a paciência acabou e Paul foi ao microfone para disparar:

“Desculpe, não canto ópera. ‘Run to the hills’… (imitando Bruce em tom de deboche) é bem fácil, mas eu não sou gay. Aqui é punk, cara. Se você gosta de Bruce Dickinson, vá para casa e ouça os discos dele. Por que você comprou um ingresso para meu show, seu filho da p…? Aqui é punk de verdade. E isso é o que fez o Iron Maiden. Não foi a máquina de dinheiro. Por que você não vai se f…? Vim aqui para trabalhar, eu trabalho duro, cara. Se você não gosta de mim, dê o fora daqui. Desculpe. Nunca disse que sou um cara legal. Você encheu o saco, vou chutar a sua bunda e a de qualquer outro que faça o mesmo. Ok, agora vou tocar uma música que eu compus. Foi a música que fez o Iron Maiden famoso. É sobre sexo, drogas, rock n’ roll e motos Harley Davidson. Hells Angels para sempre. Esta se chama ‘Running Free’!”.

Não sabemos se o “fã” ficou intimidado ou envergonhado, mas o fato é que não se ouviu mais os gritos de “Bruce Dickinson” pelo resto da apresentação.

Créditos: Reprodução/Divulgação

Paul Di’Anno sempre foi um cara muito sanguíneo, daqueles que falam o que pensa na hora em que pensam. Talvez por isso, diversos repórteres tenham jogado diversas armadilhas em forma de perguntas ao longo dos anos, e Paul, invariavelmente, caía em todas essas armadilhas.

Ele nunca conseguiu perdoar Steve Harris por ter sido despedido do Iron Maiden e boa parte da imprensa, somado a fãs como o deste episódio, também contribuíram bastante para que isso ocorresse.

Recentemente, o cantor precisou ser ajudado para conseguir a verba necessária para realizar uma cirurgia nos joelhos e, como já era previsto, o Iron Maiden não se manifestou. É claro que eles não tinham nenhuma obrigação de se manifestar, mas seria algo que aplaudiríamos caso tivesse ocorrido. Há coisas que as pessoas simplesmente não conseguem deixar para traz, infelizmente…

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,663SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
151SeguidoresSeguir
960InscritosInscrever

Últimas Publicações