PUBLICIDADE

Megadeth: Dave Mustaine diz perdoar David Ellefson, mas nunca mais tocará com ele

Dave Mustaine, o líder, compositor e principal integrante do Megadeth desde sempre, foi categórico em sua decisão de não tocar mais com o seu ex-fiel parceiro David Ellefson. O baixista foi demitido após um escândalo sexual envolvendo vídeos explícitos e conversas de conteúdo impróprio vir a público.

À princípio, pensava-se que a garota ao qual David trocava mensagens e fazia chamadas em vídeo, era menor de idade, mas o músico negou veementemente isso e, mais tarde, a própria envolvida apareceu e se declarou maior, inclusive, contando que todas as mensagens foram concensuais. Ellefson ainda acionou a policia de Scottsdale alegando que era uma distribuição ilegal contendo imagens sexualmente explícitas dele, e por isso, a divulgação era criminosa.

   

Mesmo com a inocência comprovada no caso de um suposto abuso de menores, a imagem do músico ficou extremamente manchada e ele acabou sendo demitido do Megadeth.

Em recente conversa para a Metal Hammer, Dave Mustane contou o quão dificil foi tomar esta decisão, visto toda a estrada que trilharam juntos desde o início. Mustaine disse o seguinte:

“Eu mesmo cometi erros e então sei como é ter pessoas atirando em você, Mas o que temos que lembrar é que o MEGADETH hoje tem muitas partes móveis. Há quatro membros na banda, temos nossas famílias, nossas empresas de gestão, nossas agências, todos os técnicos e assim por diante.

Posso dizer que tomei decisões no passado que prejudicaram a segurança da banda e sei o mal que isso causou. Mas não quero dizer nada sobre quem é incapaz de se defender. Deus, é tão difícil andar em torno disso… Deixe-me dizer uma coisa, foi uma decisão difícil que teve que ser tomada. Havia muitas pessoas envolvidas e eu tive que tomar uma decisão, porque, infelizmente, quando você é o líder, é você que tem que aguentar e encarar a música.

Tudo o que eu queria fazer era ter uma pausa limpa e não machucar ninguém, não machucar os fãs e não machucá-lo. Eu só queria seguir em frente e espero que o cavalheiro em questão esteja bem. Eu imagino que houve algum ajuste que tinha que acontecer e aconteceu.”

Reprodução/ Facebook – David Ellefson, “o cavalheiro em questão”

Mustaine terminou dizendo:

“eu o perdoei antes quando ele me processou e vou perdoá-lo mil vezes mais. Eu simplesmente não vou mais tocar música com ele.”

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
221SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações