PUBLICIDADE

Megadeth: acusações de suposto assédio naufragam, “vítima” sai em defesa de David Ellefson

Na madrugada da última sexta-feira, 07 de maio, um usuário do Instagram que usava o pseudônimo @woahworst, divulgou vídeos com conteúdos obscenos envolvendo o baixista do Megadeth, David Ellefson, alegando que o músico estaria assediando sua amiga desde que ela tinha apenas 17 anos, por meio de vídeo-chamadas. Além dessa acusação, o usuário também afirmou que teria “ouvido dizer” que David Ellefson costuma enviar fotos não solicitadas de sua genitália e também de flertar com as fãs.

A situação se agravou após o usuário do Twitter @cliff95629299, vazar vídeos em que o baixista aparece se masturbando e fazendo gestos obscenos para a garota.

   

Pouco depois dessas acusações terem sido feitas, a própria garota, supostamente chamada Daphne, atualmente com 19 anos e residente na Finlândia, se revelou no Instagram com o nome @edaphosauruses, contando sua versão do ocorrido.

Ela disse:

“Eu sou a garota a qual as pessoas estão falando nos posts sobre David Ellefson e apenas quero contar o meu lado da história, porque elas estão compartilhando informações incorretas e a situação está ficando fora de controle sem que a verdade seja dita.

Sim, essas vídeo-chamadas aconteceram, mas fui eu quem as iniciou, e nunca fui menor de idade, sempre fui uma adulta consentindo.

Nada inapropriado aconteceu antes disso. Foi tudo consensual, não sou uma vítima e não fui minimamente assediada porque fui eu quem iniciou (isso).

Fui ingênua o suficiente de gravá-lo (o baixista) e compartilhar com um amigo sem sua permissão. No final, tudo foi consensual e online.

Não sei como isso chegou a este ponto, porém muitas informações estão sendo deixadas de fora pelas pessoas que propositalmente tentam prejudicá-lo.

Eu gostaria de pedir a qualquer pessoa que está compartilhando esses vídeos pessoais privados ou qualquer desinformação a respeito que, por favor, pare”.

David Ellefson repostou a declaração da garota e disse:

“Queridos fãs e amigos,

Como vocês devem ou não saber, algumas conversas e interações privadas e pessoais surgiram online, divulgadas com má intenção por uma terceira pessoa que não estava autorizada a tê-las ou compartilhá-las. Embora certamente seja embaraçoso, quero abordar isso da forma mais aberta e honesta possível.

Por mais que não seja algo de que eu me orgulhe, essas interações privadas e adultas foram tiradas do contexto e manipuladas para infligir o máximo de dano à minha reputação, à minha carreira e à minha família”.

A outra parte envolvida fez uma declaração que você pode ver abaixo. Lhe agradeço por ter feito isso e espero que isso esclareça que a situação não foi como a apresentada.

Humildemente,

David Ellefson”.

Nas redes, os internautas se manifestaram, alguns defendendo o baixista após as declarações da própria jovem, outros insultando-o e exigindo a sua saída do Megadeth, que atualmente segue concluindo as gravações do novo álbum.

Até o atual momento, nenhum integrante do Megadeth se manifestou a respeito do assunto, no entanto, alguns veículos internacionais alegam que o próprio Dave Mustaine e sua filha Electra Mustaine deixaram de seguir David Ellefson nas redes sociais. Opinião Mundo Metal Esse tribunal inquisitor da internet está indo longe demais! A cultura do cancelamento é uma tremenda piada e ninguém que participa dessas ações tem qualquer tipo de comprometimento com a verdade. O que importa é prejudicar a pessoa, mesmo que a mesma não seja culpada. Não compartilhe essas falsas notícias e não dê força pra esse tipo de gente. Lembre-se, não é por que alguém disse alguma coisa ruim sobre outra pessoa que isso automaticamente é verdade.

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
222SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações