Kiss: segundo Carmine Appice, a banda poderá continuar sem nenhum integrante original

PUBLICIDADE

Diante das incertezas quanto ao retorno do Kiss e as suas inúmeras turnês de despedida, é certo que a banda continua, mas não se sabe qual será a formação adiante.

Dentro desse tema, o baterista Carmine Appice se pronunciou sobre o assunto e disse acreditar que umas das bandas mais icônicas do Rock poderá seguir em frente com integrantes diferentes da formação clássica original, ou seja, sem nenhum membro fundador.

Carmine Appice reportou ao The Rock Experience With Mike Brunn que o Kiss poderá um dia seguir sem Paul Stanley e Gene Simmons, membros remanescentes da formação original, contendo outros integrantes.

Durante a entrevista, Carmine disse:

“Eu respeito Gene pelo que ele está falando quando diz que vai conseguir novos caras para tocar no KISS, para continuar como um time de beisebol. Acho que ele está agora. Não sou um fã fanático do KISS. Mas pense bem. Quarenta anos atrás, havia um New York Yankees totalmente diferente, um Rams totalmente diferente, um Lakers totalmente diferentes. Eles ainda são os Lakers, e as pessoas ainda são fãs. Então por que não ser uma banda que usa maquiagem que vai se parecer com os personagens para sempre. Eu posso ver Alice Cooper fazendo isso também.”

Carmine acredita na longevidade da banda dessa forma, com a geração à frente conhecendo e indo aos shows do KISS.

“Garanto que vai ficar tudo bem”, disse ele. “Você sabe por quê? Porque eventualmente o grande público do KISS vai morrer e a próxima geração vai crescer indo aos shows do KISS. Eu não acho que eles vão vender nenhum disco, mas vai ser como um show – como (os musicais de rock de longa data) ‘Hair’ ou ‘Jesus Christ Superstar’. Eles fazem isso em todo o mundo, diferentes pessoas tocando. Vai ser a mesma coisa. Eu não ficaria surpreso se eles fizessem um show japonês do KISS, um show europeu do KISS. Nem precisa ser os mesmos caras.”

Atualmente, além de Gene e Paul, membros fundadores do KISS, a banda conta com o guitarrista Tommy Thayer e o baterista Eric Singer.

A turnê de despedida definitiva (se é que definirá esse rumo realmente) chamada provisoriamente de “End Of The Road”, foi anunciada três anos atrás, e de acordo com as informações divulgadas, deverá se estender até o final de 2022.

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,663SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
151SeguidoresSeguir
960InscritosInscrever

Últimas Publicações