PUBLICIDADE

KISS: “as pessoas que estão chapadas parecem alienígenas!”

Todos nós sabemos que a história do KISS é repleta de polêmicas e confusões, principalmente, envolvendo os ex-integrantes Ace Frehley e Peter Criss. A todo momento, um novo desentendimento aparece publicamente e, certamente, lá está um deles batendo boca com Paul Stanley, Gene Simmons ou fazendo algum comentário ácido e depreciativo sobre alguma coisa relacionada ao KISS.

   

Recentemente, falando ao Backstage Pass, Gene Simmons abordou um pouco sobre este tema. O baixista e vocalista falou sobre o que ele mudaria no que aconteceu nos últimos 50 anos. Ele respondeu:

“Bem, estou triste em retrospecto, você sabe, a retrospectiva é 20/20, estou triste por não ter sido mais duro com Ace Frehley e Peter Criss, os dois caras originais que tocaram guitarra e bateria na banda.”

Relacionando sua fala com os problemas de drogas e álcool dos ex-membros, ele continuou com fortes ponderações:

“Eu nunca estive chapado ou bêbado e nunca fumei cigarros, então, sempre fui um pária nesse sentido. O resto do mundo parecia ser movido a drogas. Ace e Peter… bem, ambos têm tanto crédito pelo início da banda quanto Paul Stanley e eu. Não há dúvida de que foi essa química que funcionou. E ambos tinham vozes únicas, personalidades únicas e tudo mais. E eles deveriam estar aqui conosco 50 ou 55 anos depois e aproveitando os frutos de seu trabalho. Mas, infelizmente, eles não estão. E isso é culpa deles. Eles entraram e saíram da banda três vezes diferentes.”

Gene Simmons não vê motivos para beber ou fumar

Gene ainda completa:

“Eles foram dispensados ​​três vezes diferentes por causa da mesma coisa. Não foi apenas uma vez. Vá a quase todas as bandas e você encontrará pessoas ingerindo mais coisas do que o vagabundo da esquina, o que muda é que essas pessoas das bandas são mais ricas e podem se dar ao luxo de ingerir mais. É triste. A palavra ‘não’ está no dicionário. Só por observação, nunca vi ninguém bêbado ser espirituoso ou inteligente. E você? as pessoas que estão chapadas parecem alienígenas. E as pessoas que fumam, cheiram como se fossem cinzeiros.”

Ele conta como se manteve longe desse mundo dos vícios:

“Eu posso entender se fumar, beber ou ficar chapado tornaria você mais inteligente, mais rico, se isso tornaria seu pinto maior, tornaria você mais atraente, todas aquelas coisas que todos nós gostaríamos de ter. tipo, ‘Eu desejo isso. Eu desejo aquilo’. Mas não, eu vejo que nada disso acontece, na verdade, você provavelmente vai vomitar nos sapatos que sua namorada acabou de comprar. Você não será espirituoso. No dia seguinte, sua cabeça vai doer e, se você beber o suficiente, seu pinto não vai funcionar. Então eu não entendo o benefício. As chances são muito boas de você entrar em uma briga.”

Para explicar melhor seu ponto sobre os vícios, Gene conta:

“Lembro-me de quando tinha 13, 14 anos, eu costumava ir a festas de adolescentes onde jovens de 16 anos se reuniam porque eu sempre era maior, então eles me convidavam. Eles pensariam que eu era mais velho. E como um abutre, eu apenas esperaria os caras ficarem bêbados e então entraria e pegaria qualquer garota que eu quisesse. Por isso nunca vi vantagem no vício.”

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -