PUBLICIDADE

Judas Priest: “eu nunca poderia substituir Ken. Tenho que respeitar o legado dele”, diz Richie Faulkner sobre substituir KK Downing

Durante uma nova entrevista concedida ao programa That Metal Interview, Richie Faulkner, guitarrista do Judas Priest, foi questionado se recebeu reações negativas dos fãs da banda quando foi inicialmente recrutado para substituir um dos membros fundadores do Priest, K.K Downing, há cerva de 12 anos atrás.

   

Richie contou o seguinte:

“Ah, claro que sim. A Internet é a Internet e isso faz parte do mundo em que vivemos agora. Mas você faz o que faz da melhor maneira possível e tenta não ligar muito para isso. Eu consegui o emprego, os caras da banda me escolheram, e eu tinha que aceitar esse tipo de coisa. E claro, haveria negatividade.”

“Substituir K.K depois de 40 anos, aliás, substituir qualquer um dos caras depois de 40 anos iria ser um choque para muitas pessoas que estão com uma banda há tanto tempo. Então, eu entendo totalmente”

KkDowning/GlennTipton/Reprodução

“Como fã, Eu provavelmente teria reagido do mesmo jeito. Mas acho que as pessoas entenderam que eu não estava lá para substituir ninguém. Ele saiu da banda e eu estava lá… eu nunca poderia substituir Ken. Tenho que respeitar o legado dele e fazer minhas próprias coisas apenas seguindo em frente. e isso é tudo que posso fazer. Mas é claro que você terá negatividade. como já disse, Isso faz parte do mundo em que vivemos hoje.”

kk/Faulkner/Reprodução

“As pessoas que estavam acompanhando o Priest na época faziam isso há 40 anos, você pode imaginar, cara? eles amam tanto a banda, estão com a banda há tantos anos e, de repente, ocorre uma grande mudança assim. Nem todo mundo vai ficar feliz com isso.

Judas Priest/Reprodução

“E agora temos a capacidade de expressar nossa opinião publicamente e é exatamente isso que acontece. Como eu disse, eu poderia ter pensado o mesmo se tivesse na posição de fã, eu não sei. estou tentando pensar em uma situação diferente ou em outra coisa em que eu poderia ter pensado. Se algo que já existia há 40 anos mudasse assim, eu poderia ter o mesmo tipo de opinião. É apenas uma emoção natural humana, com certeza. Mas isso acontece porque eles se importam muito.”

Confira a entrevista completa no canal do Youtube :

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -