PUBLICIDADE

Judas Priest: “Eu gosto de ‘Jugulator e Demolition'”, diz Richie Faulkner

Richie Faulkner, que está no Judas Priest desde que KK Dowing deixou a banda, em 2011, opinou sobre ambos os discos que saíram na era Ripper. Enquanto cedia entrevista ao canal Eska Rock, da Polônia, Richie contou a sua opinião sobre “Jugulator” e “Demolition”, ambos registros gravados pelo vocalista Tim “Ripper’ Owens”.

   

Ele opinou dessa forma:

“Eu gosto desses discos. Como todos os discos, há algumas faixas que você gosta mais do que outras, quanto mais eu ouvi ambos, Mais eu pude me dar conta, como fã, sobre o que eles estavam fazendo naquela época. Há algumas ótimas faixas- ‘Hell Is Home’, ‘Machine Man’. Há algumas ótimas músicas, ‘Cathedral Spires’ é uma das favoritas dos fãs. Então, sim, eu gosto delas. Elas são diferentes – até mesmo o logotipo; o logotipo era diferente. Acho que eles sabiam que estavam fazendo algo diferente.”

Sobre o hate que esse disco recebeu, o guitarrista Richie Faulkner conta:

“Eu sei que esses álbuns receberam muito ódio ao longo dos anos, mas acho que o tempo dá um novo contexto às coisas, e acho que você vê muito amor por esses discos também, quando isso acontece, como no Facebook ou conversa direta com os fãs. você nota que Há, sim, muito amor por esses discos, dado o tempo em que foram lançados, a reflexão, o contexto e outras coisas. Então, sim, eu gosto deles. Eu acho que eles são ótimos.”

Tim Owens entrou em 1996 com a missão difícil de substituir Rob Halford. Logo depois, a banda lançou, em 1997, o disco “Jugulator“, sobre o qual já fizemos a resenha e contamos mais sobre.

Em 1998, Ripper se destacou com o “Live Meltdown”, cantando clássicos da banda sem muito esforço. No entanto, em 2001, foi lançado o conturbado “Demolition”. Esse disco recebe, até hoje, muita critica por parte dos fãs, mas até ele é mais aceito, nos dias atuais.

Em 2003, Ripper saiu do quinteto para a volta de Rob Halford, que regressou em definitivamente para o Judas Priest. Atualmente, Tim “Ripper” Owens faz parte da banda de seu ex-companheiro de Judas Priest, KK Downing, que é o KK’s Priest. Inclusive, com KK’s Priest, Tim Owens já registrou dois full lenghts,Sermons of the Sinnere “The Sinner Rides Again”.

PUBLICIDADE

Comentários

  1. Gosto dessa fase Tim Owens, assim como também gosto da fase Blaze do Iron Maiden…é tudo questão de gosto e praticidade!!!! Muita coisa boa existe nesses albuns, Valeu!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -