PUBLICIDADE

Há 41 anos, o fim do Led Zeppelin representava o fim de uma era no Rock

Há exatos 41 anos, em 04 de dezembro de 1980, chegava ao fim a história de uma das maiores bandas de Rock de todos os tempos. O anúncio do encerramento das atividades do Led Zeppelin causou uma enorme comoção, mas deixou um legado inestimável cuja obra até hoje inspira milhares de músicos pelo mundo afora.

A separação do Led Zeppelin ocorreu cerca dois meses após a morte prematura e trágica do lendário baterista John Bonham, em 25 de setembro de 1980. No outono deste mesmo ano, o Led Zeppelin iria iniciar uma nova turnê e já estava preparado para isso.

   

O baterista veio a falecer tragicamente depois de passar um dia bebendo em excesso, até ir se deitar e morrer asfixiado em seu próprio vômito, sendo a causa do óbito considerada acidental.

Robert Plant, Jimmy Page e John Paul Jones, então abalados pela chocante perda que sofreram, decidiram cancelar a nova turnê e, enquanto isso, boatos circulavam na imprensa e entre os fãs levantando especulações sobre um novo baterista para o Led Zeppelin.

Reprodução/site oficial

Foi quando, em 4 de dezembro de 1980 a banda emitiu um comunicado anunciando a sua separação e escolhendo manter sua história e seu legado intactos, preferindo o seu fim a seguir em frente sem o amigo e inesquecível baterista John Bonham. O comunicado trazia os seguintes dizeres:

“Queremos que seja sabido que a perda de nosso querido amigo e o profundo respeito que temos por sua família, junto com o profundo sentimento de harmonia plena que sentimos por nós mesmos e por nosso gerente, nos levaram a decidir que não poderíamos continuar como nós éramos.”

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
221SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações