PUBLICIDADE

Exciter: o sucessor de “Death Machine” ,finalmente, está para sair

O power trio canadense de Speed Metal, Exciter, vive um hiato desde o lançamento de seu full lenght, “Death Machine” (2010). Parece que tal situação pode mudar esse ano, pois o guitarrista Daniel Dekay, em entrevista ao canal The Metal Crypta, falou algumas coisas sobre o tão esperado novo registro, Quando questionado se os fãs devem esperar novas canções por parte da banda, Daniel disse:

“Acho que estávamos atingindo uma boa sequência de escrita antes da pandemia e, em seguida, a pandemia nos atingiu. Al, Dan e eu moramos em diferentes províncias de Ontário e Quebec, no Canadá. Houve uma proibição de viagens entre as províncias. Heavy metal da velha escola às vezes significa mentalidade da velha escola, o que significa não abraçar totalmente a tecnologia. Para escrevermos música e gravarmos música, precisamos estar na mesma sala. A pandemia realmente interrompeu muito rapidamente a nossa reunião para trabalhar em composições. Quando conseguimos voltar a nos reunir na mesma sala, já era hora de voltar a trabalhar em um set ao vivo. Há um punhado de músicas que estão em vários estágios de conclusão. Algumas já estão feitas com vocais e solos, algumas não têm vocais. Há músicas em todos os tipos de estágios diferentes. Além disso, Dan Beehler tem um milhões de ideias de músicas em seu cérebro, assim como Al Johnson. Honestamente, cara, será um caso de passar por esses shows que marcamos por dois anos. Em agosto, realizamos o restante de nossos shows no Euro. Temos três festivais, alguns shows escandinavos e alguns shows no Reino Unido que foram agendados e que precisamos fazer. Há alguns shows nos EUA em outubro, novembro. Depois disso, devemos ser capazes de nos concentrar em escrever novamente. A intenção ainda é lançar um álbum completo e dar aos fãs o que eles querem. Mesmo em minhas contribuições, eu gosto de fazer o meu próprio Exciter no estilo que toco as músicas de John e no estilo que toco as músicas de Brian McPhee. Eu tento torná-lo meu, mas no final do dia, para um novo álbum, quero que minha influência seja sentida, mas quero que seja um verdadeiro Exciter para os fãs da velha escola, porque eles merecem isso, e a intenção ainda é lançar um disco completo. Eu simplesmente não tenho domínio sobre a linha do tempo e temos que passar por esses shows ao vivo primeiro. Então podemos nos reunir. Nós fazemos isso à moda antiga. Gostamos de estar na mesma sala.”

E quando questionado sobre quem mais está envolvido com as atuais composições, Dekay disse:

   

“Dan e Al completamente. Dan e Al se juntam e desenvolvem músicas. É incrível. Dan Beehler é um baterista que não toca guitarra, mas ele faz riffs para você. Ele cantarola um riff. Ele é como, ‘Sim, eu quero que uma parte de palhetada soe como, [sussurrando um ritmo]’ Eu disse, ‘Tudo bem.’ Você desenvolve dessa maneira. É muito antigo, cara. É muito, muito legal. Dan e Al me dizendo que era assim que eles escreviam músicas nos anos 80. Alguém vinha para a sala com uma ideia ou Dan teria uma ideia e cantarolava, e John tocava na guitarra, ou o irmão de Dan, Richard, era o quarto membro do Exciter. Ele ajudava com composições e títulos de músicas e ideias de letras e todo tipo de coisa. Sempre foi uma coisa legal esforço colaborativo. Dan e Al realmente, eles se juntam e abençoam suas almas, cara, eles se juntam, e eles vêm com algumas idéias loucas e legais. Então eles me enviam suas idéias que eles gravaram juntos no espaço de jam e eu acrescento É um processo colaborativo muito legal, mas eles são predominantemente os compositores. Eles sabem o que querem e estou feliz em facilitar a visão deles da maneira que eu consigo.”

Se há gravadoras interessadas em lançar o disco novo. O guitarrista respondeu:

“Sim, há três gravadoras que me enviam e-mails semanalmente perguntando quando vou ter um disco para enviá-los. Não sei com qual das três gravadoras vamos fechar. Talvez seja com uma quarta gravadora. Sim, há um interesse significativo. Literalmente, semanalmente, recebo um check-in de alguém de uma gravadora perguntando se eu já tenho um disco para eles. Eles estão dispostos a fazer ofertas sem nem ouvir uma música. É muito legal. Sim, há muito interesse. Tenho certeza de que vamos encontrar um ótimo lar para o álbum. Vamos com o que parecer certo.”

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
222SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações