PUBLICIDADE

Europe: “um arrependimento foi não arrastar suas bundas para o tribunal”, diz Kee Marcello sobre o Poison

Existem diversos casos envolvendo possíveis plágios supostamente feitos por bandas consagradas e que resultam e brigas longas na justiça. Sejam resultados favoráveis ou não ao acusadores, o desgaste é visível, podendo tirar a banda acusada do prumo.

   

O relato da vez envolve a cena Glam com duas de suas principais bandas: Europe e Poison. Além disso, o alvo em si é uma terceira chamada Easy Action.

Em entrevista para o podcast White Line Fever, o ex-guitarrista e membro fundador do Europe, Kee Marcello, falou sobre esta situação que envolve a sua outra banda, o Easy Action:

“Eu entrei em contato com o produtor do álbum do Poison (‘Look What The Cat Dragged In’), Ric Browde, e ele me disse que trouxe o álbum do Easy Action e o álbum do Hanoi Rocks para o estúdio quando ele fez o álbum do Poison, e ele colocou ‘We Go Rocking’ e sugeriu que a banda fizesse um cover dele. E eles disseram, ‘É uma porra de uma banda sueca glam. Quem vai saber?’ E eles simplesmente nos roubaram. E este é Ric Brow pessoalmente dizendo isso. É tão óbvio que aconteceu.”

Kee Marcello especificou:

“Se fosse eu cometendo esse erro, eu diria: ‘Sinto muito. Eu estraguei tudo. Cara, eu peguei a sua música. Sinto muito. Vou compensar por você. ‘(Mas) até hoje, acredite ou não, eles negam completamente.”

Kee explicou como foram iniciadas as questões sobre o ocorrido:

“Quando o Poison tocou no Sweden Rock Festival, eles deram uma entrevista coletiva e alguém perguntou – muitas pessoas perguntaram – ‘E o Kee Marcello? E o Easy Action? E ‘We Go Rocking’ ?’ E eles disseram: ‘(Nós) nunca ouvimos falar de nenhum desses.’ Pelo menos concorde que você está errado às vezes. Então, eu não sei. Eu não quero ver esses idiotas.”

A batalha rendeu um acordo financeiro entre as partes e Kee falou como foi tal desfecho:

“O editor (de ‘We Go Rocking’) é a Warner Chappell Music. Estou (listado como o) cem por cento (escritor) da música, e há três de nós (que são creditados) pelas letras – o cantor, o baixista e eu – em ‘We Go Rocking’.”

“O fato é que eu estava tão ocupado quando isso aconteceu que não processei o (Poison); foi a Warner Chappell Music que os processou e ameaçou levá-los ao tribunal.”

“Foi realmente um acordo idiota. Eu me pergunto por que eles não fizeram isso. Em vez disso, eles fizeram um acordo fora do tribunal. Mas, como você sabe, quando você faz um acordo, eles não precisam (admitir publicamente) que eles (fizeram algo errado). Eu fui listado como um co-escritor em ‘I Want Action’, toda vez que eles (lançam) o álbum best-of do Poison e a música está lá, algum dinheiro vai para mim. Agora não. Acabamos de receber essa soma de dinheiro, um acordo fora do tribunal. Se eu tivesse sido mais conectado com a coisa toda… Se há um arrependimento que tenho, é não arrastar suas bundas para o tribunal.”

Confira a entrevista no vídeo abaixo:

Vale lembrar como foi o início da jornada do guitarrista Kee Marcello. Antes de mudar de ares para fazer parte do Europe, Kee fazia parte do Easy Action, banda sueca que surgiu no início dos anos 80 e seu álbum mais expressivo foi o “That Makes One”.

Aqui você pode comparar ambas as versões que geraram o caso:

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -