PUBLICIDADE

Dream Theater: James LaBrie e Mike Portnoy amigos novamente?

Mike Portnoy, ex-baterista do Dream Theater, foi em um show recente de sua ex-banda no Beacon Theatre, em Nova York. Foi a primeira vez em 11 anos que Portnoy viu seus ex-companheiros. LaBrie deu um alô para Portnoy do palco e Mike acenou. Já alguns fãs tiraram diversas fotos com Portnoy e sua esposa. Ele compartilhou algumas fotos dos bastidores no dia seguinte, com a seguinte frase:

   

“Depois de 36 anos, finalmente pude ver meu 1º show do DREAM THEATER ontem à noite! Foi uma noite maravilhosa e foi um prazer passar algum tempo com meus velhos amigos novamente.”

LaBrie contou em recente entrevista para Rodrigo Altaf, do Sonic Perspectives, sobre a amizade com Mike Portney, ele disse o seguinte:

“O que aconteceu foi que meu empresário… Isso é, tipo, duas horas antes do show… Então, você conhece a história com Mike e eu. A coisa é o que foi triste todo aquele tempo em que Mike e eu não concordamos com as coisas. é que quando o DREAM THEATER começou, ‘Images And Words’ e ‘Awake’, Mike e eu éramos como melhores amigos – lá atrás – e então começamos a desmoronar, por várias razões. os detalhes não importam. é só que começamos a ter alguns problemas um com o outro. Então, cerca de duas horas antes do show em Nova York, meu empresário me mandou uma mensagem e disse: ‘Olha, Mike vai estar lá hoje à noite. quer voltar e ver você. Ele quer fazer as pazes. Eu não quero ter que intermediar isso…’ E eu o interrompi, ‘Frank,você está colocando isso no meu colo duas horas antes de eu tocar na frente de alguns milhares de pessoas em Nova York. Você está brincando comigo?’ Então, pensei sobre isso. Quer saber? Fui passear, acredite ou não. Fui incógnito e fui passear por Nova York. E andei pelas ruas e comecei a pensar sobre isso, e disse para mim mesmo: ‘Sabe de uma coisa? Já basta. Há ódio suficiente neste mundo; há negatividade suficiente neste mundo. Se Mike quiser vir me ver e fazer as pazes, então eu deveria ser receptivo’ E eu entrei em contato… E John Petrucci também estava lá. Então ele disse: ‘Mike quer saber se ele pode voltar e dizer oi para você’. como eu acabei de dizer, eu falei: ‘pode Sim. Deixe-o saber. Com certeza. Diga a ele para voltar e me ver depois do show’. E foi o que fizemos, conversamos, tivemos uma boa e longa discussão, fizemos as pazes, nos abraçamos e tiramos uma foto juntos. Quando eu estava no palco antes de tudo isso, eu apenas disse, ‘Ei, eu só quero que vocês saibam, Mike Portnoy está aqui. Ei, bem-vindo, irmão, bem vindo ao show.’ E foi isso.”

Reprodução / Facebook

Ele continuou:

“A coisa é que você chega a um ponto na vida onde você tem que… Você não pode carregar isso. Não carregue ódio; não carregue negatividade. Nós o carregamos por muito tempo, no que me diz respeito, e não serviu a nenhum propósito; apenas serviu para a maldita divisão. Foi muito divisivo e muito prejudicial. Ei, escute, outro dia Mike me mandou uma mensagem e ele estava, tipo, ‘Ei, James, eu só quero parabenizá-lo pelo Grammy. Você merece isso – você e a banda. Impressionante. Parabéns. Bravo’, todas essas coisas. E eu mandei uma mensagem de volta para o Mike e disse: ‘cara. Mike, isso é muito admirável da sua parte’. Eu disse: ‘No meu livro, é muito legal você dizer essas coisas.’ E ele disse: ‘Incrível, cara. Adoro.’ Então, é ótimo estar de volta. Nós estamos conversando um com o outro, estamos conversando e todas essas coisas. E esse é o tipo de mundo que eu quero viver em oposição à negatividade, ódio e essas coisas… Simplesmente não vale a pena. Não vale a pena.”

Abaixo o link para assistir a entrevista completa:

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -