Clássicos: M.A.R.S. – “Project: Driver” (1986)

PUBLICIDADE

Gravadora: Shrapnel Records

Década de 80 com toda certeza foi a mais célebre para o Heavy Metal. O mundo fervilhava de bandas clássicas em sua boa forma, músicos formidáveis apareciam facilmente, e discos que marcariam a história foram concebidos. Bandas e projetos com músicos próximos eram facilmente formadas, e rapidamente lançavam suas obras. E dentre essas idas e vindas de shows e bandas em comum, alguns “supergrupos” foram formados. É aqui que iniciamos falando do assombroso M.A.R.S.!

“Project: Driver” é um disco assinado pela competência de quatro dos mais virtuosos músicos de sua época. São 35 minutos de puro entusiasmo e composições empolgantes, e que facilmente cativam aqueles que ouvem um minuto, que seja, do disco. Neste supergrupo temos os nomes de Rudy Sarzo (ex-Dio, ex-Hear ‘n Aid, ex-Blue Öyster Cult, ex-Queensryche) no baixo, Tommy Aldridge (ex-Hear ‘n Aid, ex-Motörhead, ex-Vinny Moore) na cozinha, enquanto as guitarras estavam a cargo do genial Tony MacAlpine (Ring of Fire, Planet X, Tony MacAlpine, ex-Vinny Moore) e os vocais eram feitos pelo fenomenal Rob Rock (Impellitteri, Driver, Rob Rock, ex-Axel Rudi Pell, ex-Warrior). Claramente não temos como esperar menos do que uma obra de arte atemporal.

Formada em 85, abaixo do nome Driver e com outra formação, a banda mudaria para seu nome decisivo no ano seguinte. Ela segue a linha de composição do Heavy/Power Metal, clássico e pesado. Para começar, temos a ótima e rápida “Nations on Fire” que possui a força de todos os instrumentais brutos e vocais animais por um vocalista expressivo e muito único. Em sequência temos a ótima “Writings On The Wall”, com uma introdução de bateria linda, bases contínuas e baixo presente e novamente com vocais assustadores. “Stand Up and Fight” é categoricamente a faixa mais maravilhosa do compacto. Os teclados introdutórios e o complemento do instrumental iniciam perfeitamente e epicamente essa canção tão gostosa de se ouvir. Os vocais altos e sublimes de Rob acompanham muito bem o andamento dessa composição, culminando em um refrão grudento e magnifico, “Stand Up and Fight for your rights! Stand Up and Fight, be free!”. Novamente a magica de MacAlpine faz a festa neste solo ensurdecedor e magistral, ele sabe muito bem como utilizar a sua técnica e sua velocidade, os quais são seus pontos principais.

Devo ser sincero, e dizer que aos ouvidos deste que vos escreve, “Nostradamus” é a faixa mais ‘fraca’ de toda a audição, e mesmo assim não faz feio em sua composição. São 6 minutos de uma canção mais cadenciada e com uma vibe um pouco mais sombria. A introdução em teclados também possui seu charme. Os solos aqui são mais técnicos que rápidos, e mostram que MacAlpine sabe muito bem variar do seu clássico shred para os solos mais simples. De volta a ruas e a velocidade, os auto-falantes explodem com a veloz “Unknown Survivor”. Os riffs rápidos preenchem o ambiente juntamente a uma cozinha extremamente competente e bem rápida de Sarzo e Aldridge. Os agudos de Rob são mais audíveis e dão o toque especial para essa faixa magnífica. Na continuação desta audição, temos a ótima “Fantasy”, que se trata de uma música mais calma e com bastante presença de vocais fortes e um baixo marcante. Novamente trago atenção para o maravilhoso solo apresentado por MacAlpine, repleto de rapidez e de técnica, um espetáculo para todos os tipo de ouvidos.

As próximas duas faixas do compacto são parecidas em suas composições, falo de “Slaves to My Touch” e “I Can See It in Your Eyes”, que são músicas não tão rápidas com mais apelo emotivo, mas sem deixar de lado a amostra da virtuosidade de cada músico. Como na segunda composição mencionada, que é repleta de solos magníficos e vocais absurdos. Notas agudas envoltas a solos acelerados e acompanhados de uma cozinha sem pontos negativos, facilmente, toma nossas mentes e nossos corações. Porém, como todo bom disco tem que ter uma balada, aqui não é diferente, e o papel disso é feito pela maravilhosa, “You and I”, escolhida também para fechar o full lenght. Os toques de teclados para introduzir a canção, mais os dedilhados da guitarra, corroboram para esse maravilhoso tema. A doce voz de Rock entra em nossos ouvidos e nos causa uma sensação de prazer e melancolia, juntamente, com cada toque de caixa dada pela bateria de Aldridge, que mais se assemelha a um compasso de coração. Novamente a guitarra de MacAlpine chama atenção por sua precisão e pelos toque aveludados em seu timbre vintage. Uma faixa que, facilmente, atinge todos os corações, desde os apaixonados, até os brutos.

O fato é que M.A.R.S. foi um projeto de minúscula duração e infelizmente nos deixou apenas um registro de sua existência, porém esse registro nos serviu tão bem que até os dias de hoje ele é lembrado com excelência pelos amantes do estilo. MacAlpine, facilmente entra na lista de melhores guitarristas de todos os tempos. Aldridge. simplesmente, é um dos bateristas clássicos que nunca perde o jeito de se manter expressivo. Rock é aquele vocalista que sabe, exatamente, como se portar, onde deve encaixar um belo agudo, ou quando deve dar peso a sua voz, e por isso é tão querido por todos que o ouvem. Sarzo é um baixista exímio e deixou sua marca por todas as bandas que passou. No fim, só podemos dizer que quem, realmente, saiu ganhando com esse projeto fomos todos nós, os fãs de boa música, que, verdadeiramente, sabemos apreciar o que é bom para nossos ouvidos.

Nota: 9,2

Integrantes:

  • Tony M.acAlpine (guitarra e teclado)
  • Tommy A.ldridge (bateria)
  • Rob R.ock (vocal)
  • Rudy S.arzo (baixo)

Faixas:

  • 1. Nations on Fire
  • 2. Writings on the Wall
  • 3. Stand Up and Fight
  • 4. Nostradamus
  • 5. Unknown Survivor
  • 6. Fantasy
  • 7. Slave to My Touch
  • 8. I Can See It in Your Eyes
  • 9. You and I

Redigido por Yurian ‘Dollynho’ Paiva

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,663SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
151SeguidoresSeguir
960InscritosInscrever

Últimas Publicações