PUBLICIDADE

Anvil: “antes que você perceba, você é um comunista”, afirma Steve “Lips” Kudlow

Devido a polarização dentro do cenário Heavy Metal, principalmente, aqui no Brasil, há uma militância política muito forte. Em muitos momentos, determinados grupos quase obrigam artistas, jornalistas, influencers, assessores e demais pessoas ligadas a cena a assumirem posicionamentos favoráveis a determinado espectro ideológico.

   

Internacionalmente, apesar da polarização estar fincada em diversos países, isso é um pouco mais leve, menos patológico e menos sistemático. Fora do Brasil é natural que músicos com opiniões políticas distintas ainda nutram boas amizades e consigam dialogar sem apelar para o ódio e o Ad hominem puro e simples.

Provavelmente, o esclarecimento e a educação nos países mais desenvolvidos contribuem para isso. Mas mesmo assim, vez ou outra, podemos assistir músicos de menor expressão levando “carteiradas” de jornalistas. Em uma nova entrevista concedida ao The Metal Voice, quando Steve “Lips” Kudlow foi questionado sobre os motivos que o fazem não discutir política em suas letras, ele argumentou o seguinte:

“Eu não vou fazer isso, e não vou expressar minha opinião sobre a política atual. Eu não vou fazer isso. Nada do que eu disser significará porra alguma, de qualquer maneira. Então, por que se preocupar? Por que me isolar ou ser prejudicial a mim mesmo e dizer algo que insultaria as pessoas que são meus fãs? Não vou fazer isso, e ainda por algo que eu realmente nem me importo e que sei que não tenho jurisdição ou poder. É inútil. Não há vantagem. Eu simplesmente não entendo. Eu já tive esse tipo de discussão com Ted Nugent. E Ted, o que você está fazendo, cara? Você está fazendo as pessoas te odiarem. Ao mesmo tempo que você faz com que pessoas te amem pelo que você fala, você faz com que pessoas te odeiem também. Por que você está se incomodando?”

“Lips” ainda foi questionado que apesar dele não falar sobre estes temas em suas músicas, as vezes ele se manifesta em suas redes sociais. Steve se justificou:

“Não vou te dizer se sou democrata ou republicano. Não, não. Não vou fazer isso. E não acho que dizer que nossa liberdade está condenada seja ser republicano ou democrata, é apenas ser observador.

A América está tão preocupada com a chegada do comunismo, mas mesmo assim eles continuam seguindo esse caminho onde estão abolindo isso, abolindo aquilo, tornando isso banido, aquilo banido, antes que você perceba, você é um comunista. Então, você tem que observar até onde você vai, cara. Temos que começar a ser realmente mais diligentes e observar para onde estamos indo com nossa liberdade e o que estamos deixando escapar por entre nossos dedos. Mas como eu disse, sou apenas uma voz em bilhões. É pouca ou nenhuma diferença. Então, estou apenas observando e às vezes é muito perturbador. E é catártico escrever sobre isso.”

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -