PUBLICIDADE

Annihilator: Stu Block permanecerá na banda e Jeff pensa em tour de reunião dos 4 primeiros discos

Jeff Waters sempre foi o líder e dono do Annihilator, trocando integrantes e mudando a sonoridade da banda sempre que desejou. Em 2015, o guitarrista resolveu assumir também os vocais da banda após a saída de Dave Padden, porém, para regravar o álbum “Metal”, de 2007, Waters contratou o ex-vocalista do Iced Earth e atual Into Eternety, Stu Block, além do ex-baterista do Slayer, Dave Lombardo. Acontece que Stu impressionou o exigente Jeff Waters nas gravações e deve permanecer na banda por tempo indeterminado. O próprio Jeff confirmou essa informação em nova entrevista cedida ao Blabbermouth, quando foi questionado se ter contraído a Covid-19 pode ter afetado os seus vocais:

   

“Isso pode torná-los melhores. A maneira como eu canto, pode torná-los melhores. Finalmente, eu posso fazer uma voz rouca sem ter que tentar. Não, na verdade, o que eu fiz, novamente, com esse grande tipo de mudança de vida no meu pequeno mundo, quando eu conversei com Stu Block e Dave Lombardo sobre fazer isso – não é um novo álbum [ ‘Metal II’ ], mas eu considero isso uma ‘revisão’. Não é para ser algo competitivo. O baterista do original, Mike Mangini , é provavelmente um dos melhores bateristas do mundo. Dave Padden, nosso cantor e guitarrista, foi ótimo. Não era sobre isso. Era ‘Vamos lançar uma segunda versão’. Não pisar no passado. Foi algo divertido de fazer para chamar a atenção para a gravadora que eles estão lançando o catálogo. Está funcionando até agora. As pessoas ficam tipo, ‘Uau! Um novo álbum. Eu sou como, ‘Bem, mais ou menos.’ Então decidi que não vou mais cantar. Eu sou um guitarrista. Eu assumi cantando no meu quarto disco, ‘King Of The Kill’, mas sou um guitarrista e todos sabem disso.”

Quando perguntado se essa atitude de largar os vocais tem a ver com Stu Block, Water respondeu sem pestanejar:

“Bingo! América do Norte, esses são os únicos que já ouviram Stu, especialmente, cantando músicas dos dois primeiros discos. Na verdade, temos outros 14 álbuns ainda.”

Já sobre uma possível tour de reunião envolvendo músicos que participaram dos quatro primeiros discos de estúdio, Jeff parece querer realmente fazer algo neste sentido. E mesmo que isto realmente acontecesse, Stu Block ainda estaria garantido já que o vocalista Randy Rampage, que gravou o clássico “Alice In Hell”, faleceu em 2018. Veja a resposta de Jeff:

“Se Coburn estiver saudável o suficiente, ele está interessado. Eu disse a Stu que não quero mais cantar. É muito cansativo. É muito caro. Não sou um grande cantor. É muito difícil tocar e cantar. Não tenho aquela naturalidade. É incrível como, por exemplo: James Hetfield e Dave Mustaine são incríveis. Hetfield por seus tons, mas Mustaine, como eu descobri cantando – eu fiz cerca de sete discos com minha banda como cantor, então provavelmente cerca de 20 turnês, incluindo festivais — Hetfield era meu favorito, mas Mustaine também se tornou meu favorito, por assim dizer, ele pode escrever esses riffs de guitarra rítmica e o que James faz é fazer um riff simples e cantar nele. Quando ele termina de cantar, aqui está o verdadeiro assassino James Hetfield, então ele volta a cantar. Isso saiu de coisas como Judas Priest. Provavelmente foi onde ele conseguiu esse estilo. Glenn Tipton era um gênio. Se você ouvir Rob Halford em qualquer uma dessas músicas clássicas do Priest, eles estão tocando uma nota na guitarra. Quando Halford para, aqui está o riff. Isso é Hetfield . Dave Mustainejogou fora todo aquele lixo. Ele está tocando todas essas coisas malucas e ainda é capaz de cantar sobre isso. É incrível. Já eu não estou nessa liga. Eu acho que sou um bom guitarrista e baixista – eu toco todo o baixo nos álbuns. Eu acho que sou muito bom em guitarra e baixo e algumas outras coisas, mas caras assim são apenas os melhores. Os fãs sabem disso. por causa das músicas, mas acho que músicos que levam isso a sério para uma carreira olham para esses caras e dizem: ‘Eles são muito maiores e melhores do que o que você vê nos sites de notícias postando e mostrando pessoas cometendo erros no YouTube ‘. Eles são além de geniais. Eu estava tipo, ‘Deixe-me ficar na guitarra como eu costumava fazer. Você quer vir e cantar conosco sempre que fizermos shows, como as turnês de aniversário?’ Então Stu disse: ‘Absolutamente para a turnê de aniversário. Seria uma explosão’. Além disso, ele é um bom backup se um ou outro cantor não estiver se sentindo bem ou não puder ir.”

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -