PUBLICIDADE

Accept: ex-vocalista UDO diz ainda estar zangado porque Wolf Hoffmann roubou dele o nome da banda

Em uma nova entrevista ao TNT Radio Rock, o ex-vocalista do Accept, UDO Dirkschnider resolveu comentar sobre o que ele pensa do Accept atual e sobre a sua ligação com Wolf Hoffmann, guitarrista, líder e detentor dos direitos sobre a banda. O baixinho com cara de invocado mais célebre do Metal ligou sua metralhadora giratória de “verdades” e sem nenhuma piedade começou sua argumentação disparando a seguinte declaração: “Só resta um cara: o guitarrista Wolf Hoffmann. O Accept é uma coisa completamente diferente disso.”

Sem pensar se ia agradar ou desagradar, ele seguiu fazendo disparos: “Muitas pessoas dizem, e toda a história com Accept e blá, blá, blá… Eu não quero dizer nada de ruim, sabe? Wolf é um ótimo guitarrista. Ele é um ótimo cara, eu sei disso. Mas há uma coisa e é por isso que nunca mais poderá acontecer uma reunião ou algo assim, é que ele roubou meu nome. Isso foi há muito tempo atrás, em 81, quando tivemos que assinar alguns papéis. Eu era muito jovem e e sim, ok, eu assinei meus contratos. Havia alguns papéis entre todos os outros e ele obteve os direitos do nome Accept assim. Mas não foi Wolf quem orquestrou isso, acho que era coisa da sua esposa. Ela era a gerente do Accept e também cuidava das coisas de Wolf Hoffmann. E isso é o que ainda me deixa com raiva, ele estava realmente roubando o nome sendo que eu já estava criando o Accept em 1968.”

   

UDO encerrou comentando sobre sua atual situação e mencionou seu trabalho recente com dois ex-membros do Accept: “No final das contas, como pessoa, ele é definitivamente um ótimo guitarrista e um ótimo cara. Isso que estou dizendo é apenas história. Acho que sou muito bem-sucedido como UDO. Se eu quiser, posso fazer uma turnê a qualquer hora usando o nome Dirkschneider e tocar as músicas do Accept. Se eu realmente disser: ‘ok, quero fazer isso de novo’, não há problemas, mas o resto, de certa forma, é história.” Ele acrescentou: “Por exemplo, eu estava trabalhando com os colegas e ex-membros do Accept, Peter Baltes e Stefan Kaufmann, juntos no single ‘Where The Angels Fly’, e todos pensavam coisas como ‘oh, o que é isso? Isso é mais Accept do que o que o Accept está fazendo no momento’. Veremos, talvez eu faça mais algumas coisas com este projeto.”

Opinião (bastante polêmica) do Mundo Metal

Bem, quem nos segue há mais tempo sabe que a gente opina mesmo. Vamos lá, juro que por alguns instantes até parecia o Max Cavalera reclamando da vida. Nossa posição é que se o nome Accept foi parar em posse de Wolf Hoffmann da forma que foi relatada por UDO, dá pra afirmar que foi uma sacanagem da esposa de Wolf ou do próprio Wolf (caso o mesmo tivesse ciência). Mas, e é preciso um enorme MAS aqui, UDO além de ter sido ingênuo, mesmo depois que descobriu o que tinha acontecido ainda permaneceu na banda. O Accept desde sempre foi liderado por Wolf, até por que UDO não tinha perfil para exercer esse papel e cá entre nós, se essa história for realmente verídica, o baixinho foi absolutamente complacente com a situação. Não reagiu, não fez nada, permaneceu na banda, aceitou até mesmo ser demitido em 1989, foi chamado de volta ao posto em 1993, retornou numa boa e permaneceu até o encerramento das atividades.

Depois de anos, ainda aceitou fazer parte dos shows de reunião do Accept e novamente com o cara que supostamente o roubou, só não permaneceu para gravar os discos da atual fase por que não quis. Recordando as falas do próprio UDO nessa época, ele desdenhava que o Accept poderia sobreviver sem ele e dizia coisas como, “deixem o legado do Accept em paz”, “nada que seja gravado agora chegará aos pés dos discos que já fizemos no passado”, “jamais eu aceitaria me sentar e compor músicas novas para o Accept” e etc…

O mais interessante nisso tudo é que depois de ver que o Accept se reergueu (sem ele) e lançou ótimos trabalhos desde 2010, e verdade seja dita, trabalhos muito melhores que os discos que UDO vem apresentando em sua carreira solo, o vocalista vira e mexe declara algo sobre uma “reunião” hipotética que nem sequer foi cogitada, só para dizer em seguida que jamais participaria. Bem deprimente essas declarações e aqui, nem me refiro apenas as declarações de UDO, mas de todos os músicos que ficam tentando desenterrar polêmicas que ninguém mais se interessa para ganhar alguma relevância momentânea.

Sobre os álbuns mais recentes de UDO, me desculpem, o baixinho até fez um bom trabalho em “Steelfactory”, mas precisa comer muito arroz com feijão pra bater de frente com os discos recentes do Accept. O álbum com a participação de Peter Baltes é bastante fraco e em diversos momentos, entediante. Pra finalizar, esse papo furado de que não retornaria jamais para o Accept é bem duvidável, já que ano sim ano não ele sai em turnê tocando somente os clássicos da sua ex-banda. Se Wolf realmente cogitasse um retorno de UDO, sou capaz de apostar todas as minhas fichas que o vocalista voltaria correndo. Até por que, apesar dele mencionar que é bem sucedido com sua banda solo, os shows maiores que ele andou fazendo nos últimos anos, nenhum foi tocando músicas da banda UDO. Sad But True.

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Veja também

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PARCEIROspot_img

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
220SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações