PUBLICIDADE

AC/DC: Brian Johnson detalha a tecnologia que ajudou a superar sua perda auditiva

O veterano vocalista do AC/DC, Brian Johnson, se juntou a Matt Everitt em seu programa “First Time With…” na BBC Radio 6 Music para uma entrevista sobre os momentos musicais cruciais de sua vida. Brian falou sobre ouvir Little Richard pela janela de um vizinho quando criança, descobrir seu talento para cantar em um show de escoteiros, ingressar no AC/DC em 1980, as dificuldades que enfrentou quando perdeu a audição e a nova tecnologia reveladora que a trouxe de volta.

Refletindo sobre a perda auditiva que o obrigou a perder os shows da turnê norte-americana de primavera e verão de 2016 do AC/DC , Brian disse :

“Você entra no seu carro, liga o rádio e não consegue dizer quem está cantando a música; você não consegue nem identificar a música. É apenas um barulho. É horrível… É apenas um barulho ‘musical’, mas você não saber em que tom está; você não consegue ouvir quem está cantando; você não sabe dizer se é Paul McCartney ou Mick Jagger. É uma área cinzenta horrível. Acho que chamei de silêncio assassino, e certamente é. Mas fiz como sempre faço… peguei o melhor uísque que pude… tentei esquecer tudo e não atendi o telefone. Eu não falava com nenhum tipo de imprensa, porque eles eram como abutres chegando.”

Para ter capacidade de se apresentar ao vivo com o AC/DC novamente, Johnson trabalhou com o especialista em áudio Stephen Ambrose , que disse que poderia ajudar a resolver os problemas auditivos do cantor.

   

Ambrose, que inventou os monitores intra-auriculares sem fio que são amplamente usados ​​por artistas em turnê hoje, afirmou ter inventado um novo tipo de fone de ouvido que permitiria a Johnson tocar sem causar mais danos aos seus tímpanos. Após três anos experimentando e “miniaturizando” o equipamento, ele disse que a tecnologia pode permitir que ele faça turnês novamente.

Brian foi perguntado como a tecnologia funciona e se poderia descrever, ele disse:

“É fácil. tem uma coisinha na ponta, um tubinho e é uma bomba. E você aperta, e ela infla e vira um tímpano. E ela usa os ossos e os ossos do queixo… Mas também, pode ser equipado com Bluetooth, e você pode ouvir. Epode ouvir 360 graus, globalmente, como eles chamam – e não há assobios. Esses aparelhos auditivos comuns estão sempre sibilando e sibilando.”

Brian ainda comentou sobre o telefonema que recebeu de Angus Young pouco tempo depois:

“Stephen Ambrose , que fez (os monitores intra-auriculares), ele os colocou e eu os estava experimentando, desenvolvendo-os E eu pude ver que havia luz no fim do túnel. Mas estava muito longe. E então o melhor foi que Angus me ligou e disse: ‘Ei, suas orelhas estão funcionando?’ Eu disse, ‘funcionando e bem’. Ele disse, ‘Você quer fazer um álbum?’ Eu disse, ‘Estarei lá ontem.”

Brian Johnson/ Angus Young/Reprodução
PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
236SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -