PUBLICIDADE

Vale a Pena Ouvir de Novo: Budgie -“Power Supply” (1980)

Formado em 1967, em Cardiff, País de Gales, o Budgie foi considerado como uma das principais influências da New Wave Of British Heavy Metal (NWOBHM), movimento musical surgido na Inglaterra entre os anos de 1970 a 1980 revelando grandes nomes do Heavy Metal como Diamond Head, Samson, Angel Witch, Venom, Saxon, Def Leppard, Iron Maiden, etc.

   

Em sua formação clássica, a banda contou com Burke Shelley (baixo e vocais), Tony Bourge (guitarras e backing vocals) e Ray Phillips (bateria). A primeira gravação aconteceu em 1968, quando lançaram uma fita Demo cuja banda atendia por “Six Ton Budgie”, que logo foi descartado por Shelley, adotando Budgie como nome oficial.

Divulgação / Arquivo / Budgie

O primeiro disco auto intitulado foi lançado em julho de 1971 sob a produção de Rodger Bain, na época também produtor do Black Sabbath, atingindo a 36a posição nas paradas musicais da Áustria.

Antes de chegar ao fabuloso “Power Supply”, nosso homenageado nesta sessão, o grupo lançou outros seis trabalhos no período que vai de 1972 a 1978. Finalmente em 10 de outubro de 1980, é lançado o excelente “Power Supply”, oitavo álbum da carreira e um dos discos mais pesados da banda, considerados por muitos como o disco mais Heavy Metal do trio inglês.

Contendo 08 faixas inéditas, o álbum apresenta uma sonoridade mais pesada voltada ao Heavy Metal, deixando de lado o lado Classic Rock dos trabalhos anteriores. Embora algumas composições apresentem elementos do referido Classic e Blues Rock, estilos característicos do power trio.

Apresentando peso e agressividade em suas canções, “Power Supply” é o responsável por trazer linhas encorpadas de baixo e bateria, além de riffs e solos de guitarras mais pesados.

O disco marcou a estreia de John Thomas assumindo as guitarras ao substituir Tony Bourge, guitarrista oficial que deixou o grupo em 1978, após o lançamento do álbum “Impeckable”, lançado em fevereiro do referido ano.

Após o sucesso de “Power Supply”, a banda ainda lançaria os discos “Nightflight”(1981) e “Deliver Us from Evil” (1982), antes de encerrar as atividades.

Em 07 de novembro de 2006, o grupo lançou o álbum “You’re All Living in Cuckooland”, após um hiato de 24 anos. Infelizmente, este seria o último registro oficial de Burke Shelley e sua trupe.

Lamentavelmente, no dia 10 de janeiro de 2022, foi noticiada a morte de Burke Shelley.

Reprodução / Facebook / R.I.P Burke Shelley

O músico faleceu aos 71 anos de idade após uma longa batalha contra uma série de problemas cardíacos.

   

*”Power Supply”, ganhou relançamentos em 1993, e em 2012. Em sua novas edições, o disco apresenta faixas bônus.

Em homenagem a Burke Shelley… Vale a pena ouvir de novo!

Integrantes (Formação clássica):

  • Burke Shelley (vocal e baixo)
  • Tony Bourge (guitarra e vocal)
  • Ray Phillips (bateria)

Faixas:

  1. Forearm Smash
  2. Hellbender
  3. Heavy Revolution
  4. Gunslinger
  5. Power Supply
  6. Secrets in My Head
  7. Time to Remember
  8. Crime Against the World

Bonus tracks (1993)

  1. Wild Fire
  2. High School Girls
  3. Panzer Division Destroyed
  4. Lies of Jim (The E-Type Lover)

Bonus tracks (2012)

  1. Crime Against the World (single edit)
  2. Gunslinger (live 1981)
  3. Crime Against the World (live 1981)

Redigido por: Geovani “Sopinha de Pão” Vieira

PUBLICIDADE

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Veja também

PUBLICIDADE

Redes Sociais

30,849FãsCurtir
8,583SeguidoresSeguir
197SeguidoresSeguir
261SeguidoresSeguir
1,151InscritosInscrever

Últimas Publicações

- PUBLICIDADE -